sábado, 3 de maio de 2014

IndieLisboa - Festival Internacional de Cinema Independente 2014: destaques para o décimo dia

.
Chegado ao penúltimo dia de mostra de filmes serão hoje conhecidos os grandes vencedores do IndieLisboa'14 na cerimónia de encerramento que se realizará pelas 21h30, no Grande Auditório da Culturgest. Depois de já ter estado no IndieLisboa com os filmes J’ai Tué ma Mère, em 2010, e Les Amours Imaginaires, em 2011, Xavier Dolan regressa com Tom à la Ferme na Sessão de Encerramento do festival, logo após a entrega de prémios.
No penúltimo dia do IndieLisboa o primeiro destaque vai para a sessão Cinema Emergente Curtas 6, às 19h15, no Cinema São Jorge, sala 3, composta por quatro filmes: Antero é um homem que acabou de sair da prisão e que procura vingança para recuperar a sua dignidade, filme do realizador português Ico Costa, Mi Nina Mi Vida, de Yan Giroux, é uma ficção sobre um homem que se passeia por um parque de diversões, com um urso de peluche, com o objectivo de se alienar dos seus problemas, Faroeste - Um Autêntico Western, de Wesley Rodrigues, brinca com o universo da Warner Bros e apresenta-nos Maverick, um abutre que se torna líder de um bando criminoso, Anal Juke, realizado por Sawako Kabuki, é uma vingança amorosa genial numa animação que lembra um caleidoscópio e Junk Head 1, de Takahide Hori, fará as delícias dos geeks do universo star wars - um filme em stop motion que opõe humanos e clones numa guerra pela sobrevivência.
Propomos ainda La Marche à Suivre, um fabuloso documentário de Jean-François Caissy que acompanha a vida escolar de um grupo de jovens problemáticos do Norte do Quebèc e que estará em exibição às 19h15 na sala 3 do Cinema City Campo Pequeno. Também no Campo Pequeno mas na sala 1, às 21h30, mostramos Costa da Morte, um documentário de Lois Patiño sobre este local, na Galiza, de onde é natural. A sessão seguinte, às 23h50 na mesma sala, dá a vez a Swim Little Fish Swim, de Ruben Amar e Lola Bessis, uma ficção rodada em Nova Iorque sobre a jovem Lilas e a importância das aspirações e da capacidade de sonhar.
Hind Meddeb realizou o documentário Electro Chaabi, um divertido documento sobre o novo género musical que combina música árabe, batida electrónica e freestyle, cantado em estilo rap. Electro Chaabi é também um retrato da juventude do Cairo e da geração que sai do pós-primavera árabe. Um filme a não perder, às 21h30, na sala 3 do Cinema São Jorge.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário