sexta-feira, 12 de abril de 2024

Eleanor Coppola


.
1936 - 2024
.

Sophia 2024: os nomeados

.
Terminou há instantes na Sala Fernando Lopes, em Lisboa, o anúncio dos nomeados para a 13ª edição dos Sophia entregues anualmente pela Academia Portuguesa de Cinema. The Nothingness Club - Não Sou Nada, de Edgar Pêra foi o filme que reuniu o maior número de nomeações - quinze - entre as quais aquela para o Melhor Filme do ano. Ainda a disputar o troféu máximo dos Sophia encontramos as longas-metragens Great Yarmouth - Provisional Figures, de Marco Martins - com um total de 13 nomeações -, Mal Viver, de João Canijo - com 8 nomeações - e Nação Valente, de Carlos Conceição - com um total de 10 nomeações. Destaque ainda para a vitória de Cerrar los Ojos, de Victor Erice como o Melhor Filme Europeu, a primeira vitória nesta categoria para uma longa-metragem espanhola.
São os nomeados:
.
Melhor Filme
Great Yarmouth - Provisional Figures, Filipa Reis (prod.)
Mal Viver, Pedro Borges (prod.)
Nação Valente, Leonor Noivo, João Matos e Carlos Conceição (prods.)
The Nothingness Club - Não Sou Nada, Rodrigo Areias (prod.)
.
Melhor Documentário
Águas do Pastaza, de Inês T. Alves (real. e prod.) e Ico Costa (prod.)
O Que Podem as Palavras, de Luísa Marinho (real.) e Luísa Sequeira (real. e prod.) e Ana Almeida (prod.)
Super Natural, de Jorge Jácome (real.) e Pandora da Cunha Telles e Pablo Iraola (prods.)
Viagem ao Sol, de Ansgar Shaefer (real. e prod.) e Susana de Sousa Dias (real.) e Elsa Sertório e Rui Ribeiro (prods.)
.
Filme Europeu: Cerrar los Ojos, de Victor Erice (Espanha)
.
Melhor Curta-Metragem de Ficção
2720, de Basil da Cunha
Corpos Cintilantes, de Inês Teixeira
As Gaivotas Cortam o Céu, de Mariana Bártolo e Guillermo García López
Monte Clérigo, de Luís Campos
.
Melhor Curta-Metragem de Documentário
A Arte da Memória, de Rodrigo Areias
Body Buildings, de Henrique Pina
Coney Island - As Primeiras Vezes, de Joana Botelho
As Nossas Primaveras Passadas Não Voltam Mais, de Joel Cartaxo Anjos
.
Melhor Curta-Metragem de Animação
Algo que Eu Disse, de Sara Barbas
Ana Morphose, de João Rodrigues
Foxtale, de Alexandra Allen
Sopa Fria, de Marta Monteiro
.
Sophia Estudante
Défilement, de Francisca Miranda
Kintsugi, de Martim da Cunha
Praia da Aguda, de Salvador Gil
Seres Vivos, de Margarida Fonseca
.
Melhor Série/Telefilme
Cavalos de Corrida, de André Santos e Marco Leão (real.) e Pandora da Cunha Telles e Pablo Iraola (prods.)
Emília, de Filipa Amaro (real.) e Maria João Mayer (prod.)
Rabo de Peixe, de Augusto Fraga (real.) e Pandora da Cunha Telles e Pablo Iraola (prods.)
Salgueiro Maia - O Implicado, de Sérgio Graciano (real.) e José Gandarez (prod.)
.
Melhor Realização
Marco Martins, Great Yarmouth - Provisional Figures
João Canijo, Mal Viver
Carlos Conceição, Nação Valente
Edgar Pêra, The Nothingness Club - Não Sou Nada
.
Melhor Actor
João Arrais, Nação Valente
Miguel Borges, The Nothingness Club - Não Sou Nada
Rafael Morais, Amadeo
Rui Morisson, Sombras Brancas
.
Melhor Actriz
Beatriz Batarda, Great Yarmouth - Provisional Figures
Joana Bernardo, A Noiva
Carla Maciel, Légua
Anabela Moreira, Mal Viver
.
Melhor Actor Secundário
Victor Correia, The Nothingness Club - Não Sou Nada
Albano Jerónimo, The Nothingness Club - Não Sou Nada
