domingo, 13 de outubro de 2013

Má Raça (2013)

.
Má Raça de André Santos e Marco Leão é a mais recente curta-metragem desta dupla que já vencera o Prémio do Júri do Córtex em 2011 com a sua obra Infinito.
Mãe e filha vivem sózinhas com o seu cão num apartamento que se torna claustrofóbico com o passar do tempo e com o excessivo calor. As duas pouco se falam e a relação entre ambas sente-se tensa, desconfortável e incómoda.
Com muito pouca comunicação entre si, o único elo de ligação entre ambas é aquele pequeno e desconcertante cão que, ao mesmo tempo, parece distanciá-las... e um dia desaparece por via de um acontecimento tragicamente provocado.
Apesar de ser ainda um trabalho que merecia muito mais desenvolvimento para percebermos melhor quem são estas duas personagens, mãe e filha que mal se comunicam e cujos olhares espelham um quase repúdio mútuo, Má Raça é um salto positivo em relação à já referida curta-metragem Infinito com a qual esta dupla venceu o Córtex - Festival de Curtas-Metragens de Sintra. Enquanto essa era uma reflexão quase existencialista sobre a relação do Homem com o ambiente que desde o seu início se mantinha quase contemplativo mas pouco esclarecedora, aqui temos a relação turbulenta que é movida por uma tragédia passada e mantida com aquelas que se adivinham para um futuro próximo sendo um interessante e desafiador exercício sobre aquilo que poderia ser uma longa-metragem na melhor tradição das tragédias familiares.
Interessante pela tensão sentida entre as duas personagens femininas e pelo desespero quase louco que se sente entre as mesmas, Má Raça deixa-nos a vontade que estas personagens possam um dia voltar com uma maior profundidade e exploração das mesmas.
.
.
6 / 10
.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário