quinta-feira, 17 de outubro de 2013

European Union Film Festival 2013: selecção oficial

.
O European Union Film Festival chega à China pelo sexto ano numa iniciativa da Delegação da União Europeia no país que numa parceria com os Megabox Cinemas, Zhongguancun Megabox, UCCA, o Instituto Francês, o Instituto Cultural Polaco, o Instituto Cervantes e o Instituto Italiano de Cultura trazem ao país uma vasta variedade de filmes representativos das várias filmografias e línguas europeias.
Assim este ano estarão presentes no país os seguintes filmes:
.
Berberian Sound Studio, de Peter Strickland (Reino Unido)
Blind Spot, de Christophe Wagner (Luxemburgo)
Cockpit, de Mårten Klingberg (Suécia)
Coming Attractions, de Peter Tscherkassky (Áustria) 
Couleur de Peau: Miel, de Laurent Boileau e Jung (Bélgica/França/Coreia/Suíça)
Donoma, de Djinn Carrénard (França)
Az Ember Tragédiája, de Marcell Jankovics (Hungria)
Felicia, Înainte de Toate, de Melissa de Raaf e Razvan Radulescu (Roménia/França/Croácia/Bélgica)
Florbela, de Vicente Alves do Ó (Portugal)
Hvidsten Gruppen, de Anne-Grethe Bjarup Riis (Dinamarca)
Imagine, de Andrzej Jakimowski (Polónia/Potugal/França/Reino Unido)
Kalabush, de Adoni Floridis e Theodoros Nikolaidis (Chipre/Grécia)
La Migliore Offerta, de Giuseppe Tornatore (Itália)
Museum Hours, de Jem Cohen (Áustria)
Nahrani Me z Besedami, de Martin Turk (Eslovénia)
Otesánek, de Jan Svankmajer (República Chega/Reino Unido/Japão)
Pilgrim Hill, de Gerard Barrett (Irlanda)
Plan C, de Max Porcelijn (Holanda)
La Stratégie de la Poussette, de Clément Michel (França)
Tadas Blinda. Pradzia, de Donatas Ulvydas (Lituânia)
Tyttö Sinä Olet Tähti, de Dome Karukoski (Finlândia)
La Voz Dormida, de Benito Zambrano (Espanha)
Wintertochter, de Johannes Schmid (Alemanha/Polónia)
O Xenagos, de Zacharias Mavroeidis (Grécia)
.
O European Union Film Festival começa a 1 de Novembro em Pequim com a presença do realizador irlandês Gerard Barrett para apresentar a sua longa-metragem Pilgrim Hill, tendo apenas o seu final a 30 do mesmo mês.
Numa iniciativa de apresentação do EUFF, a Delegação da União Europeia na China produziu ainda um conjunto de seis curtas-metragens intituladas "EU-China Dream Seekers'' filmadas em várias localidades da Europa e da China, e que serão exibidas durante o certame, sendo a mensagem principal centrada na possibilidade de alcançar os seus sonhos mesmo quando os cidadãos se encontram num país estrangeiro.
O filme Florbela, de Vicente Alves do Ó que é uma das duas participações portuguesas no certame sendo a única produção totalmente portuguesa (Imagine de Andrzej Jakimowski é uma co-produção), foi o vencedor de seis Sophia, prémios da Academia Portuguesa de Cinema, atribuídos no início do mês de Outubro.
.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário