domingo, 14 de agosto de 2011

Justino (2010)

.
.
Justino de Carlos Amaral é uma das grandes e positivas surpresas do panorama nacional de curtas-metragens.
Esta curta que nos conta a história de Justino, numa brilhante prestação de Fernando Laureano, um homem solitário que ganha a vida ateando fogos.
Não temos diálogos ao longo da curta mas o poder das imagens ultrapassa o som de qualquer palavra. Assistimos à vida de um homem só, sem grandes posses e que vive numa casa humilde. Assistimos à concretização de mais um "trabalho" e o porquê de o ter feito.
Excelente o trabalho de Carlos Amaral que além da realização assina também o argumento e nota bem positva também à banda-sonora de Nuno Cardinho e à fotografia de Victor Santos.
Já o disse anteriormente ao comentar outras curtas nacionais e esta uma vez mais o confirma... Forte, muito forte está o cinema nacional no que diz respeito à originalidade, criatividade e conteúdo no que diz respeito ao panorama das curtas.
Carlos Amaral... venham mais assim!
.
9 / 10
.

Sem comentários:

Publicar um comentário