domingo, 13 de dezembro de 2009

Seven Pounds (2008)

Sete Vidas de Gabriele Muccino é a segunda participação entre o realizador italiano e o actor Will Smith.
O filme conta-nos a história de um indivíduo interpretado por Smith que após um acidente do qual temos conhecimento ao longo do decorrer do filme, e que decide agora intervir na vida de sete outras pessoas, tomar conhecimento dos seus problemas e tentar resolvê-los ao mesmo tempo que abdica dos seus direitos e da sua vida. Uma redenção, ou penalização, de forma a emendar o passado de alguma forma.
A ideia do filme é interessante e não fosse quase a primeira hora do mesmo ser absolutamente intragável, não por ser mau mas por ser quase sacado a saca-rolhas, e ele poderia ser virtualmente um dos melhores do ano. No entato, a difícil digestão que temos com a decorrer tão disperso do filme torna-o por momentos insuportável.
Mas, tal como a personagem de Smith, também a segunda metade do filme dá a sua própria redenção e torna-o em algo interessante e arrisco dizer fascinante por ser de uma calma e fascínio simples mas convincente.
Uma banda-sonora muito boa da autoria de Angelo Milli e um final mais que surpreendente apesar de extremamente triste fazem algo de "positivo" ao filme para compensar todo o extremamente penoso início do mesmo.
E o mesmo se poderá aplicar a Will Smith muito contido num registo inicial para totalmente entregue ao filme e ao seu papel dramático na segunda metade do mesmo.
É um filme que se encontra 50/50, praticamente no limbo mas que consegue para o final dar a volta e conquistar o espectador, e como tal vale a pena passar os olhos por ele... se se conseguir aguentar a primeira metade de duração.




"Ben Thomas: In seven days, God created the world. And in seven seconds, I shattered mine."


7 / 10


CinEuphoria Prémios'09 VOTAR AQUI

Sem comentários:

Publicar um comentário