domingo, 27 de abril de 2014

IndieLisboa - Festival Internacional de Cinema Independente 2014: destaques para o quarto dia

.
O quarto dia do IndieLisboa começa com programação para miúdos e os graúdos que os acompanhem, com o destaque para a Festa de Aniversário do IndieJúnior, a partir das 16 horas no jardim do Palácio Galveias. A secção júnior do IndieLisboa está a ficar crescida e comemora este ano o seu 10º aniversário com uma série de actividades e uma sessão especial de cinema para os mais novos. Realizado por Raúl Perrone, P3ND3JO5 tem Buenos Aires como plano de fundo, e é sobre os fantasmas e skaters desta cidade (14h45 Cinema City Campo Pequeno, sala 3). Na mesma sala, às 21h45, propomos La Marche à Suivre, um documentário de Jean-François Caissy que acompanha a vida escolar de um grupo de jovens problemáticos do Norte do Quebeque.
No Pequeno Auditório da Culturgest passa, às 16h45, a Competição Internacional Curtas 2 que inclui quatro filmes: A Caça Revoluções, de Margarida Rêgo, explora a relação entre duas gerações com a Revolução de Abril como inspiração, em Lição de Esqui, de Leonardo Mouramateus e Samuel Brasileiro, é posta à prova uma amizade entre dois rapazes que querem aprender a esquiar no Canadá, Mille Soleils é uma homenagem de Mati Diop a Touki Bouki, realizado pelo seu tio, Djibril Diop Mambety e em Reign of Silence, de Lukas Marxt, vemos a acção do homem sobre a natureza e o regresso da paisagem à normalidade. Destaque ainda para a segunda sessão de curtas da secção Pulsar do Mundo (18h45, Cinema São Jorge, sala 3) com três documentários e uma ficção: Village Módèle, de Hayoun Kwon, é inspirado na cidade propaganda norte-coreana de Kijong-dong, Em Trânsito, de Marcelo Pedroso, mostra o crescente número de carros existentes na cidade do Recife, como exemplo de progresso mas com sérias consequências para a vida da população, Crop, de Johanna Domke e Marouan Omara, retrata a Primavera Árabe por alguém que não a viveu de perto e La Voce di Berlinguer, de Mario Sesti, apresenta o discurso do lendário secretário nacional do Partido Comunista Italiano, proferido em Turim, em 1981.
Pelas 18 horas no Cinema São Jorge há a destacar a exibição de Centro Histórico, de Pedro Costa, Manoel de Oliveira, Victor Erice e Aki Kaurismaki e finalmente destaque ainda para Obvious Child, de Gillian Robespierre, a história de Donna Stern (Jenny Slate), uma comediante cuja vida dá uma enorme volta quando, deixada pelo namorado, se envolve com um rapaz que em nada tem a ver consigo - a não perder às 21h45, na Sala Manoel de Oliveira do Cinema São Jorge. A noite continua no IndiebyNight, numa festa de entrada livre no Primeiro Andar, espaço oficial do IndieLisboa’14, a partir das 23h.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário