sábado, 30 de dezembro de 2023

Cindy Morgan


.
1951 - 2023
.

Tom Wilkinson


.
1948 - 2023
.

quarta-feira, 27 de dezembro de 2023

Odete Santos


.
1941 - 2023
.

sexta-feira, 22 de dezembro de 2023

.

domingo, 17 de dezembro de 2023

Otar Iosseliani


.
1934 - 2023
.

terça-feira, 12 de dezembro de 2023

Chicago Film Critics Association Awards 2023: os vencedores

.
Killers of the Flower Moon, de Martin Scorsese vence os teoféus da Chicago Film Critics Association com três distinções incluindo a de Melhor Filme do ano. O mesmo número de troféus foi conquistado por Oppenheimer, de Christopher Nolan que recebeu o de Realização e May December, de Todd Haynes que arrecada dois troféus de interpretação. The Holdovers, de Alexander Payne e Poor Things, de Yorgos Lanthimos conquistaram dois cada incluindo os de Intérpretes Protagonistas para Paul Giamatti e Emma Stone respectivamente.
São os vencedores:
.
Filme: Killers of the Flower Moon, de Martin Scorsese
Documentário: Kokomo City, de D. Smith
Filme de Animação: Kimitachi Wa Dô Ikiru Ka, de Hayao Miyazaki
Filme Internacional: The Zone of Interest, de Jonathan Glazer (Reino Unido)
Realização: Christopher Nolan, Oppenheimer
Prémio Milos Stehlik - Realização Revelação: Celine Song, Past Lives
Actor: Paul Giamatti, The Holdovers
Actriz: Emma Stone, Poor Things
Actor Secundário: Charles Melton, May December
Actriz Secundária: Da'Vine Joy Randolph, The Holdovers
Intérprete Revelação: Charles Melton, May December
Argumento Original: Samy Burch, May December
Argumento Adaptado: Eric Roth e Martin Scorsese, Killers of the Flower Moon
Montagem: Jennifer Lame, Oppenheimer
Fotografia: Hoyte van Hoytema, Oppenheimer
Música Original: Robbie Robertson, Killers of the Flower Moon
Direcção Artística: Sarah Greenwood, Barbie
Guarda-Roupa: Holly Waddington, Poor Things
Efeitos Visuais: Gojira - 1.0
.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2023

Andre Braugher


.
1962 - 2023
.

HFPA - Golden Globes 2024: os nomeados

.
Barbie, de Greta Gerwig recebeu nove nomeações para a 81ª edição dos Globos de Ouro da Hollywood Foreign Press Association tornando-se na longa-metragem mais nomeada do ano seguido de perto por Oppenheimer, de Christopher Nolan com oito ambas nomeadas para Melhor Filme - Drama. Já na área de Televisão é a série Succession com nove nomeações que recolheu as preferências dos críticos estrangeiros sediados em Hollywood.
São os nomeados:
.
Cinema
Melhor Filme - Drama
Anatomie d'Une Chute, de Justine Triet
Killers of the Flower Moon, de Martin Scorsese
Maestro, de Bradley Cooper
Oppenheimer, de Christopher Nolan
Past Lives, de Celine Song
The Zone of Interest, de Jonathan Glazer
.
Melhor Filme - Comédia ou Musical
Air, de Ben Affleck
American Fiction, de Cord Jefferson
Barbie, de Greta Gerwig
The Holdovers, de Alexander Payne
May December, de Todd Haynes
Poor Things, de Yorgos Lanthimos
.
Melhor Filme de Animação
Elemental, de Peter Sohn
Kimitachi Wa Dô Ikiru Ka, de Hayao Miyazaki
Spider-Man: Across the Spider-Verse, de Joaquim dos Santos, Kemp Powers e Justin K. Thompson
The Super Mario Bros. Movie, de Aaron Horvath, Michael Jelenic e Pierre Leduc
Suzume No Tojimari, de Makoto Shinkai
Wish, de Chris Buck e Fawn Veerasunthorn
.
Melhor Filme Internacional
Anatomie d'Une Chute, de Justine Triet (França)
Io Capitano, de Matteo Garrone (Itália)
Kuolleet Lehdet, de Aki Kaurismäki (Finlândia)
Past Lives, de Celine Song (Coreia do Sul)
La Sociedad de la Nieve, de Juan Antonio Bayona (Espanha)
The Zone of Interest, de Jonathan Glazer (Reino Unido)
.
Melhor Realização
Greta Gerwig, Barbie
Martin Scorsese, Killers of the Flower Moon
Bradley Cooper, Maestro
Christopher Nolan, Oppenheimer
Celine Song, Past Lives
Yorgos Lanthimos, Poor Things
.
Melhor Actor - Drama
Bradley Cooper, Maestro
Leonardo DiCaprio, Killers of the Flower Moon
Colman Domingo, Rustin
Barry Keoghan, Saltburn
Cillian Murphy, Oppenheimer
Andrew Scott, All of Us Strangers
.
Melhor Actor - Comédia ou Musical
Nicolas Cage, Dream Scenario
Timothée Chalamet, Wonka
Matt Damon, Air
Paul Giamatti, The Holdovers
Joaquim Phoenix, Beau Is Afraid
Jeffrey Wright, American Fiction
.
Melhor Actriz - Drama
Annette Bening, Nyad
Lily Gladstone, Killers of the Flower Moon
Sandra Hüller, Anatomie d'Une Chute
Greta Lee, Past Lives
Carey Mulligan, Maestro
Cailee Spaeny, Priscilla
.
Melhor Actriz - Comédia ou Musical
Fantasia Barrino, The Color Purple
Jennifer Lawrence, No Hard Feelings
Natalie Portman, May December
Alma Pöysti, Kuolleet Lehdet
Margot Robbie, Barbie
Emma Stone, Poor Things
.
Melhor Actor Secundário
Willem Dafoe, Poor Things
Robert De Niro, Killers of the Flower Moon
Robert Downey Jr., Oppenheimer
Ryan Gosling, Barbie
Charles Melton, May December
Mark Ruffalo, Poor Things
.
Melhor Actriz Secundária
Emily Blunt, Oppenheimer
Danielle Brooks, The Color Purple
Jodie Foster, Nyad
Julianne Moore, May December
Rosamund Pike, Saltburn
Da'Vine Joy Randolph, The Holdovers
.
Melhor Argumento
Justine Triet e Arthur Harari, Anatomie d'Une Chute
Greta Gerwig e Noah Baumbach, Barbie
Eric Roth e Martin Scorsese, Killers of the Flower Moon
Christopher Nolan, Oppenheimer
Celine Song, Past Lives
Tony McNamara, Poor Things
.
Melhor Música Original
Robbie Robertson, Killers of the Flower Moon
Joe Hisaishi, Kimitachi Wa Dò Ikiru Ka
Ludwig Göransson, Oppenheimer
Jerskin Fendrix, Poor Things
Daniel Pemberton, Spider-Man: Across the Spider-Verse
Mica Levi, The Zone of Interest
.
Melhor Canção Original
"Dance the Night", de Caroline Ailin, Dua Lipa, Mark Ronson e Andrew Wyatt, Barbie
"I'm Just Ken", de Mark Ronson e Andrew Wyatt, Barbie
"What was I Made For?", de Billie Eilish e Finneas O'Connell, Barbie
"Road to Freedom", de Lenny Kravitz, Rustin
"Addicted to Romance", de Bruce Springsteen e Patti Scialfa, She Came to Me
"Peaches", de Jack Black, Aaron Horvath, Michael Jelenic, Eric Osmond e John Spiker, The Super Mario Bros. Movie
.
Èxito Cinematográfico e de Bilheteira
Barbie, de Greta Gerwig
Guardians of the Galaxy Vol. 3, de James Gunn
John Wick: Chapter 4, de Chad Stahelski
Mission: Impossible - Dead Reckoning Part One, de Christopher McQuarrie
Oppenheimer, de Christopher Nolan
Spider-Man: Across the Spider-Verse, de Joaquim dos Santos, Kemp Powers e Justin K. Thompson
The Super Mario Bros. Movie, de Aaron Horvath, Michael Jelenic e Pierre Leduc
Taylor Swift: The Eras Tour, de Sam Wrench
.
Televisão
Melhor Série - Drama
1923
The Crown
The Diplomat
The Last of Us
The Morning Show
Succession

.
Melhor Série - Comédia ou Musical
Abbott Elementary
Barry
The Bear
Jury Duty
Only Murders in the Building
Ted Lasso

.
Melhor Mini-Série, Antologia ou Telefilme
All the Light We Cannot See
Beef
Daisy Jones & The Six
Fargo
Fellow Travelers
Lessons in Chemestry

.
Melhor Actor - Drama
Brian Cox, Succession
Kieran Culkin, Succession
Gary Oldman, Slow Horses
Pedro Pascal, The Last of Us
Jeremy Strong, Succession
Dominic West, The Crown
.
Melhor Actor - Comédia ou Musical
Bill Hader, Barry
Steve Martin, Only Murders in the Building
Jason Segel, Shrinking
Martin Short, Only Murders in the Building
Jason Sudeikis, Ted Lasso
Jeremy Allen White, The Bear
.
Melhor Actor em Mini-Série, Antologia ou Telefilme
Matt Bomer, Fellow Travelers
Sam Claflin, Daisy Jones & The Six
Jon Hamm, Fargo
Woody Harrelson, White House Plumbers
David Oyelowo, Lawmen: Bass Reeves
Steven Yeun, Beef
.
Melhor Actriz - Drama
Helen Mirren, 1923
Bella Ramsey, The Last of Us
Keri Russell, The Diplomat
Sarah Snook, Succession
Imelda Staunton, The Crown
Emma Stone, The Curse
.
Melhor Actriz - Comédia ou Musical
Rachel Brosnahan, The Marvelous Mrs. Maisel
Quinta Brunson, Abbott Elementary
Ayo Edebiri, The Bear
Elle Fanning, The Great
Selena Gomez, Only Murders in the Building
Natasha Lyonne, Poker Face
.
Melhor Actriz em Mini-Série, Antologia ou Telefilme
Riley Keough, Daisy Jones & The Six
Brie Larson, Lessons in Chemistry
Elizabeth Olsen, Love & Death
Juno Temple, Fargo
Rachel Weisz, Dead Ringers
Ali Wong, Beef
.
Melhor Actor Secundário em Mini-Série, Antologia ou Telefilme
Billy Crudup, The Morning Show
Matthew Macfadyen, Succession
James Marsden, Jury Duty
Ebon Moss-Bachrach, The Bear
Alan Ruck, Succession
Alexander Skarsgard, Succession
.
Melhor Actriz Secundária em Mini-Série, Antologia ou Telefilme
Elizabeth Debicki, The Crown
Abby Elliott, The Bear
Christina Ricci, Yellowjackets
J. Smith-Cameron, Succession
Meryl Streep, Only Murders in the Building
Hannah Waddingham, Ted Lasso
.
Os vencedores serão conhecidos no próximo dia 9 de Janeiro de 2024 numa cerimónia que se irá realizar no Beverly Hilton Hotel, em Beverly Hills.
.
.

Los Angeles Film Critics Association Awards 2023: os vencedores

.
The Zone of Interest, de Jonathan Glazer foi o grande vencedor da 49ª edição dos prémios da Los Angeles Film Critics Association ao arrecadar quatro estatuetas incluindo Filme, Realização e Actriz para Sandra Hüller duplamente nomeada ao ser referenciada também pela sua interpretação em Anatomie d'Une Chute, num troféu que divide com Emma Stone em Poor Things, de Yorgos Lanthimos.
São os vencedores:
.
Filme: The Zone of Interest, de Jonathan Glazer
Menção Honrosa: Oppenheimer, de Christopher Nolan
.
Documentário: Menus-Plaisirs - Les Troisgros, de Frederick Wiseman
Menção Honrosa: La Memoria Infinita, de Maite Alberdi
.
Filme de Animação: Kimitachi Wa Dô Ikiru Ka, de Hayao Miyazaki
Menção Honrosa: Robot Dreams, de Pablo Berger
.
Filme Internacional: Anatomie d'Une Chute, de Justine Triet (França)
Menção Honrosa: Tótem, de Lila Avilés (México)
.
Realização: Jonathan Glazer, The Zone of Interest
Menção Honrosa: Yorgos Lanthimos, Poor Things
.
Interpretação Protagonista: Sandra Hüller, Anatomie d'Une Chute e The Zone of Interest e Emma Stone, Poor Things
Menção Honrosa: Andrew Scott, All of Us Strangers e Jeffrey Wright, American Fiction
.
Interpretação Secundária: Rachel McAdams, Are You There God? It's Me Margaret. e Da'Vine Joy Randolph, The Holdovers
Menção Honrosa: Lily Gladstone, Killers of the Flower Moon e Ryan Gosling, Barbie
.
Argumento: Andrew Haigh, All of Us Strangers
Menção Honrosa: Samy Burch, May December
.
Montagem: Laurent Sénéchal, Anatomie d'Une Chute
Menção Honrosa: Jonathan Alberts, All of Us Strangers
.
Fotografia: Robbie Ryan, Poor Things
Menção Honrosa: Rodrigo Prieto, Barbie e Killers of the Flower Moon
.
Música Original: Mica Levi, The Zone of Interest (com a colaboração de Johnnie Burn)
Menção Honrosa: Mark Ronson e Andrew Wyatt, Barbie
.
Design de Produção: Sarah Greenwood, Barbie
Menção Honrosa: Shona Heath e James Price, Poor Things
.
New Generation Award: Celine Song, Past Lives
.
Douglas Edwards Experimental Film Award: Qingchun, de Wang Bing
.
Carreira: Agnieszka Holland
.

domingo, 10 de dezembro de 2023

The Washington DC Area Film Critics Association Awards 2023: os vencedores

.
Foram esta noite anunciados os vencedores da 22ª edição dos troféus da Washington DC Area Film Critics Association coroando American Fiction, de Cord Jefferson como o Melhor Filme do ano. No entanto foi Oppenheimer, de Christopher Nolan o filme mais premiado do ano ao arrecadar um total de seis troféus incluindo o de Realização para Christopher Nolan. De destacar ainda dois troféus para Spider-Man: Across the Spider-Verse com uma realização tripartida onde se encontra o realizador português Joaquim dos Santos.
São os vencedores:
.
Filme: American Fiction, de Cord Jefferson
Documentário: American Symphony, de Matthew Heineman
Filme de Animação: Spider Man: Across the Spider-Verse, de Joaquim dos Santos, Kemp Powers e Justin K. Thompson
Filme Internacional: Anatomie d'Une Chute, de Justine Triet (França)
Realização: Christopher Nolan, Oppenheimer
Actor: Cillian Murphy, Oppenheimer
Actriz: Lily Gladstone, Killers of the Flower Moon
Actor Secundário: Charles Melton, May December
Actriz Secundária: Da'Vine Joy Randolph, The Holdovers
Jovem Intérprete: Dominic Sessa, The Holdovers
Interpretação Vocal: Shameik Moore, Spider-Man: Across the Spider-Verse
Elenco: Oppenheimer
Argumento Original: Celine Song, Past Lives
Argumento Adaptado: Cord Jefferson e Percival Everett, American Fiction
Montagem: Jennifer Lame, Oppenheimer
Fotografia: Hoyte van Hoytema, Oppenheimer
Música Original: Ludwig Göransson, Oppenheimer
Design de Produção: Sarah Greenwood e Katie Spencer, Barbie
.

Boston Society of Film Critics Awards 2023: os vencedores

.
The Holdovers, de Alexander Payne foi o grande vencedor da Boston Society of Film Critics ao conquistar o troféu de Melhor Filme. A longa-metragem de Payne conquistou ainda mais três troféus incluindo o de Actor para Paul Giamatti. The Zone of Interest, de Jonathan Glazer e Killers of the Flower Moon, de Martin Scorsese ficaram com três troféus cada arrecadando a primeira o prémio de Realização e a segunda o de Actriz.
São os vencedores:
.
Filme: The Holdovers, de Alexander Payne
Documentário: Geographies of Solitude, de Jacquelyn Mills
Filme de Animação: Kimitachi Wa Dô Ikiru Ka, de Hayao Miyazaki
Filme Internacional: The Zone of Interest, de Jonathan Glazer (Reino Unido)
Realização: Jonathan Glazer, The Zone of Interest
Realização Revelação: Celine Song, Past Lives
Actor: Paul Giamatti, The Holdovers
Actriz: Lily Gladstone, Killers of the Flower Moon
Actor Secundário: Ryan Gosling, Barbie
Actriz Secundária: Da'Vine Joy Randolph, The Holdovers
Elenco: Oppenheimer
Argumento Original: David Hemingson, The Holdovers
Argumento Adaptado: Jonathan Glazer, The Zone of Interest
Montagem: Thelma Schoonmaker, Killers of the Flower Moon
Fotografia: Jonathan Ricquebourg, La Passion de Dodin Bouffant
Música Original: Robbie Robertson, Killers of the Flower Moon
.

sábado, 9 de dezembro de 2023

European Film Awards 2023: os vencedores

 