Matamba Joaquim, Pátria
Romeu Runa, Great Yarmouth - Provisional Figures
.
Melhor Actriz Secundária
Madalena Almeida, Mal Viver
Rita Cabaço. Great Yarmouth - Provisional Figures
Victória Guerra. The Nothingness Club - Não Sou Nada
Anabela Moreira, Nação Valente
.
Melhor Argumento Original
Filipa Reis, João Miller Guerra, Sara Morais, José Filipe Costa e Letícia Simões, Légua
João Canijo, Mal Viver
Carlos Conceição, Nação Valente
Edgar Pêra e Luísa Costa Gomes, The Nothingness Club - Não Sou Nada
.
Melhor Argumento Adaptado
Júlio Alves, A Arte de Morrer Longe
Virgílio Almeida, Nayola
Eduardo Brito, A Síbila
.
Melhor Montagem
Mariana Gaivão, Marco Martins e Karen Harley, Great Yarmouth - Provisional Figures
João Braz, Mal Viver
António Gonçalves e Carlos Conceição, Nação Valente
Cláudio Vasques, The Nothingness Club - Não Sou Nada
.
Melhor Fotografia
Rui Poças. Amadeo
João Ribeiro, Great Yarmouth - Provisional Figures
Leonor Teles, Mal Viver
Vasco Viana, Nação Valente
.
Melhor Música Original
Manuel Riveiro e Gaiteiros de Lisboa, Os Demónios do Meu Avô
Jim Williams, Great Yarmouth - Provisional Figures
Jorge Prendas, The Nothingness Club - Não Sou Nada
Wojtek Urbanski, Vadio
.
Melhor Canção Original
"Caretos", por Possidónio Cachapa (letra), Carlos Guerreiro (música) e Gaiteiros de Lisboa (interpretação), Os Demónios do Meu Avô
"Casinha", por Fábio Soares (letra, música e interpretação), A Minha Casinha
"What is Fame After Death", por Fernando Pessoa (letra) e Jorge Prenda (música e interpretação), The Nothingness Club - Não Sou Nada
"Lápis Azul", por José Cardoso Pires (letra), Eduardo Raon (música e interpretação) e Rita Redshoes (interpretação), Sombras Brancas
.
Melhor Som
Pedro Melo, Elsa Ferreira e Pedro Góis, Amadeo
Miguel Martins e Rafael Cardoso, Great Yarmouth - Provisional Figures
Rafael Cardoso e Xavier Thieulin, Nação Valente
Pedro Marinho e Pedro Góis, The Nothingness Club - Não Sou Nada
.
Melhor Direcção Artística
Artur Pinheiro, Amadeo
Sara Lança e Chris Barber, Great Yarmouth - Provisional Figures
Nádia Henriques, Mal Viver
Ricardo Preto, The Nothingness Club - Não Sou Nada
.
Melhor Guarda-Roupa
Joana Cardoso, Amadeo
Isabel Carmona, Great Yarmouth - Provisional Figures
Patrícia Dória, Nação Valente
Susana Abreu, The Nothingness Club - Não Sou Nada
.
Melhor Maquilhagem e Cabelos
Sandra Pinto e Natália Bogalho, Amadeo
Maria Almeida (Nini), Great Yarmouth - Provisional Figures
Bárbara Brandão, The Nothingness Club - Não Sou Nada
Bárbara Brandão, A Síbila
.
Melhor Caracterização/Efeitos Especiais
Jorge Carvalho, Amadeo
Arnauld Chelet, Great Yarmouth - Provisional Figures
João Rapaz, José André, Ivo Francisco, Carlos Almeida, Luís Martins, Mathieu Jussreandot, Colin Journée, Adam Bachiri e Filipe Pereira, Nação Valente
Bárbara Brandão, Carlos Amaral e Júlio Alves, The Nothingness Club - Não Sou Nada
.
Cartaz: Cristina Reis, A Noiva
Trailer: Karen Levy, O Último Animal
Prémio Arte e Técnica: Hélder Filipe Gonçalves, "O Som e a Música no Cinema Português Contemporâneo - Processos Criativos seguido de Entrevistas"
Carreira: Luís Cília e Rui Simões
.
Os vencedores da 13ª edição dos Sophia serão conhecidos numa cerimónia a realizar no próximo dia 26 de Maio no Casino Estoril.
.


