quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Revenge Porn (2017)

.
Revenge Porn de Guilherme Trindade é uma curta-metragem portuguesa de ficção que marcou presença em competição na última edição do MOTELx - Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa - que terminou no passado Domingo - ao prémio MOTELx de Melhor Curta Portuguesa de Terror.
Um encontro de Wayne (João Harrington Sena) com Sandy. Enquanto ela espera pela última esperança de um encontro normal, ele exibe-se como o machismo convencido de quem ela já suspeita. Terá ele outros planos para uma noite que ainda não terminou?!
Depois do maravilhoso Offline onde a temática do "amor" pairava por todas as esquinas, Guilherme Trindade assina o argumento deste Revenge Porn que leva o terror a toda uma nova dinâmica de sobrenatural meets online cam sex.
"Wayne" é um tipo desligado, assumidamente grosseiro e para quem as mulheres são apenas um objecto do qual se serve - e que o serve - para os instantes de prazer que os caprichos do seu pénis (estamos num blog familiar vamos manter a linguagem assim lol) exigem. Nada parece ser um obstáculo para os referidos caprichos... nem os sentimentos, nem a pessoa, nem tão pouco o sexo daqueles com quem potencialmente se encontra para os satisfazer - qual macho latino... ou talvez não!. Para "Wayne"... vale tudo.
De sexo virtual no seu telemóvel a inúmeros momentos frente ao seu computador pelas mais variadas salas de chat-cam, o que importa é a satisfação momentânea facultada... por quem quer que seja. De virtual anónimo a potencialmente revelador da sua identidade - e talvez daquela de quem está do outro lado - a satisfação máxima e o clímax são os únicos objectivos a ter em conta. Até que o encontra...
Os instantes em que "Wayne" satisfaz as suas necessidades carnais e em que conversa... com o seu "companheiro" oscilam entre o hilariante, entre a comédia que se adivinha gore e um terror sobrenatural que apenas a existência das redes virtuais que do distante fazem próximo, confirmam ao espectador que afinal estamos todos num espaço terreno... mas com forças existenciais que se propagam... online.
Dos malefícios da rede ao facilitismo do "online" - curiosa contraposição à longa-metragem anteriormente referido onde o off representa uma maior proximidade ao amor e não à desconexão do sexo anónimo - passando pelo humor gore onde a masturbação frenética faz atinge um banho de sangue e não a ejaculação do protagonista, Revenge Porn é uma original e bem sangrenta forma de se fazer humor sério onde para lá da pouca simpatia que o protagonista nos deixa - um bravo a Harrington Sena - e da indiferença que nos suscita o seu "castigo", o espectador reflecte ainda sobre os perigos do "online" - ocultismo à parte - onde tudo se vê, tudo se sente e tudo se vinga.
Com uma obra onde as novas tecnologias são assumidamente um elemento a destacar - Offline (2016) e agora este Revenge Porn -, Guilherme Trindade comprova com esta sua curta-metragem que o estilo gore teria umas interessantes "pernas" para andar possibilitando uma revitalização (ou surgimento) do cinema do género pelas terras lusitanas. Destaque ainda para a música original de Ricardo Remédio e para a direcção de fotografia pela mão do próprio realizador que dão a Revenge Porn uma atmosfera muito al'Argento, transformando-se em elementos fundamentais para a dinamização do ambiente e da atmosfera que se pretende fazer sentir.
.
7 / 10
.

1 comentário:

  1. Mortinha para ver esta, infelizmente perdi no MOTELx ! Bela review :)

    ResponderEliminar