.
Terminou há instantes na Arena de Berlim a 36ª cerimónia dos European Film Awards e Anatomie d'Une Chute, de Justine Triet foi a grande vencedora da noite ao arrecadar um total de seis troféus incluindo os de Filme, Realização e Actriz. Bastarden, de Nikolaj Arcel foi a segunda longa-metragem mais premiada da noite com três troféus incluindo o de Melhor Actor para Mads Mikkelsen.
São os vencedores:
.
Filme: Anatomie d'Une Chute, Marie-Ange Luciani e David Thion (prods.) e Justine Triet (real.)
Documentário: Savvusanna Sõsarad, de Anna Hints
European Discovery - Prix FIPRESCI: How to Have Sex, de Molly Manning Walker
European University Award: Anatomie d'Une Chute, de Justine Triet
Filme de Animação: Robot Dreams, de Pablo Berger
Curta-Metragem: Hardly Working, de (Total Refusal) Susanna Flock, Robin Klengel, Leonhard Müllner e Michael Stumpf
European Young Audience Award: Scrapper, de Charlotte Regan
Realização: Justine Triet, Anatomie d'Une Chute
Actor: Mads Mikkelsen, Bastarden
Actriz: Sandra Hüller, Anatomie d'Une Chute
Argumento: Arthur Harari e Justine Triet, Anatomie d'Une Chute
Montagem: Laurent Sénéchal, Anatomie d'Une Chute
Fotografia: Rasmus Videbaek, Bastarden
Música Original: Markus Binder, Club Zero
Som: Johnnie Burn e Tarn Willers, The Zone of Interest
Design de Produção: Emita Frigato, La Chimera
Guarda-Roupa: Kicki Ilander, Bastarden
Maquilhagem e Cabelos: Ana López-Puigcerver, Belén López-Puigcerver, David Martí e Montse Ribé, La Sociedad de la Nieve
Efeitos Visuais: Félix Bergés e Laura Pedro, La Sociedad de la Nieve
EURIMAGES - Prémio Co-Produção: Uljana Kim
Sustainability Award - Prix Film4Climate: Güler Sabanci
European Achievement in World Cinema: Isabel Coixet
Lifetime Achievement Award: Vanessa Redgrave
Prémio Honorário: Béla Tarr
.
.

sexta-feira, 8 de dezembro de 2023

Ryan O'Neal


.
1941 - 2023
.

Itziar Castro


.
1977 - 2023
.

quinta-feira, 7 de dezembro de 2023

AFI - American Film Institute Awards 2023: os vencedores

.
O American Film Institute divulgou hoje a lista das dez melhores longas-metragens do ano naquele que é um conjunto de obras que ilustra a "arte da imagem em movimento, inspirando tanto público como artistas, enaltecendo a rica herança cultural Americana". Este leque de dez longas-metragens assumem-se como algumas das obras em destaque nesta temporada de prémios incluindo aos Oscars do próximo ano.
São os vencedores:
.
  • American Fiction, de Cord Jefferson
  • Barbie, de Greta Gerwig
  • The Holdovers, de Alexander Payne
  • Killers of the Flower Moon, de Martin Scorsese
  • Maestro, de Bradley Cooper
  • May December, de Todd Haynes
  • Oppenheimer, de Christopher Nolan
  • Past Lives, de Celine Song
  • Poor Things, de Yorgos Lanthimos
  • Spider-Man: Across the Spider-Verse, de Joaquim dos Santos, Kemp Powers e Justin K. Thompson
Os homenageados irão receber os seus troféus numa cerimónia a realizar no próximo dia 12 de Janeiro de 2024.
.

Nuno Graciano


.
1968 - 2023
.

quarta-feira, 6 de dezembro de 2023

National Board of Review 2023: os vencedores

.
Killers of the Flower Moon, de Martin Scorsese volta a ser agraciado com mais um troféu de Melhor Filme, desta ver pela National Board of Review que é, tradicionalmente, a ponta de partida para a temporada de prémios cinematográficos nos Estados Unidos. Com quatro troféus incluindo os de Filme e Realização, Killers of the Flower Moon é seguido de perto por The Holdovers, de Alexander Payne que conquistou o troféu de Melhor Actor para Paul Giamatti.
São os vencedores:
.
Filme: Killers of the Flower Moon, de Martin Scorsese
Documentário: Still: A Michael J. Fox Movie, de Davis Guggenheim
Filme de Animação: Spider-Man: Across the Spider-Verse, de Joaquim dos Santos, Kemp Powers e Justin K. Thompson
Filme Internacional: Anatomie d'Une Chute, de Justine Triet (França)
Realização: Martin Scorsese, Killers of the Flower Moon
Realização Revelação: Celine Song, Past Lives
Actor: Paul Giamatti, The Holdovers
Actriz: Lily Gladstone, Killers of the Flower Moon
Actor Secundário: Mark Ruffalo, Poor Things
Actriz Secundária: Da'Vine Joy Randolph, The Holdovers
Interpretação Revelação: Teyana Taylor, A Thousand and One
Elenco: The Iron Claw
Argumento Original: David Hemingson, The Holdovers
Argumento Adaptado: Tony McNamara, Poor Things
Fotografia: Rodrigo Prieto, Barbie e Killers of the Flower Moon
Duplos: Chad Stahelski (real.) e Stephen Dunlevy e Scott Rogers (coords. duplos), John Wick: Chapter 4
NBR Icon Award: Bradley Cooper
Top Filmes:
  • Barbie, de Greta Gerwig
  • Ferrari, de Michael Mann
  • The Holdovers, de Alexander Payne
  • The Iron Claw, de Sean Durkin
  • Killers of the Flower Moon, de Martin Scorsese
  • Kimitachi Wa Dô Ikiru Ka, de Hayao Miyazaki
  • Maestro, de Bradley Cooper
  • Oppenheimer, de Christopher Nolan
  • Past Lives, de Celine Song
  • Poor Things, de Yorgos Lanthimos
Top de Filmes Independentes:
  • All Dirt Roads Taste of Salt, de Raven Jackson
  • All of Us Strangers, de Andrew Haigh
  • BlackBerry, de Matt Johnson
  • Earth Mama, de Savanah Leaf
  • Flora and Son, de John Carney
  • The Persian Version, de Maryam Keshavarz
  • Scrapper, de Charlotte Regan
  • Showing Up, de Kelly Reichardt
  • Theater Camp, de Molly Gordon e Nick Lieberman
  • A Thousand and One, de A. V. Rockwell
Top de Documentários:
  • 20 Days in Mariupol, de Mstyslav Chernov
  • 32 Sounds, de Sam Green
  • The Eternal Memory, de Maite Alberdi
  • The Pigeon Tunnel, de Errol Morris
  • A Still Small Voice, de Luke Lorentzen
Top de Filmes Internacionais:
  • La Chimera, de Alice Rohrwacher (Itália)
  • Kuolleet Lehdet, de Aki Kaurismäki (Finlândia)
  • Das Lehrerzimmer, de Ilker Çatak (Alemanha)
  • Tótem, de Lila Avilés (México)
  • The Zone of Interest, de Jonathan Glazer (Reino Unido)

.

terça-feira, 5 de dezembro de 2023

Norman Lear


.
1922 - 2023
.

domingo, 3 de dezembro de 2023

British Independent Film Awards 2023: os vencedores

.
All of Us Strangers, de Andrew Haigh foi o grande vencedor da noite dos British Independent Film Awards ao arrecadar um total de sete troféus incluindo o de Melhor Filme. Femme, de Sam H. Freeman e Ng Choon Ping e How to Have Sex, de Molly Manning Walker, que também disputaram o troféu de Melhor Filme do ano, foram as outras duas longas-metragens mais premiadas ao recolherem um total de três troféus cada.
São os vencedores:
.
Filme: All of Us Strangers, Andrew Haigh, Graham Broadbent, Peter Czernin e Sarah Harvey (prods.)
Documentário: If the Streets Were on Fire, Alice Russell e Gannesh Rajah (prods.)
Filme Internacional: Anatomie d'Une Chute, de Justine Triet (França)
Curta-Metragem: Festival of Slaps, Abdou Cisse, Cheri Darbon e George Telfer (prods.)
Produtor Revelação: Theo Barrowclough, Scrapper
Realização: Andrew Haigh, All of Us Strangers
Realização Revelação - Documentário: Chloe Abrahams, The Taste of Mango
Casting: Isabella Odoffin, How to Have Sex
Interpretação Protagonista: Mia McKenna-Bruce, How to Have Sex
Interpretação Secundária: Paul Mescal, All of Us Strangers e Shaun Thomas, How to Have Sex
Dupla: Nathan Stewart-Jarrett e George MacKay, Femme
Intérprete Revelação: Vivian Oparah, Rye Lane
Argumento: Andrew Haigh, All of Us Strangers
Argumento Revelação: Nida Manzoor, Polite Society
Montagem: Jonathan Alberts, All of Us Strangers
Fotografia: Jamie Ramsay, All of Us Strangers
Música Original: Kwes, Rye Lane
Supervisão Musical: Connie Farr, All of Us Strangers
Som: Mark Jenkin, Enys Men
Design de Produção: Nathan Parker, The Kitchen
Guarda-Roupa: Buki Ebiesuwa, Femme
Maquilhagem e Cabelo: Marie Deehan, Femme
Efeitos: Jonathan Gales e Richard Baker, The Kitchen
Douglas Hickox Award: Savanah Leaf, Earth Mama
Richard Harris Award: Stephen Graham
Maverick Award: If the Streets Were on Fire, Alice Russell e Gannesh Rajah
.
.

