sábado, 9 de outubro de 2010

Baby Mama (2008)

Vai Chamar Mãe a Outra! de Michael McCullers é uma divertidíssima comédia que conta com Tina Fey e Amy Poehler nos principais papéis e são secundadas por nomes como Greg Kinnear, Sigourney Weaver e Steve Martin.
Tina Fey interpretada o papel de Kate Holbrook uma executiva de sucesso que já tendo passado dos trinta anos e ainda não tendo encontrado o homem da sua vida, vê cada vez mais longe a hipótese de se tornar mãe, algo que sempre ambicionou.
A solução que encontra é recorrer a uma agência de barrigas de aluguer gerida por Chaffee (Weaver) onde conhece Angie Ostrowiski (Amy Poehler) que aceita poder ser barriga de aluguer para Kate.
Aquilo que inicialmente é visto por Angie como uma forma de ganhar algum dinheiro à custa das necessidades de Kate, rapidamente se transforma numa relação de amizade e cumplicidade entre as duas mulheres até que, como é claro num filme de comédia, acaba por dar tudo para o torto... ou talvez não...
Digo seguramente que os filmes de comédia normalmente me aborrecem. Ou não têm piada e não conseguem fazer rir, o que para a própria definição de comédia não é em nada abonatório ou então são histórias que apenas sobrevivem com um conjunto de piadolas sexuais ou nojentas que já vimos repetidas em tantos outros filmes do estilo.
Aqui, felizmente, a história não só tem graça e é de certa forma original pela abordagem dada como também o conjunto de actores têm uma vida própria e uma química entre si tão forte que o filme ganha uma dimensão cómica muito forte e muito bem conseguida e transmitida a nós que assistimos ao filme como grande satisfação.
Tanto Tina Fey como Amy Poehler têm uma forte presença no filme e não existe uma disputa de "interesses" mas sim uma união dos mesmos fazendo com que esta dupla contribua para que o filme tenha mesmo graça, o que apenas vem ser assistido por todos os outros actores que as secundam.
Muito original, bem disposto com o fundamental factor de um conjunto de actores coeso e consistente, e com a eterna mensagem de que as verdadeiras amizades resistem a todo o tipo de provações e ao tempo, fazem deste filme de comédia uma verdadeira delícia que não se deve perder.
.
.
7 / 10
.

Sem comentários:

Publicar um comentário