terça-feira, 31 de março de 2020

Wallace Roney

.
1960 - 2020
.

Vincent Marzello

.
1951 - 2020
.

domingo, 29 de março de 2020

Alan Merrill

.
1951 - 2020
.

Krzysztof Penderecki

.
1933 - 2020
.

sábado, 28 de março de 2020

John Callahan

.
1953 - 2020
.

sexta-feira, 27 de março de 2020

Francisco d'Orey

.
1931 - 2020
.

quinta-feira, 26 de março de 2020

Mark Blum

.
1950 - 2020
.

terça-feira, 24 de março de 2020

Terrence McNally

.
1939 - 2020
.

Stuart Gordon

.
1947 - 2020
.

Albert Uderzo

.
1927 - 2020
.

Manu Dibango

.
1933 - 2020
.

segunda-feira, 23 de março de 2020

Nashom Wooden

.
1969 - 2020
.

Lucia Bosè

.
1931 - 2020
.

domingo, 22 de março de 2020

Carmen de Mairena

.
1933 - 2020
.

sexta-feira, 20 de março de 2020

Kenny Rogers

.
1938 - 2020
.

quinta-feira, 19 de março de 2020

Arlus Mabélé

.
1953 - 2020
.

quarta-feira, 18 de março de 2020

Shortcutz Viseu 2020: os vencedores

.
Pele de Luz, de André Guiomar foi o grande vencedor da sexta edição dos troféus do Shortcutz Viseu ao arrecadar não só o prémio de Melhor Documentário como o de Melhor Curta do Ano. Os vencedores da sexta edição foram anunciados online na página oficial do SV, entre ontem e hoje, tendo ainda a curta-metragem Calipso, de Paulo Oliveira e Pedro Martins vencido os dois troféus de interpretação.
São os vencedores:
.
Curta do Ano: Pele de Luz, de André Guiomar
Ficção: Sleepwalk, de Filipe Melo
Documentário: Pele de Luz, de André Guiomar
Animação: Razão Entre Dois Volumes, de Catarina Sobral
Actor: Pedro Laginha, Calipso
Actriz: Adriana Moniz, Calipso
Argumento: Nevoeiro, Inês Oliveira e Daniel Veloso
Fotografia: Terra Amarela, Leandro Ferrão
.
.

segunda-feira, 16 de março de 2020

Pedro Barroso

.
1950 - 2020
.

Sergio Bassi

.
1951 - 2020
.

