sábado, 12 de novembro de 2011

Carne (2010)

.
Carne de Carlos Conceição é uma curta-metragem portuguesa francamente original que nos leva a um imaginário onde Jesus Cristo (Carloto Cotta) e Violante (Anabela Moreira) uma freira com tendência para o pecado estão numa fase de problemas conjugais.
Pelo meio temos uma freira provocadora e desejos carnais bem explícitos que tudo fará para os satisfazer e Cristo,  um "marido" traído que tentará punir a sua "mulher" pela luxúria que aparenta... até ao dia em que também ele será tentado...
O cenário situado em dois locais específicos está muito bem encenado. O primeiro é um convento decadente e bem sombrio onde Cristo e Violante discutem. O segundo é um bar onde o ambiente vermelho e quente espelham o local onde Violante vai satisfazer os seus desejos mais carnais. Em termos artísticos acho esta curta bastante competente.
Gostei igualmente de ver um Cristo, interpretado por Carloto Cotta, não tão piedoso e susceptível a ser corrompido pelo pecado. Uma interpretação relativamente sólida e consistente que gostaria de ter visto ainda mais desenvolvida. E igualmente de referir é a freira Violante a quem Anabela Moreira dá vida, num registo bem provocador e provocante que começa logo com os seus insinuantes sapatos vermelhos de salto e claro, toda a sua postura, essa sim altamente insinuante assim que entra naquele bar.
Original e consistente é mais um exemplo de um filme do qual esperaria ter tido mais duração para desenvolver mais as dinâmicas de cada personagem e delas entre si.
.
.
7 / 10
.

Sem comentários:

Publicar um comentário