domingo, 7 de agosto de 2011

A Decisão (2008)

A Decisão de Gonçalo Mourão com Leonor Seixas, João Lagarto, Nuno Melo, Bernardo Mendonça e Pompeu José nos principais desempenhos é mais um telefilme produzido pela TVI no segmento de Casos da Vida.
Neste telefilme temos Mafalda (Leonor Seixas), uma filha da terra, indiferente a Tiago (Bernardo Mendonça) que é o homem com quem vai partilhando a sua vida, é nomeada administradora de uma empresa local na qual trabalham os seus pais (João Lagarto e Elisabete Piecho), o padrinho (Pompeu José) e alguns amigos, e tudo corre bem até ao dia em que Eduardo (Nuno Melo) o dono da mesma, decide vender a empresa e como consequência despedir todos os funcionários.
É aqui que a tão estimada filha da terra passa a ser encarada como uma inimiga que os faz perder os seus postos de trabalho não olhando a meios para atingir os seus fins. Será que Mafalda vai levar a sua acção em frente ou irá este acontecimento modificar a sua forma de encarar a vida?
Este é dos telefilmes que a TVI produziu neste segmento, aquele que consegui ver até ao fim sem achar que estava um pouco "programado" demais. Quero com isto dizer que as interpretações dos vários actores bem como o argumento que interpretaram consegue ser aquele que é aparentemente apresentado com uma maior naturalidade saindo as falas e surgindo a acção sem que pareça estar tudo 100% escrito no papel.
Um João Lagarto igual a si próprio e impulsivo como se quer, aqui num papel secundário mas firme como sempre, um Nuno Melo que confirma ser um dos mais fortes actores portugueses a poder fazer papel de vilão, e muito bem que se diga, e uma dinâmica suave mas conseguida criada entre Leonor Seixas e Bernardo Mendonça dão a estabilidade necessária para que este filme consiga ser estável e coerente do início até ao final.
Como disse e repito, um dos melhores que a TVI conseguiu fazer sendo que para os actores que tem e para os argumentos e histórias apresentadas, estes telefilmes poderiam ir e ser muito mais do que aquilo que foram.
.
5 / 10
.

Sem comentários:

Publicar um comentário