terça-feira, 13 de outubro de 2015

Ruído (2014)

Ruído de Ricardo Ibáñez Ruíz é uma curta-metragem experimental de ficção espanhola que tece uma breve relação entre a afirmação individual de cada um de nós no mundo a partir do exacto momento em que chegamos ao mesmo.
O ruído que dá mote a esta curta-metragem é algo que a todos nos acompanha desde os primeiros instantes. Seja pelo choro, som da nossa voz ou o riso que ocasionalmente nos acompanha. No entanto o que acontece quando este é sobreposto pelo silêncio de pensamentos vagos e perdidos no tempo?
Ricardo Ibáñez Ruíz cria esta história cujo significado podemos atribuir a uma estreita relação que a passagem do tempo cria com o esquecimento de certos momentos - mesmo aqueles que são mais marcantes na vida de qualquer pessoa - sendo que são guardadas memórias das imagens mas não dos referidos sons que as acompanham e fazem "brilhar".
Ainda que com um claro objectivo sobre essa referida ligação passado e presente (sendo este situado no futuro), Ruído não permanece num domínio experimental que não desenvolve suficientemente o seu enredo deixando claramente toda a sua simbologia para uma interpretação unicamente delineada pelo espectador que resulta unicamente se este estabelecer uma ligação com essa mensagem situação assim num limbo entre aceitação e rejeição.
.
.
3 / 10
.

Sem comentários:

Publicar um comentário