segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Knowing (2009)

Sinais do Futuro de Alex Proyas é um interessante e muito bem feito filme de ficção científica/drama sobre o hipotético fim do mundo. O cinema e os cineastas sempre viveram obsecados com este tipo de narrativa mas nem sempre se conseguem bons filmes do género. Este é um deles.
Tendo o Nicolas Cage numa revitalização da sua carreira (e que bem que precisa) este papel é na minha opinião talhado à sua medida. Tem uma história bem delineada, o seu desempenho é bom e está também bem secundado no que diz respeito aos demais actores. O filme tem o necessário para ser um bom filme. E é.
Em termos dos efeitos especiais, quer visuais quer sonoros, e não sendo eu um especialista no tema, mas arrisco dizer que são do melhor. E porquê ? Quando vemos determinadas cenas como os acidentes de avião e do metro ou até mesmo a sequência final (que não revelo qual) estamos perante situações credíveis onde não se nota uma sobreposição de imagem o que dá assim uma credibilidade maior ao respectivo filme.
Ao nível das interpretações também o filme sai vencedor pois existe uma real química entre Nicolas Cage e Chandler Canterbury que dá vida ao seu filho. Temos aqui duas sentidas interpretações que ajudam a criar o drama durante toda uma situação que seria tensa e assistimos também à sofrida separação de ambos.
Por vezes neste estilo de filme algo que fica sempre com MUITOS "buracos" é o argumento. É puxado numa ponta e do outro lado começa a desfiar-se sem mais parar mas felizmente aqui conseguimos assistir a uma coerência geral de princípio ao fim onde os vários acontecimentos e situações são devidamente explicados sem ficar nada no "ar" à espera de uma credível justificação.
Costuma-se dizer que se um filme fôr muito mau tem os últimos 15 minutos para poder agarrar o espectador e fazer vencer todo o filme. Aqui o filme está longe de ser mau podendo sim dar que pensar, e de facto confirma-se que os últimos 15 minutos conseguem de facto prender o espectador. Conseguem mesmo. Todo o final é emocionante e as cenas finais são de uma calma e tranquilidade enorme dando também um espectacular deleite visual.
Gostei bastante do filme e não me espantaria em vê-lo nomeado na próxima cerimónia dos Oscars nas categorias de Efeitos Especiais Visuais e Sonoros.
E acima de tudo... parabéns ao Nicolas Cage por finalmente ter aceite fazer um filme que apesar de comercial e feito para as "massas" (seja lá o que isso fôr), consegue ter uma história interessante, bem elaborada e desempenhada na perfeição.




7 / 10


CinEuphoria Prémios'09 VOTAR AQUI

Sem comentários:

Publicar um comentário