quarta-feira, 11 de março de 2020

Deutscher Filmpreis 2020: os nomeados

.
Berlin Alexanderplatz, de Burhan Quebani (11) e Systemsprenger, de Nora Fingscheidt (10) são as duas longas-metragens mais nomeadas para o Deutscher Filmpreis, os troféus anualmente entregues pela Academia Alemã de Cinema, destacando a nomeação para Melhor Actor do luso-guineense Welket Bungué na categoria de Melhor Actor.
São os nomeados:
.
Melhor Filme
Berlin Alexanderplatz, Leif Alexis, Jochen Laube e Fabian Maubach (prods.)
Es Gilt das Gesprochene Wort, Ingo Fliess (prod.)
Lara, Marcos Kantis, Martin Lehwald e Michal Pokorny (prods.)
Lindenberg! Mach dein Ding, Michael Lehmann, Günther Russ e Johannes Pollmann (prods.)
Systemsprenger, Peter Hartwig, Jonas Weydemann e Jakob D. Weydemann (prods.)
Undine, Forian Koerner von Gustorf, Michael Weber e Margarte Menegoz (prods.)
.
Melhor Documentário
Born in Evin, Alex Tondowski e Ira Tondowski (prods.)
Heimat ist ein Raum aus Zeit, Heino Deckert (prod.)
Schlingensief - In das Schweigen Hineinschreien, Frieder Schlaich e Irene von Alberti (prods.)
.
Melhor Filme Juvenil
Als Hitler das Rosa Kaninchen Stahl, Jochen Laube, Fabian Maubach e Clementina Hegewisch (prods.)
Fritzi - Eine Wendewundergeschichte, Ralf Kukula e Richard Lutterbeck (prods.)
.
Melhor Realização
Burhan Quebani, Berlin Alexanderplatz
Ilker Çatak, Es Gilt das Gesprochene Wort
Nora Fingscheidt, Systemsprenger
.
Melhor Actor Protagonista
Jan Bülow, Lindenberg! Mach dein Ding
Welket Bungué, Berlin Alexanderplatz
Albrecht Schuch, Systemsprenger
.
Melhor Actriz Protagonista
Anne Ratte-Polle, Es Gilt das Gesprochene Wort
Alina Serban, Gipsy Queen
Helena Zengel, Systemsprenger
.
Melhor Actor Secundário
Pasquale Aleardi, Ich War Noch Niemals in New York
Godehard Giese, Es Gilt das Gesprochene Wort
Albrecht Schuch, Berlin Alexanderplatz
.
Melhor Actriz Secundária
Jella Haase, Berlin Alexanderplatz
Lisa Hagmeister, Systemsprenger
Gabriela Maria Schmeide, Systemsprenger
.
Melhor Argumento
Martin Behnke e Burhan Quebani, Berlin Alexanderplatz
Nils Mohl e Ilker Çatak, Es Gilt das Gesprochene Wort
Nora Fingscheidt, Systemsprenger
.
Melhor Montagem
Andreas Menn, Mein Ende. Dein Anfang.
Heike Gnida, Pelikanblut
Bettina Böhler, Schlingensief - In das Schweigen Hineinschreien
Stephan Bechinger e Julia Kovalenko, Systemsprenger
.
Melhor Fotografia
Yoshi Heimrath, Berlin Alexanderplatz
Frank Lamm, Deutschstunde
Jieun Yi, O Beautiful Night
.
Melhor Música Original
Dascha Dauenhauer, Berlin Alexanderplatz
Lorenz Dangel, Deutschstunde
John Gürtler, Systemsprenger
.
Melhor Som
Simone Galavazi e Michel Schöpping, Berlin Alexanderplatz
Corinna Zink, Jonathan Schorr, Dominik Leube, Oscar Stieblitz e Gregor Bonse, Systemsprenger
Andreas Mücke-Niesytka, Martin Steyer, Dominik Schleier, Benjamin Hörbe e Bettina Böhler, Undine
.
Melhor Direcção Artística
Silke Buhr, Berlin Alexanderplatz
Tim Tamke, Freies Land
Matthias Müsse, Ich War Noch Niemals in New York
Sebastian Soukup, Narziss und Goldmund
.
Melhor Guarda-Roupa
Ingken Benesch, Freies Land
Thomas Oláh e Nora Bates, Ich War Noch Niemals in New York
Sabine Böbbis, Lindenberg! Mach dein Ding
.
Melhor Caracterização
Gerhard Zeiss, Ich War Noch Niemals in New York
Astrid Weber e Hannah Fischleder, Lindenberg! Mach dein Ding
Helene Lang, Narziss und Goldmund
.
Melhores Efeitos Especiais e Animação
Frank Kaminski, Berlin Alexanderplatz
Sven Martin, Ich War Noch Niemals in New York
Jan Stoltz, Die Känguru-Chroniken
.
Filme Popular: Das Perfekte Geheimnis, de Bora Dagtekin (real.) e Lena Schömann (prod.)
.
Prémio Carreira: Edgar Reitz
.
Os vencedores serão conhecidos numa cerimónia a realizar no próximo dia 24 de Abril no Palais am Funkturm, em Berlim.
.
.

CinEuphoria... 11º aniversário

.

domingo, 8 de março de 2020

Max von Sydow

.
1929 - 2020
.

sábado, 7 de março de 2020

Prémio Mestre Mateo 2020: os vencedores

.
A Academia Galega do Audiovisual entregou os Mestre Mateo, os seus troféus anuais, numa cerimónia que declarou O que Arde, de Oliver Laxe como o grande vencedor do ano ao arrecadar oseis troféus incluindo os de Melhor Filme e Realização. Hierro, série do canal Moviestar+ recebeu quatro incluindo Melhor Série e Argumento.
São os vencedores:
.
Filme: O que Arde, de Oliver Laxe
Série: Hierro (Moviestar+)
Curta-Metragem de Ficção: 16 de Decembro, de Álvaro Gago Díaz
Produção: Ana Míguez, Hierro
Realização: Oliver Laxe, O que Arde
Actor: Miguel de Lira, Eroski Paraíso
Actriz: Patrícia de Lorenzo, Eroski Paraíso
Actor Secundário: Xan Cejudo, Quien a Hiero Mata
Actriz Secundária: María Vázquez, Quien a Hierro Mata
Argumento: Pepe Coira, Fran Araújo, Araceli Gonda, Coral Cruz e Carlos Portela, Hierro
Montagem: Cristóbal Fernández, O que Arde
Fotografia: Mauro Herce, O que Arde
Música Original: Elba Fernández e Xavi Font, Hierro
Som: David Machado, Amanda Villavieja, Sergio da Silva e Xavier Souto, O que Arde
Design de Produção: Samuel Lema e Curru Garabal, O que Arde
Guarda-Roupa: María Fandiño, Lobos e Cordeiros
Caracterização: Susana Veira e Bea Antelo, Quien a Hierro Mata
.
.

sexta-feira, 6 de março de 2020

Prémios AIP Cinema 2020: os vencedores

.
Foram hoje revelados os vencedores dos troféus anuais da AIP - Associação de Imagem Portuguesa numa cerimónia que se realizou na Casa do Alentejo, em Lisboa. Entre os diversos vencedores encontra-se Leonardo Simões pela direcção de fotografia de Vitalina Varela, de Pedro Costa confirmando-o, uma vez mais, como um dos mais referenciados directores de fotografia do último ano.
São os vencedores:
.
Longa-Metragem
.
Leonardo Simões, Vitalina Varela
.
Documentário
.
Jorge Quintela, Hálito Azul
.
Série
.
Carlos Lopes, Sara
.
Curta-Metragem
.
Miguel Robalo, Último Acto
.
Filme de Arte
.
William Sossai, The Black Cat
.
Fotografia Estudante
.
Afonso Vieira, Banho Santo
.
Prémio Honorário
.
Alberto Pimenta
.
Prémio Fernando Costa - CINEMATE
.
Filipe Gonçalves
.
Prémio Associação de Imagem
.
MOTELx
.

Shortcutz Ovar 2020: os vencedores

.
Decorreu na Escola de Artes e Ofícios de Ovar a cerimónia de entrega dos troféus anuais do Shortcutz Ovar que destacaram Entre Sombras da dupla de realizadoras Alice Guimarães e Mónica Santos como o melhor filme curto do ano.
São os vencedores:
.
Curta do Ano: Entre Sombras, de Alice Guimarães e Mónica Santos
Menção Honrosa: Flutuar, de Artur Serra Araújo
.
Prémio Especial do Júri: Pele de Luz, de André Guiomar
.
Prémio do Público: Sleepwalk, de Filipe Melo
.
Primeira Obra: Red Hill, de Laura Carreira
Menção Honrosa: Um Homem Não é Um Homem Só, de Alberto Seixas
.
Animação: Agouro, de David Doutel e Vasco Sá
.
.

terça-feira, 3 de março de 2020

Orly - Academia Polaca de Cinema 2020: os vencedores

.
Boże Ciało, de Jan Komasa foi o grande vencedor dos Prémios Orly, entregues anualmente pela Academia Polaca de Cinema às melhores produções cinematográficas do país, ao arrecadar onze troféus inlucindo Melhor Filme, o Prémio do Público e quatro troféus na área da interpretação.
São os vencedores:
.
Filme: Boże Ciało, de Jan Komasa
Documentário: Tylko nie Mów Nikomu, de Tomasz Sekielski
Prémio do Público: Boże Ciało, de Jan Komasa
Filme Europeu: The Favourite, de Yorgos Lanthimos (Irlanda/Reino Unido/EUA)
Série: Wataha - 3ª temporada, de Kasia Adamik e Olga Chajdas
Realização: Jan Komasa, Boże Ciało
Actor: Bartosz Bielenia, Boże Ciało
Actriz: Aleksandra Konieczna, Boże Ciało
Actor Secundário: Łukasz Simlat, Boże Ciało e Robert Więckiewicz, Ukryta Gra
Actriz Secundária: Eliza Rycembel, Boże Ciało
Argumento: Mateusz Pacewicz, Boże Ciało
Montagem: Przemysław Chruścielewski, Boże Ciało
Fotografia: Piotr Sobociński Jr., Boże Ciało
Música: Leszek Możdżer, Ikar. Historia Mietka Kosza
Som: Maciej Pawłowski e Robert Czyżewicz, Ikar. Historia Mietka Kosza
Direcção Artística: Magdalena Dipont e Robert Czesak, Pan T.
Guarda-Roupa: Magdalena Biedrzycka, Pan T.
Caracterização: Dariusz Krysiak, Krew Boga
Revelação: Mateusz Pacewicz, Boże Ciało (argumento)
Carreira: Maja Komorowska
Prémio Especial: Polski Instytut Sztuki Filmowej
.
.

segunda-feira, 2 de março de 2020

James Lipton

.
1926 - 2020
.

sábado, 29 de fevereiro de 2020

Festival Internacional de Cinema de Berlim 2020: os vencedores

.
Terminou hoje a septuagésima edição do Festival Internacional de Cinema de Berlim com a proclamação de There Is No Evil, de Mohammad Rasoulof como o vencedor do Urso de Ouro de melhor longa-metragem em competição.
São os vencedores:
.
Urso de Ouro
Filme: There Is No Evil, de Mohammad Rasoulof
Curta-Metragem: T, de Keisha Rae Witherspoon
Carreira: Helen Mirren
.
Urso de Prata
Grande Prémio do Júri: Never Rarely Sometimes Always, de Eliza Hittman
Prémio do Júri - Curta-Metragem: Filipiñana, de Rafael Manuel
Realização: Hong Sang Soo, Domangchin Yeoja
Actor: Elio Germano, Volevo Nascondermi
Actriz: Paula Beer, Undine
Argumento: Favolacce, de Damiano D'Innocenzo e Fabio D'Innocenzo
Prémio do 70º Aniversário: Effacer l'Historique, de Benoît Delépine e Gustave Kervern
Prémio Contribuição Artística: Jürgen Jürges, Dau. Natasha
.
Primeira Obra: Los Conductos, de Camilo Restrepo
Berlinale Glashütte Original - Documentário: Irradiés, de Rithy Panh
Prémio Audi - Curta-Metragem: Genius Loci, de Adrien Mérigeau
.
.

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

César 2020: os vencedores

.
Les Misérables, de Ladj Ly foi o grande vencedor da 45ª edição dos César entregues anualmente pela Academia Francesa de Cinema, ao arrecadar quatro troféus incluindo os de Melhor Filme e Actor Revelação, numa cerimónia que decorreu na Salle Pleyel, em Paris. La Belle Époque, de Nicolas Bedos e J'Accuse, de Roman Polanski seguiram de perto ao recolher três troféus cada sendo este último vencedor do César de Melhor Realização.
São os vencedores:
.
Filme: Les Misérables, de Toufik Ayadi e Christophe Barral (prods.) e Ladj Ly (real.)
Primeira Obra: Papicha, de Mounia Meddour (real.) e Patrick André, Xavier Gens e Grégoire Gensollen (prods.)
Documentário: M, de Yolande Zauberman (real. e prod.) e Charles Gillibert e Fabrice Bigio (prods.)
Filme de Animação: J'ai Perdu Mon Corps, de Jérémy Clapin (real.) e Marc du Pontavice (prod.)
Filme Estrangeiro: Gisaengchung, de Bong Joon Ho (Coreia do Sul)
Curta-Metragem de Ficção: Pile Poil, de Lauriane Escaffre e Yvonnick Muller (reals.) e Emmanuel Wahl e Adrien Bretet (prods.)
Curta-Metragem de Animação: La Nuit des Sacs Plastiques, de Gabriel Harel (real.) e Amaury Ovise (prod.)
César do Público: Les Misérables, de Ladj Ly (real.) e Toufik Ayadi e Christophe Barral (prods.)
Realização: Roman Polanski, J'Accuse
Actor: Roschdy Zem, Roubaix, Une Lumière
Actriz: Anaïs Demoustier, Alice et le Maire
Actor Secundário: Swann Arlaud, Grâce à Dieu
Actriz Secundária: Fanny Ardant, La Belle Époque
Actor Revelação: Alexis Manenti, Les Misérables
Actriz Revelação: Lyna Khoudri, Papicha
Argumento Original: Nicolas Bedos, La Belle Époque
Argumento Adaptado: Roman Polanski e Robert Harris, J'Accuse
Montagem: Flora Volpelière, Les Misérables
Fotografia: Claire Mathon, Portrait de la Jeune Fille en Feu
Música Original: Dan Lévy, J'ai Perdu Mon Corps
Som: Nicolas Cantin, Thomas Desjonquères, Raphaël Mouterde, Olivier Goinard e Randy Thom, Le Chant du Loup
Direcção Artística: Stéphane Rozenbaum, La Belle Époque
Guarda-Roupa: Pascaline Chavanne, J'Accuse
.
.

César 2020: Filme

.
.
Les Misérables, de Toufik Ayadi e Christophe Barral (prods.) e Ladj Ly (real.)
.

César 2020: Realização

.
.
Roman Polanski, J'Accuse
.

César 2020: Actriz

.
.
Anaïs Demoustier, Alice et le Maire
.

César 2020: Actor

.
.
Roschdy Zem, Roubaix, Une Lumière
.

César 2020: Actor Secundário

.
.
Swann Arlaud, Grâce à Dieu
.

César 2020: Actriz Secundária

.
.
Fanny Ardant, La Belle Époque
.

César 2020: Música Original

.
.
Dan Lévy, J'ai Perdu Mon Corps
.

César 2020: Filme Estrangeiro

.
.
Gisaengchung, de Bong Joon Ho (Coreia do Sul)
.