.

quarta-feira, 10 de abril de 2024

O. J. Simpson


.
1947 - 2024
.

domingo, 7 de abril de 2024

Prémio Curtas 2024: os vencedores

 

.
Decorreu ontem no Teatro Turim, em Lisboa, a segunda edição dos Prémios Curtas entregues às melhores produções cinematográficas de formato curto. A Rapariga de Olhos Grandes e o Rapaz de Pernas Compridas, de Maria Hespanhol foi o grande vencedor da noite arrecadando um total de quatro troféus incluindo o de Curta-Metragem de Animação sendo que foi Monte Clérigo, de Luís Campos o premiado com o título de Melhor Curta-Metragem de Ficção do ano.
São os vencedores:
.
Curta-Metragem de Ficção: Monte Clérigo, de Luís Campos
Curta-Metragem de Documentário: Défilement, de Francisca Miranda
Curta-Metragem de Animação: A Rapariga de Olhos Grandes e o Rapaz de Pernas Compridas, de Maria Hespanhol
Realização: Mónica Lima, Natureza Humana
Actor: Isac Graça, Heitor sem Nome
Actriz: Teresa Sobral, Sagrada Família
Actor Secundário: António Mortágua, A Febre de Maria João
Actriz Secundária: Maria Leite, O Abafador
Interpretação Infantil: Gabriel Pêra, Capa de Honras, La Cuonta de L Garotico I L Bielho
Argumento: Maria Hespanhol, A Rapariga de Olhos Grandes e o Rapaz de Pernas Compridas
Montagem: Vera Lúcia Rita, Maria José Maria
Fotografia: Faraz Fesharaki, Natureza Humana
Música Original: Pedro Marques, A Rapariga de Olhos Grandes e o Rapaz de Pernas Compridas
Som/Efeitos Sonoros: Pedro Marinho, Bernardo Bento e Vasco Carvalho, Ana Morphose
Direcção Artística: Ana Bossa, A Rapariga de Olhos Grandes e o Rapaz de Pernas Compridas
Guarda-Roupa: Patrícia Dória e Inês Peres, A Febre de Maria João
Caracterização: Olga José, Maria José Maria
Efeitos Visuais: João Rodrigues, Sandra Neves e Carlos Amaral, Ana Morphose
.

sexta-feira, 5 de abril de 2024

Cole Brings Plenty


.
1998 - 2024
.

quarta-feira, 3 de abril de 2024

Premi David di Donatello 2024: os nomeados

.
Foram há instantes anunciados os nomeados para a 69ª edição dos David di Donatello, os prémios anualmente entregues pela Academia Italiana de Cinema às melhores produções cinematográficas do último ano. C'è Ancora Domani, de Paola Cortellesi com 19 nomeações é a longa-metragem mais citada este ano competindo para todos os troféus principais incluindo o de Melhor Filme do ano. À obra de Cortellesi a concorrer a melhor filme juntam-se La Chimera, de Alice Rohrwacher (13 nomeações), Io Capitano, de Matteo Garrone (15 nomeações), Rapito, de Marco Bellocchio (11 nomeações) e Il Sol dell'Avvenire,  de Nanni Moretti (7 nomeações).
São os nomeados:
.
Melhor Filme
C'è Ancora Domani, Mario Gianani e Lorenzo Gangarossa por WILDSIDE - FREMANTLE, Vision Distribution - SKY em colaboração com SKY e NETFLIX, Paola Cortellesi (real.)
La Chimera, Carlo Cresto-Dina com RAI Cinema e Alice Rohrwacher (real.)
Io Capitano, ARCHIMEDE, RAI Cinema, PATHÉ e Tarantula, Matteo Garrone (real.)
Rapito, Beppe Caschetto por IBC Movie, Simone Gattoni por KAVAC Film e Paolo Del Brocco por RAI Cinema e Marco Bellocchio (real.)
Il Sol dell'Avvenire, Domenico Procacci com RAI Cinema e Nanni Moretti (real. e prod.)
.
David Giovani
C'è Ancora Domani, de Paola Cortellesi
Comandante, de Edoardo De Angelis
Io Capitano, de Matteo Garrone
Stranizza d'Amuri, de Giuseppe Fiorello
L'Ultima Volta che Siamo Stati Bambini, de Claudio Bisio
.
Melhor Documentário
Enzo Jannacci Vengo Anch'io, de Giorgio Verdelli
Io Noi e Gaber, de Riccardo Milani
Laggiù Qualcuno Mi Ama, de Mario Martone
MUR, de Kasia Smutniak
Roma, Santa e Dannata, de Daniele Ciprì
.
Melhor Filme Internacional
Anatomie d'Une Chute, de Justine Triet (França)
As Bestas, de Rodrigo Sorogoyen (Espanha)
Killers of the Flower Moon, de Martin Scorsese (EUA)
Kuolleet Lehdet, de Aki Kaurismäki (Finlândia)
Oppenheimer, de Christopher Nolan (EUA)
.
Melhor Curta-Metragem
Asterión, de Francesco Montagner
Foto di Gruppo, de Tommaso Frangini
In Quanto a Noi, de Simone Massi
The Meatseller, de Margherita Giusti --> já anunciada como vencedora
We Should All Be Futurists, de Angela Norelli
.
Melhor Produtor
C'è Ancora Domani, Mario Gianani e Lorenzo Gangarossa por WILDSIDE - FREMANTLE, Vision Distribution - SKY em colaboração com SKY e NETFLIX
La Chimera, Carlo Cresto-Dina com RAI Cinema
Comandante, Nicola Giuliano, Francesca Cima, Carlotta Calori e Viola Prestieri por INDIGO Film, Pierpaolo Verga e Edoardo de Angelis por O'GROOVE, Paolo Del Brocco por RAI Cinema, Attilio De Razza por TRAMP Limited, Mariagiovanna de Angelis por VGROOVE e Antonio Miyakawa por WISE Pictures
Disco Boy, Giulia Achilli, Marco Alessi, Lionel Massol, Pauline Seigland e André Logie
Io Capitano, ARCHIMEDE, RAI Cinema, PATHÉ e Tarantula
.
Melhor Realização
Matteo Garrone, Io Capitano
Alice Rohrwacher, La Chimera
Marco Bellocchio, Rapito
Nanni Moretti, Il Sol dell'Avvenire
Andrea Di Stefano, L'Ultima Notte di Amore
.
Realizador Revelação
Paola Cortellesi, C'è Ancora Domani
Giacomo Abbruzzese, Disco Boy
Micaela Ramazzotti, Felicità
Michele Riondino, Palazzina LAF
Giuseppe Fiorello, Stranizza d'Amuri
.
Melhor Actor Protagonista
Antonio Albanese, Cento Domeniche
Pierfrancesco Favino, Comandante
Valerio Mastandrea, C'è Ancora Domani
Josh O'Connor, La Chimera
Michele Riondino, Palazzina LAF
.
Melhor Actriz Protagonista
Linda Caridi, L'Ultima Notte di Amore
Paola Cortellesi, C'è Ancora Domani
Isabella Ragonese, Come Peccore in Mezzo ai Lupi
Micaela Ramazzotti, Felicità
Barbara Ronchi, Rapito
.
Melhor Actor Secundário
Giorgio Colangeli, C'è Ancora Domani
Elio Germano, Palazzina LAF
Adriano Giannini, Adagio
Vinicio Marchioni, C'è Ancora Domani
Silvio Orlando, Il Sol dell'Avvenire
.
Melhor Actriz Secundária
Barbora Bobulova, Il Sol dell'Avvenire
Emanuela Fanelli, C'è Ancora Domani
Romana Maggiora Vergano, C'è Ancora Domani
Alba Rohrwacher, La Chimera
Isabella Rossellini, La Chimera
.
Melhor Argumento Original
Furio Andreotti, Giulia Calenda e Paola Cortellesi, C'è Ancora Domani
Alice Rohrwacher, La Chimera
Matteo Garrone, Massimo Gaudioso, Massimo Ceccherini e Andrea Tagliaferri, Io Capitano
Maurizio Braucci e Michele Riondino, Palazzina LAF
Francesca Marciano, Nanni Moretti, Federica Pontremoli e Valia Santella, Il Sol dell'Avvenire
.
Melhor Argumento Adaptado
Giorgio Diritti e Fredo Valla, Lubo
Emma Dante, Elena Stancanelli e Giorgio Vasta, Misericordia
Armando Festa e Sydney Sibilia, Mixed by Erry
Marco Bellocchio e Susanna Nicchiarelli, Rapito
Pietro Marcello, Maurizio Braucci e Maud Ameline, Le Vele Scarlatte
.
Melhor Montagem
Valentina Mariani, C'è Ancora Domani
Nelly Quettier, La Chimera
Marco Spoletini, Io Capitano
Francesca Calvelli e Stefano Mariotti, Rapito
Giogiò Franchini, L'Ultima Notte di Amore
.
Melhor Fotografia
Davide Leone, C'è Ancora Domani
Hélène Louvart, La Chimera
Ferran Paredes Rubio, Comandante
Paolo Carnera, Io Capitano
Francesco Di Giacomo, Rapito
.
Melhor Música Original
Subsonica, Adagio
Lele Marchitelli, C'è Ancora Domani
Andrea Farri, Io Capitano
Franco Piersanti, Il Sol dell'Avvenire
Santi Pulvirenti, L'Ultima Notte di Amore
.
Melhor Canção Original
"Adagio", por Subsonica (Samuel Umberto Romano, Massimiliano Casacci, Davide Dileo, Enrico Matta e Luca Vicini) (música, letra e interpretação), Adagio
"Baby", por Andra Farri (música e letra) e Seydou Sarr (interpretação), Io Capitano
"O DJ (Don't Give Up)", por Liberato (música, letra e interpretação=, Mixed By Erry
"La Mia Terra", por Antonio Diodato (música, letra e interpretação), Palazzina LAF
"La Vita Com'è", por Brunori Sas (música, letra e interpretação), Il Più Bel Secolo della Mia Vita
.
Melhor Som
Filippo Porcari, Alessandro Feletti, Luca Anzellotti e Paolo Segat, C'è Ancora Domani
Xavier Lavorel, Marta Billingsley e Maxence Ciekawy, La Chimera
Valentino Gianni, Alessandro Feletti, Mirko Perri e Giancarlo Rutigliano, Comandante
Maricetta Lombardo, Daniela Bassani, Mirko Perri e Gianni Pallotto, Io Capitano
Alessandro Zanon, Marta Billingsley, Fabrizio Quadrou e Paolo Segat, Il Sol dell'Avvenire
.
Melhor Direcção Artística
Paola Comencini e Fiorella Cicolini, C'è Ancora Domani
Emita Frigato e Rachele Meliadò, La Chimera
Carmine Guarino e Iole Autero, Comandante
Dimitri Capuani e Roberta Troncarelli, Io Capitano
Andrea Castonina e Valeria Vecellio, Rapito
.
Melhor Guarda-Roupa
Alberto Moretti, C'è Ancora Domani
Loredana Buscemi, La Chimera
Massimo Cantini Parrini, Comandante
Stefano Ciammitti, Io Capitano
Sergio Ballo e Daria Calvelli, Rapito
.
Melhor Design de Cabelo
Teresa Di Serio, C'è Ancora Domani
Daniela Tartari, La Chimera
Massimo Gattabrusi, Comandante
Stefano Ciammitti e Dalia Colli, Io Capitano
Alberta Giuliani, Rapito
.
Melhor Maquilhagem
Michele Salgaro Vaccaro, Francesca Galafassi, Antonello Resch e Lorenzo Tamburini, Adagio
Ermanno Spera, C'è Ancora Domani
Paola Gattabrusi e Lorenzo Tamburini, Comandante
Dalia Colli e Roberta Martorina, Io Capitano
Enrico Iacoponi, Rapito
.
Melhores Efeitos Especiais Visuais
Stefano Leoni e Flaminia Maltese, Adagio
Kevin Tod Haug e Stacey Dodge, Comandante
Fabio Tomassetti e Daniele Tomassetti, Denti da Squalo
Laurent Creusot e Massimo Cipollina, Io Capitano
Rodolfo Migliari e Lena Di Gennaro, Rapito
.
Os vencedores serão conhecidos no decorrer da cerimónia da 69ª edição dos David di Donatello a decorrer no próximo dia 3 de Maio na Cinecittà, em Roma.
.
.

