segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Capone (1975)

.
Al Capone de Steve Carver e com Ben Gazzara a interpretar essa mítica personagem secundado por Sylvester Stallone, John Cassavetes, Susan Blakely e Harry Guardino é um inicialmente simpático mas muito rapidamente monótono filme.
Todo o fillme é uma rápida, por vezes demasiadamente rápida, viagem à ascenção e queda de Al Capone, que nos faz acompanhar os seus dias iniciais como barão do crime, que nos mostra a sua paixão e, por sua vez, a sua queda e demência numa Chicago infestada de crime.
Das interpretações, maioritariamente sem inspiração, há que fazer um pequeno destaque à do próprio Ben Gazzara que, ainda que praticamente apagada e exagerado na maior parte do tempo, é a essencial para o "bom" funcionamento do filme.
Quanto ao filme propriamente dito, mais parece uma colagem de vários momentos (supostamente os mais importantes e significativos), do que uma narrativa com um seguimento lógico que nos permita perceber o que estava por detrás daquela mente criminosa. Dito por outras palavras, mas valia ter sido um documentário do que propriamente uma ficção baseada em acontecimentos reais.
Do meu ponto de vista, este é daqueles filmes que nem sequer como relato de uma vida funciona ao ponto de dizer que no final conseguiu distrair. Aqui não... Muito cedo no filme começamos a ficar entediados e aborrecidos, não conseguindo dele retirar grande conteúdo ou informação apelativa o suficiente para nos interessarmos de uma ou outra forma sobre esta figura.
No fim da linha servirá apenas para fãs de Stallone que o pretendam ver num outra registo do que aquele onde aplica constantemente os seus punhos.
.
.
2 / 10
.

Sem comentários:

Publicar um comentário