sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Intervention (2007)


Viciados de Mary McGuckian conta com um elenco de primeira linha onde se destacam os nomes de Jennifer Tilly, Colm Feore e Andy MacDowell e como tal esperamos estar na presença de um daqueles filmes que gozam de muita fama por serem "independentes" e que assim sendo temos uma daqueles estrondosas histórias que nos dão aquilo qu ena gíria se chama de "murro no estômago".

E na realidade dá mesmo. Um murro tão forte mas tão forte MESMO que mais apetece vomitar depois de o ver. Pseudo intelectualóide, que nem de pseudo chega a ter seja o que fôr, nada mais é do que uma hora e meia de duração, longa e penosa onde ao fim de pouco tempo, francamente pouco tempo, mais dá vontade de desligar o filme e enterrá-lo para todo o sempre.

Pretencioso é um adjectivo que me vem frequentemente à ideia e é o que na realidade acho deste filme. Recorrendo à ideia de que há pessoas viciadas e com inúmeras obsessões que vão desde o alcoól, a droga ou o sexo, um conjunto de pessoas reune-se num rancho no Novo México para fazer uma intervenção a alguns dos seus residentes.
De resto a história é do mais banal e sem graça que se pode imaginar e o pior de tudo isto é que arrasta o conjunto de actores que até consegue normalmente fazer um bom trabalho nos filmes em que participam. Assim qualquer um dos actores que referi anteriormente passa aqui o tempo em conversas sem nexo e completamente absurdas que mais valia fazerem um filme mudo onde apenas e só davam um ar de sua graça.
A perfeita nulidade é aquilo que aqui tempos onde de argumento nada temos, de interpretações menos ainda e que acaba com um final perfeitamente idiótico onde vemos sucessivos planos em redor das personagens a filmá-los de trás, frente e lados... Sim idiótico é mesmo a palavra correcta para caracterizar todo este espectáculo decadente e degradante que é este filme.
.

1 / 10

Sem comentários:

Publicar um comentário