sábado, 2 de novembro de 2013

Ensaio Mortal (2013)

.
Ensaio Mortal de Lucas Lopes é uma curta-metragem portuguesa de ficção que tenta, sem grande sucesso, inserir-nos num ambiente de terror e suspense.
Num café Maurício (Lucas Lopes) inicia uma conversa com um supostamente nervoso e perdido Eduardo (Ruben Valle), um actor prestes a começar uma peça de teatro. Em breves momentos Maurício revela e Eduardo que o pode ajudar nos ensaios e assim superar as suas inseguranças.
Quando se deslocam para um estúdio onde iriam ensaiar, Eduardo descobre que afinal o que o esperava era uma surpresa grande demais para poder suportar naquela que seria a sua prova de fogo.
Os defeitos que esta curta-metragem apresenta são muitos e começam logo pela dispersa exibição dos créditos iniciais que se sobrepõe à apresentação da história fazendo-nos dispersar a atenção para uns diálogos, também eles, algo desconexos que apenas são suportados por uma dinâmica e química inexistente entre os dois actores principais.
Se Ruben Valle consegue ser quase cómico na sua interpretação, o que a ser levado a sério até poderia ter ajudado para a credibilização de toda a curta, não é menos verdade que não existe uma interacção coerente entre os vários actores e que mais parece estarmos a assistir a um segmento que se tenta ser sério mas que a cada passo que dá parece cair num abismo sem salvação possível. Abismo este que chega no preciso momento em que deparamos com mais duas jovens, uma das quais de voz distorcida qual reinvenção de Linda Blair n'O Exorcista, da qual pouco vemos do seu rosto e que sempre que abre a boca mal conseguimos perceber o que diz... Sim, neste momento entrámos numa qualquer bizarria sem noção que prejudica todo o resultado anterior já de di bastante fraco.
Dito isto, e apesar da sua duração ser de facto muito curta, não é menos verdade que rapidamente nos satura pela sua pouca qualidade e realização técnica deixar muito a desejar, desde a coerência do argumento passando pela dinamização dos actores e do espaço em que se encontram ou até mesmo pela história repleta de incongruências que tornam cómico algo que não o pretende ser.
Ensaio Mortal é, no final, um filme pobre com pretensões elevadas de ser levado a sério mas que na prática jamais o conseguiria ser e cujos actores (que poderiam dar muito mais de si mesmo não sendo profissionais) se deixam levar num registo gasto e sem qualidade.
.
.
1 / 10
.

Sem comentários:

Publicar um comentário