sábado, 14 de junho de 2014

The Wound (2013)

.
The Wound de David Garrett é uma curta-metragem de ficção norte-americana que, apesar de timidamente, se insere perfeitamente numa corrente de terror gore.
O Xerife (Christopher Burns) de uma pequena localidade costeira surge com o rosto repleto de sangue. Em choque e apesar da abordagem que lhe é feita fica sem reacção às questões colocadas.
O espectador, levado no flashback deste homem traumatizado, recua várias horas nos acontecimentos para saber o que aconteceu na casa de Annie (Arianna Ortiz), uma mulher recentemente operada que mantém uma estranha e profunda ferida no seu estômago. Aquilo que ninguém sabia é que esta ferida iria trazer graves consequências...
Esta curta-metragem ntem todo um potencial gore que a certa altura desperta mas que, ao mesmo tempo, não se deixa explorar falhando assim na vontade de cativar o espectador. Se por um lado temos uma recuperação do género e da própria forma de apresentar a história que era tão comum nos idos anos 80 do século passado e que explora um imaginário grotesco ao estilo de "o assassino está em ti", não é menos verdade que The Wound perde-se com um conjunto de banalidades e segmentos dispensáveis em vez de se concentrar na exploração do "assassino" e das suas necessidades... "alimentares".
Assim, é apenas quando o espectador começa a inteirar-se da história e das suas nefastas coincidências que, subitamente, tudo acaba sem nos ser entregue nenhuma explicação ou tão pouco o tal banho de sangue que o filme realmente merece. No fundo, é quando tudo parece ter começado que lhe é entregue um pouco merecido final (ainda que cativante) que deixam o espectador com vontade de mais sabendo perfeitamente que não o irá ter.
Interessante pela premissa e execução daquilo que é apresentado The Wound é, no final, fraco no seu desenvolvimento transformando-o num daqueles filmes que "poderia ter sido".
.
.
4 / 10
.

Sem comentários:

Publicar um comentário