quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Perímetro Protegido (2010)

.
Perímetro Protegido de Sergio Morente é uma curta-metragem espanhola de ficção ambientada num futuro próximo numa Espanha dividida por uma guerra que opôs castelhanos e catalães.
Quando um grupo de sobreviventes vê a sua existência ameaçada pela chegada de um estranho à povoação em que se encontram, longe estariam de imaginar que as suas vidas poderiam realmente estar interligadas questionando-se dessa forma sobre a legitimidade daquela guerra.
É exactamente a partir deste último pensamento que o espectador deve questionar toda a acção e mensagem de Perímetro Protegido: existirá alguma guerra que seja de facto legítima? O realizador e argumentista Sergio Morente responde-nos a esta questão quando obriga o espectador a pensar sobre aquilo que realmente opõe os indivíduos em duas bancadas diferente de um determinado conflito. Serão aquelas pessoas realmente diferentes e com abordagens díspares do mundo ou as diferenças - tidas como certas - mais não são do que características individuais que podem ser complementares mas que numa determinada altura foram (são) utilizadas como argumento para servir algum tipo de interesses particulares. Não serão as marcas que chegam depois dos conflitos bem mais preocupantes e assustadoras? Não serão elas que irão realmente denotar a "diferença" e o estigma?
No momento em que realmente nos devemos questionar sobre as referidas "diferenças", serão elas assim tão importantes para nos colocarem distantes dos demais ou aquilo que importante são os laços que nos unem e nos identificam como pertença de toda uma comunidade que entre si denota inúmeras características individualizantes?
No final, se o espectador tiver perdido alguns segundos para pensar sobre esta temática... Perímetro Protegido terá, para lá da imaginação, servido para uma reflexão sobre o que realmente existe que diferencie qualquer um de nós.
.

.
 6 / 10
.

Sem comentários:

Publicar um comentário