sábado, 2 de dezembro de 2023

Concha Velasco


.
1939 - 2023
.

sexta-feira, 1 de dezembro de 2023

New York Film Critics Circle Awards 2023: os vencedores

.
Foram hoje anunciados os vencedores anuais da NYFCC - New York Film Critics Circle às melhores obras cinematográficas do último ano. Killers of the Flower Moon, a última obra de Martin Scorsese, foi considerado o Melhor Filme do ano obra que ainda arrecadou o troféu de Melhor Actriz para Lily Gladstone.
São os vencedores:
.
Filme: Killers of the Flower Moon, de Martin Scorsese
Primeira Obra: Past Lives, de Celine Song
Documentário: Menus-Plaisirs - Les Troigros, de Frederick Wiseman
Filme de Animação: Kimitachi Wa Dô Ikiru Ka, de Hayao Miyazaki
Filme Internacional: Anatomie d'Une Chute, de Justine Triet (França)
Realização: Christopher Nolan, Oppenheimer
Actor: Franz Rogowski, Passages
Actriz: Lily Gladstone, Killers of the Flower Moon
Actor Secundário: Charles Melton, May December
Actriz Secundária: Da'Vine Joy Randolph, The Holdovers
Argumento: Samy Burch, May December
Fotografia: Hoyte van Hoytema, Oppenheimer
.

quinta-feira, 30 de novembro de 2023

Shane MacGowan


.
1957 - 2023
.

Goya 2024: os nomeados

.
20.000 Especies de Abejas, de Estibaliz Urresola Solaguren (15 nomeações), Cerrar los Ojos, de Victor Erice (11 nomeações), Saben Aquell, de David Trueba (11 nomeações), La Sociedad de la Nieve, de Juan Antonio Bayona (13 nomeações) e Un Amor, de Isabel Coixet (7 nomeações) são as longas-metragens espanholas anunciadas hoje como concorrentes ao Goya de Melhor Filme do ano pela Academia Espanhola de Cinema num ano em que será premiado com o Goya de Honor o director de fotografia Juan Mariné.
São os nomeados:
.

