sábado, 13 de agosto de 2016

Festival del Film Locarno 2016: os vencedores

.
Foram hoje anunciados os vencedores da mais recente edição do Festival del Film Locarno a decorrer na Suíça desde o passado dia 3 de Agosto e, entre eles, destaca-se a vitória de João Pedro Rodrigues pel'O Ornitólogo como Melhor Realizador. A vitória de João Pedro Rodrigues constitui a terceira vitória consecutiva de um realizador de um filme português no respectivo festival depois de em 2014 ter vencido Pedro Costa por Cavalo Dinheiro e em 2015 Andrzej Zulawski por Cosmos.
De destacar ainda a vitória do Leopardo de Ouro por O Auge do Humano de Eduardo Williams na secção Cineasti del Presente (primeira ou segunda longa-metragem).
.
Competição Internacional
Leopardo de Ouro: Godless, de Ralitza Petrova
Prémio Especial do Júri: Inimi Cicatrizate, de Radu Jude
Realização: João Pedro Rodrigues, O Ornitólogo
Actor: Andrzej Seweryn, Ostatnia Rodnizina
Actriz:
Irena Ivanova, Godless
Menção Especial: Mister Universo, de Tizza Covi e Rainer Frimmel
.
Cineasti del Presente
Leopardo de Ouro: O Auge do Humano, de Eduardo Williams
Prémio Especial do Júri: The Challenge, de Yuri Ancarani
Realizador Emergente: Mariko Tetsuya, Destruction Babies
Menção Especial: Viejo Calavera, de Kiro Russo
.
Primeira Obra
Primeiro Filme: El Futuro Perfecto, de Nele Wohlatz
Prémio Swatch Art Peace Hotel: Gorge Coeur Ventre, de Maud Alpi
Menção Especial: O Auge do Humano, de Eduardo Williams
.
Pardi di Domani - Internacional (curtas-metragens)
Pardino d'Oro: L'Immense Retour, de Manon Coubia
Pardino d'Argento: Cilaos, de Camilo Restrepo
Locarno European Film Awards: L'Immense Retour, de Manon Coubia
Prémio Film und Video Untertitelung: Valparaiso, de Carlo Sironi
Menção Especial: Non Castus, de Andrea Castillo
.
Pardi di Domani - Nacional
Pardino d'Oro: Die Brücke Über Den Fluss, de Jadwiga Kowalska
Pardino d'Argento: Genesis, de Lucien Monot
Prémio Revelação: La Sève, de Manon Goupil
.
Prémio do Público: I, Daniel Blake, de Ken Loach
.
Prémio Variety Piazza Grande: Moka, de Frédéric Mermoud
.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário