domingo, 1 de abril de 2018

Daddyhunt: The Serial (2017)

.
Daddyhunt: The Serial de Ra-ey Saleh é uma web-série norte-americana editada como uma curta-metragem que nos relata em onze breves capítulos a história da relação sentimental entre um homem mais novo (BJ Gruber) e um homem mais velho (Jim Newman) que o primeiro confundira como o zelador do prédio para onde se mudara.
Do primeiro segmento intitulado Help onde os dois protagonistas se conhecem e no qual se prevê o desenvolvimento de uma relação afectiva e sentimental que faz antever os normais problemas de uma relação a dois, o argumento de Daddyhunt: The Serial da autoria do próprio realizador e de Carl Sandler é uma breve abordagem a uma relação que nasce e se desenvolve entre dois homens de idade e geração diferentes que, no entanto, luta pela sua sobrevivência num suposto mundo onde tudo têm para que os opostos... não se atraiam.
Em Daddyhunt: The Serial conhecemos os primeiros passos de um casal em potência, as primeiras impressões e sentimentos psicológicos mas também físicos que se fazem sentir com os contactos iniciais, sem esquecer os sempre presentes mal entendidos, suposições derivadas dos receios da premissa de poder voltar a sentir "algo" por alguém que os poderá voltar a magoar, e estes em directo confronto com a certeza de que tudo vale a pena quando arriscado com vontade, sentimento, coragem e sobretudo contra as naturais adversidades que qualquer relação enfrenta no dia-a-dia.
Sem nunca esquecer a dinâmica das redes sociais como uma constante das relações deste século XXI aos pequenos confrontos que as pequenas gerações naturalmente fazem despoletar, esta web-série/curta-metragem faz, no entanto, jus à premissa de uma tradicional história romântica apenas dela se distanciando pelos seus dois protagonistas masculinos.
Daddyhunt: The Serial é assim uma história sobre o amor... dos seus primórdios no início de uma relação onde tudo é tão (in)certo à ponderação de todos os obstáculos e diferenças que parecem funcionar como antídotos para que algo resulte terminando, no entanto, com o esperado segmento onde tudo parece começar... depois do seu verdadeiro início cujo título não poderia funcionar melhor... Lovers Walk.
Ainda que carente de um desenvolvimento de personagem mais profundo - ao qual escapa um francamente inspirado Jim Newman -, e que explorasse as dinâmicas individuais para com o mundo e entre os protagonistas, sem esquecer os fundamentais secundários que muito contribuem para uma esperada dinâmica entre os mesmos, Daddyhunt: The Serial funciona como uma interessante e bem construída curta-metragem onde no seu âmago reside a única esperada verdade... o amor, quando sincero, a tudo resistirá.
.
.
6 / 10
.

Sem comentários:

Publicar um comentário