terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Sophia 2014 - Curtas-Metragens de Ficção elegíveis

.
A Academia Portuguesa de Cinema revelou também as Curta-Metragem de Ficção elegíveis aos Sophia 2014. São eles:
.
Alice e Darlene, de Raul Domingues
Aqui..., de Bruno Soares
Banana Motherfucker, de Fernando Alle e Pedro Florêncio
Banda Desenhada, de Pedro Santasmarinas
Barba, de Paulo Abreu
O Bébé, de Reza Hajipour
Bela Vista, de Filipa Reis e João Miller Guerra
Bílis Negra, de Nuno Sá Pessoa
Brinca com o Fogo, de Rui Esperança
Caímos Juntos, de Frederico Parreira
Caixa de Música, de Paula Alves
Cama de Gato, de Filipa Reis e João Miller Guerra
A Cidade e o Sol, de Leonor Noivo
Cigano, de David Bonneville
Coisas de Gaiatos, de Carlos Lima
Cool, de João Garcia, João Rodrigues e Francisco Manuel Sousa
O Corpo de Afonso, de João Pedro Rodrigues
Crónica Parisiense, de Luís Miguel Correia
De Dentro, de Pedro Magano
De Manhã, de Flávio Gonçalves
Desespero, de Rui Pilão
Deus Dará, Tiago Rosa-Rosso
Dingo, de Pedro Caeiro
Dive: Approach and Exit, de Sandro Aguilar
Do Not Stop, de Bruno Carnide
A Dupla Coincidência dos Desejos, de João Vieira Torres e Alexandre Melo
Em Terra Frágil, de Bruno Carnide
Entre Paredes, de Gonçalo Robalo e Tânia Ferreira
O Fim do Homem, de Luís Lobo e Bruno Telésforo
A Fuga, de Henrique Prudêncio
Gambozinos, de João Nicolau
Guardar Silêncio, de Pedro Palma
The Headless Nun, de Nuno Sá Pessoa
A Herdade dos Defuntos, de Patrick Mendes
Imaculado, de Gonçalo Waddington
Incubi, de Sérgio Ribeiro
Lápis Azul, de Rafael Antunes
A Linha, de Adriana Martins da Silva, Pedro Martins e Sofia Nunes
Longe do Éden, de Carlos Amaral
Luís, de João Lopes
Luminita, de André Marques
A Luz Escureceu nos Teus Cabelos, de Bruno Carnide
Má Raça, de André Santos e Mário Leão
Mahjong, de João Pedro Rodrigues e João Rui Guerra da Mata
Memória Fotográfica, de Eduardo Pinto
Monstro, de Alex Barone
Na Escama do Dragão, de Ivo M. Ferreira
Nico - A Revolta, de Paulo Araújo
O Nylon da Minha Aldeia, de Possidónio Cachapa
As Ondas, de Miguel Fonseca
Ossos do Ofício, de André M. Santos
A Palestra, de Bruno de Almeida
Perseguido, de António Carlos Castro
Perto Demais, de Jorge Jácome
Poesia de Segunda Categoria, de Luís Santo Vaz
Prescrição, de Marco Miranda
O Princípio do Fim, de Joel Rodrigues e André Agostinho
Projecto V, de Bernardo Gomes de Almeida
Quatro Horas Descalço, de Ivo Costa
Rafael e Maria, de Ricardo Machado
O Rapaz que Ouvia Pássaros, de Inês Rueff e João Seguro
Redemption, de Miguel Gomes
Rei Inútil, de Telmo Churro
Sara, de Miguel Antunes
O Segredo Segundo António Botto, de Rita Alves Filipe e Maria Azevedo
Sinais de Serenidade por Coisas sem Sentido, de Sandro Aguilar
O Sol Nasce Sempre do Mesmo Lado, de Nuno Matos
Solitária, de José António Mendes
Solo, de Mariana Gaivão
O Som do Silêncio, de Paulo Grade e João Lourenço
Soulleimane, de Paulo Pancadas
Talvez, de Luciano Sazo
Torres, de André Guiomar
Um Cadáver Chamado Alfredo, de João Estrada
Um Conto de Inverno, de Alexandra Côrte-Real de Almeida
Uma Rosa no Deserto, de Miguel Munhá
Utopia, de Joana Maria Sousa
Versailles, de Carlos Conceição
Walkie-Talkie, de João Lourenço
Zigurate, de Pedro Miguel Santos
.

Sem comentários:

Publicar um comentário