sábado, 30 de março de 2024

Chance Perdomo


.
1996 - 2024
.

quinta-feira, 28 de março de 2024

Louis Gossett Jr.


.
1936 - 2024
.

sábado, 23 de março de 2024

.

sexta-feira, 22 de março de 2024

Prix du Cinéma Suisse 2024: os vencedores

.
Terminou há instantes em Zurique a entrega dos prémios da Academia Suíça de Cinema premiando Shashvi Shashvi Maq'vali, de Elene Naveriani com três troféus incluindo o de Melhor Filme. Bisons, de Pierre Monnard foi também premiado com três troféus recolhendo o de Melhor Actor para Karim Barras.
São os vencedores:
.
Filme: Shashvi Shashvi Maq'vali, de Elene Naveriani
Documentário: Die Anhörung, de Lisa Gerig
Filme de Animação: Armat, de Élodie Dermange
Filme Académico: Chagrin Valley, de Nathalie Berger
Curta-Metragem: La Gravidité, de Jela Hasler
Actor: Karim Barras, Bisons
Actriz: Ella Rumpf, Le Théorème de Marguerite
Interpretação Secundária: Maud Wyler, La Voie Royale
Argumento: Elene Naveriani, Shashvi Shashvi Maq'vali
Montagem: Aurora Vögeli, Shashvi Shashvi Maq'vali
Fotografia: Joseph Areddy, Bisons
Música: Nicolas Rabaeus, Bisons e Nicolas Rabaeus, The Land Within
Som: Xavier Lavorel, La Chimera
Prix d'Honneur:
Robert Boner
Prémio Especial: Sonia Rossier
.

.

The Sky (2020)

.
The Sky de Matt Sears (Reino Unido) revela uma estranha atmosfera onde duas amigas, Ellie (Chloe Fox) e Victoria (Charlotte Christof) falam sobre um aparente momento final. Quando tudo parece encaminhado eis que Ellie se questiona se terá a seu lado a melhor companhia para um aparente fim.
Num cenário que inicialmente remete o espectador para um qualquer final de tarde no qual duas amigas celebram a sua amizade, o argumento desta curta-metragem - cuja autoria é de Ryan Grundy - explora, afinal, aquilo que poderá ser sim o final de tudo e não só daquela específica tarde. As experiências das duas adolescentes são colocadas à prova com um inocente jogo onde se confessa o inconfessável ou se tentam descobrir pequenos segredos nunca antes revelados. No entanto, é quando se perde a noção do limite, eventualmente inexistente neste aparente fim, que "Ellie" percebe que provavelmente aquele não é o melhor local (ou companhia) para ela uma vez que neste "fim" o que importa é atravessá-lo com alguém que tenha realmente algum significado para ela. Mas... será a mãe que a espera a sua melhor testemunha neste fim inevitável? Existirá entre elas alguma relação que justifique uma última preocupação?
Lentamente através das estranhas manifestações celestiais que "espreitam" ao fundo, o espectador compreende que este final não é o de uma relação familiar ou de amizade. Que não é o final de uma  qualquer relação amorosa mas sim o fim de tudo tal como o conhecemos. Mais, este fim chega pela aparentemente inevitável destruição de tudo. Não compreendendo qual o fenómeno que nos aguarda . talvez nem o testemunhemos nós -, The Sky pondera a escolha para o "nosso" fim. Qual será esse final "perfeito" perante a inevitabilidade de tudo incluindo o certo desaparecimento e esquecimento de que alguma vez "nós" fizemos parte de uma certa realidade! Esperar um "fim" quando nada mais existirá para lá do mesmo... existirá algum tipo de "final feliz" capaz de nos recordar para lá de "nós"? Qual será o apaziguamento de uma consciência individual ou colectiva quando "depois" nada mais irá existir?
Todas estas questões poderiam ter uma única explicação que se prende única e exclusivamente com a necessidade de "partir" mais tranquilamente sem que esse dito fim seja vivido com uma expectativa e tormento que o marquem como um acontecimento mau. Todos sabem que o será mas até que ponto isso é importante quando se compreende também que nada mais existirá "para lá" da realidade como o fora até então?
The Sky tem todo um conjunto de questões existenciais que são, em certa medida, interessantes e dignas de uma reflexão sobre o "fim" (assuma ele que forma assumir) mas, no entanto, a construção desta curta-metragem falha no momento em que mais de metade da sua narrativa se perde na exploração da relação entre as duas protagonistas que nunca aparenta querer ser concretizada. Compreendemos que são amigas e que podem ser até as maiores confidentes mas, no entanto, para lá de não quererem estar sozinhas neste fim que se aproxima, falha ao espectador uma dramatização convincente dos seus medos que, sejamos realistas, estariam na mente de todos e não seria levado com tanta ligeireza como aqui o aparenta ficando apenas por celebrar a atmosfera envolvente que é dinâmica e bem construída para o género "fim do mundo" mas que não se concretiza no seu todo por não conseguir consolidar, e convencer, na relação entre as duas jovens actrizes.
.


.
6 / 10
.

quinta-feira, 21 de março de 2024

Gina Santos


.
1937 - 2024
.

António Évora


.
1941 - 2024
.

terça-feira, 19 de março de 2024

M. Emmet Walsh


.
1935 - 2024
.

segunda-feira, 18 de março de 2024

Miltércio Santos


.
1963 - 2024
.

terça-feira, 12 de março de 2024

Robyn Bernard


.
1959 - 2024
.

segunda-feira, 11 de março de 2024

Oscar 2024: os vencedores

 

.
Oppenheimer, de Christopher Nolan foi o grande vencedor da 96ª edição dos Oscars que decorreu no Dolby Theater em Hollywood, Los Angeles, ao recolher um total de sete troféus das treze nomeações que obtivera, incluindo os de Melhor Filme, Realização, Actor Protagonista e Actor Secundário para Cillian Murphy e Robert Downey Jr. respectivamente.
São os vencedores:
.
Filme: Oppenheimer, Emma Thomas, Charles Roven e Christopher Nolan (prods.)
Documentário: 20 Days in Mariupol, Mstyslav, Michelle Mizner e Raney Aronson (prods.)
Filme de Animação: Kimitachi wa dô Ikiru Ka, Hayao Miyazaki e Toshio Suzuki (prods.)
Filme Internacional: The Zone of Interest, de Jonathan Glazer (Reino Unido)
Curta-Metragem de Ficção: The Wonderful Story of Henry Sugar, Wes Anderson e Steven Rales (prods.)
Curta-Metragem de Documentário: The Last Repair Shop, Ben Proudfoot e Kris Bowers (prods.)
Curta-Metragem de Animação: WAR IS OVER! Inspired by the Music of John and Yoko, Dave Mullins e Brad Booker (prods.)
Realização: Christopher Nolan, Oppenheimer
Actor: Cillian Murphy, Oppenheimer
Actriz: Emma Stone, Poor Things
Actor Secundário: Robert Downey Jr., Oppenheimer
Actriz Secundária: Da'Vine Joy Randolph, The Holdovers
Argumento Original: Justine Triet e Arthur Harari, Anatomie d'Une Chute
Argumento Adaptado: Cord Jefferson, American Fiction
Montagem: Jennifer Lame, Oppenheimer
Fotografia: Hoyte van Hoytema, Oppenheimer
Música Original: Ludwig Göransson, Oppenheimer
Canção Original: "What Was I Made For", por Billie Eilish e Finneas O'Connell, Barbie
Som: Tarn Willers e Johnnie Burn, The Zone of Interest
Design de Produção: James Price, Shona Heath e Zsuzsa Mihalek, Poor Things
Guarda-Roupa: Holly Waddington, Poor Things
Maquilhagem e Cabelo: Nadia Stacey, Mark Coulier e Josh Weston, Poor Things
Efeitos Especiais Visuais: Takashi Yamazaki, Kiyoko Shibuya, Masaki Takahashi e Tatsuji Nojima, Gojira - 1.0
Oscar Carreira: Angela Bassett, Mel Brooks e Carol Littleton
Jean Hersholt Humanitarian Award: Michelle Satter
.

.

Oscar 2024: Filme

.
.
Oppenheimer, Emma Thomas, Charles Roven e Christopher Nolan (prods.)
.

Oscar 2024: Actriz

.
.
Emma Stone, Poor Things
.

Oscar 2024: Realização

.
.
Christopher Nolan, Oppenheimer
.

Oscar 2024: Actor

.
.
Cillian Murphy, Oppenheimer
.

Oscar 2024: Canção Original

.
.
.
"What Was I Made For", por Billie Eilish e Finneas O'Connell, Barbie
.

Oscar 2024: Música Original

.
.
Ludwig Göransson, Oppenheimer
.

Oscar 2024: Som

.
.
Tarn Willers e Johnnie Burn, The Zone of Interest
.

Oscar 2024: Curta-Metragem de Ficção

.
.
The Wonderful Story of Henry Sugar, Wes Anderson e Steven Rales (prods.)
.

Oscar 2024: Fotografia

.
.
Hoyte van Hoytema, Oppenheimer
.

Oscar 2024: Documentário

.

.
20 Days in Mariupol, Mstyslav, Michelle Mizner e Raney Aronson (prods.)
.

Oscar 2024: Curta-Metragem de Documentário

.
.
The Last Repair Shop, Ben Proudfoot e Kris Bowers (prods.)
.

Oscars 2024: Montagem

.
.
Jennifer Lame, Oppenheimer
.

Oscar 2024: Efeitos Especiais Visuais

.
.
Takashi Yamazaki, Kiyoko Shibuya, Masaki Takahashi e Tatsuji Nojima, Gojira - 1.0
.

Oscar 2024: Actor Secundário

.
.
Robert Downey Jr., Oppenheimer
.

Oscar 2024: Filme Internacional

.
.
The Zone of Interest, de Jonathan Glazer (Reino Unido)
.