domingo, 13 de outubro de 2013

Córtex - Festival de Curtas-Metragens de Sintra: os vencedores da 4ª edição

.
Depois de quatro dias de duração que se iniciaram com um ciclo de homenagem a João César Monteiro com a projecção de algumas das suas mais emblemáticas curtas-metragens, o Córtex - Festival de Curtas-Metragens de Sintra que decorreu no Centro Cultural Olga de Cadaval, chegou hoje ao fim com o anúncio das curtas-metragens vencedoras dos prémios da Competição Nacional, da Competição Internacional e do Prémio do Público.
As curtas-metragens a concurso na Competição Nacional foram divididas em três sessões (uma na sexta-feira e duas no sábado), enquanto que as curtas a concurso na Competição Internacional tiveram a sua exibição hoje, o último dia do festival. Ambas as competições revelaram algumas das mais fortes e emblemáticas obras do ano entre as quais se destacavam O Coveiro, de André Gil Mata recentemente galardoado com o Prémio YORN - Curta-Metragem de Terror Portuguesa na última edição do MOTELx, bem como O Facínora, de Paulo Abreu também ela recentemente nomeada ao Sophia de Melhor Curta-Metragem de Ficção pela Academia Portuguesa de Cinema, Gambozinos, de João Nicolau premiada em Cannes, Rhoma Acans, de Leonor Teles premiada em diversos festivais de cinema incluindo o IndieLisboa, assumindo-se estas como os pesos mais pesados de toda uma competição recheada de diversos e ricos filmes em formato curto, naquela que foi uma das sessões mais fortes até à data de um certame que assume claramente a vontade de trazer para a periferia de Lisboa o bom cinema que se faz não só por Portugal como também pelo mundo.
Dito isto, o júri oficial composto por Carla Chambel, Graça Castanheira, José Vieira Mendes, Nuno Galopim e Marta Fernandes decidiram premiar os seguintes filme:
.
Competição Nacional
.
.
Primária, de Hugo Pedro
.
Competição Nacional - Menção Honrosa
 .
.
Rhoma Acans, de Leonor Teles
.
Competição Internacional
.
.
Le Maillot de Bain, de Mathilde Bayle
.
Prémio do Público
(decidido pelo voto expresso em cada sessão pelos espectadores presentes)
 .
.
Primária, de Hugo Pedro
.

Sem comentários:

Publicar um comentário