Melhor Filme
20.000 Especies de Abejas, Lara Izagirre Garizurieta e Valérie Delpierre (pords.)
Cerrar los Ojos, Agustín Bossi, Cristina Zumárraga, José Alba, Maximiliano Lasansky, Odile Antonio-Baez, Pablo E. Bossi, Pol Bossi e Victor Erice (prods.)
Saben Aquell, Edmon Roch e Jaime Ortiz de Artiñano (prods.)
La Sociedad de la Nieve, Belén Atienza, Juan Antonio Bayona e Sandra Hermida Muñiz (prods.)
Un Amor, Marisa Fernãndez Armenteros e Sandra Hermida Muñiz (prods.)
.
Melhor Documentário
Caleta Palace, de José Antonio Hergueta
Contigo, Contigo y sin Mí, de Amaya Villar Navascués
Esta Ambición Desmedida, de Santos Bacana, Rogelio González e Cristina Trenas
Iberia, Naturaleza Infinita, de Arturo Menor
Mientras seas Tú, el Aquí y Ahora de Carme Elías, de Claudia Pinto
.
Melhor Filme de Animação
Hanna y los Monstruos, de Lorena Ares
Momias, de Juan Jesús García Galocha
Robot Dreams, de Pablo Berger
El Sueño de la Sultana, de Isabel Herguera
They Shot the Piano Player, de Javier Mariscal e Fernando Trueba
.
Melhor Filme Ibero-Americano
Alma Viva, de Cristèle Alves Meira (Portugal)
La Memoria Infinita, de Maite Alberdi (Chile)
La Pecera, de Glorimar Marreno (Puerto Rico)
Puan, de María Alché e Benjamín Naishtat (Argentina)
Simón, de Diego Vicentini (Venezuela)
.
Melhor Filme Europeu
Aftersun, de Charlotte Wells (Reino Unido)
Anatomie d'Une Chute, de Justine Triet (França)
Das Lehrerzimmer, de Ilker Çatak (Alemanha)
Le Otto Montagne, de Félix van Groeningen e Charlotte Vandermeersch (Itália)
Sigurno Mjesto, de Juraj Lerotic (Croácia)
.
Melhor Curta-Metragem de Ficção
Aunque es de Noche, de Guillermo García López
Carta a Mi Madre para Mi Hijo, de Carla Simón
Cuentas Divinas, de Eulália Ramón
La Loca y el Feminista, de Sandra Gallego
París 70, de Dani Feixas
.
Melhor Curta-Metragem de Documentário
Ava, de Mabel Lozano
BLOW!, de Neus Ballús
El Bus, de Sandra Reina
Herederas, de Sílvia Venegas Venegas
Una Terapia de Mierda, de Javier Polo
.
Melhor Curta-Metragem de Animação
Becarias, de Marina Cortón, Marina Donderis e Núria Poveda
To Bird or Not to Bird, de Martín Romero
Todo Bien, de Diana Acién Manzorro
Todo Está Perdido, de Carla Pereira e Juanfran Jacinto
Txotxongiloa, de Sonia Estévez
.
Melhor Realização
Victor Erice, Cerrar los Ojos
Elena Martín, Creatura
David Trueba, Saben Aquell
Juan Antonio Bayona, La Sociedad de la Nieve
Isabel Coixet, Un Amor
.
Realização Revelação
Estibaliz Urresola Solaguren, 20.000 Especies de Abejas
Itsaso Arana, Las Chicas Están Bien
Álvaro Gago, Matria
Alejandro Marín, Te Estoy Amando Locamente
Alejandro Rojas e Juan Sebastián Vásquez, Upon Entry
.
Melhor Direcção de Produção
Pablo Vidal, 20.000 Especies de Abejas
María José Diéz, Cerrar los Ojos
Eduard Vallès, Saben Aquell
Margarita Huguet, La Sociedad de la Nieve
Leire Aurrekoetxea e Luís Gutiérrez, Valle de Sombras
.
Melhor Actor Protagonista
Alberto Ammann, Upon Entry
Enric Auquer, El Maestro que Prometió el Mar
Hovik KeuchKerian, Un Amor
Manolo Solo, Cerrar los Ojos
David Verdaguer, Saben Aquell
.
Melhor Actriz Protagonista
Malena Alterio, Que Nadie Duerma
Laia Costa, Un Amor
Patricia López Arnaiz, 20.000 Especies de Abejas
María Vázquez, Matria
Carolina Yuste, Saben Aquell
.
Melhor Actor Secundário
Álex Brendemühl, Creatura
José Coronado, Cerrar los Ojos
Martxelo Rubio, 20.000 Especies de Abejas
Hugo Silva, Un Amor
Juan Carlos Vellido, Bajo Terapia
.
Melhor Actriz Secundária
Ane Gabarain, 20.000 Especies de Abejas
Luisa Gavasa, El Maestro que Prometió el Mar
Itziar Lazkano, 20.000 Especies de Abejas
Clara Segura, Creatura
Ana Torrent, Cerrar los Ojos
.
Melhor Actor Revelação
Omar Banana, Te Estoy Amando Locamente
Brianeitor, Campeonex
La Dani, Te Estoy Amando Locamente
Julio Hu Chen, Chinas
Matías Recalt, La Sociedad de la Nieve
.
Melhor Actriz Revelação
Sara Becker, La Contadora de Peliculas
Yeju Ji, Chinas
Clàudia Malagelada, Creatura
Janet Novás, O Corno
Xinyi Yr, Chinas
.
Melhor Argumento Original
Estibaliz Urresola Solaguren, 20.000 Especies de Abejas
Michel Gaztambide e Victor Erice, Cerrar los Ojos
Alejandro Marín e Carmen Garrido, Te Estoy Amando Locamente
Félix Viscarret, Una Vida no tan Simple
Alejandro Rojas e Juan Sebastián Vásquez, Upon Entry
.
Melhor Argumento Adaptado
Albert Val, El Maestro que Prometió el Mar
Pablo Berger, Robot Dreams
Albert Espinosa e David Trueba, Saben Aquell
Bernat Vilaplana, Juan Antonio Bayona, Jaime Marques-Olarreaga e Nicolás Casariego, La Sociedad de la Nieve
Isabel Coixet e Laura Ferrero, Un Amor
.
Melhor Montagem
Raúl Barreras, 20.000 Especies de Abejas
Ascen Marchena. Cerrar los Ojos
Fátima de los Santos, Mamacruz
Fernando Franco, Robot Dreams
Andrés Gil e Jaume Martí, La Sociedad de la Nieve
.
Melhor Fotografia
Gina Ferrer García, 20.000 Especies de Abejas
Valentin Álvarez, Cerrar los Ojos
Pedro Luque, La Sociedad de la Nieve
Bet Rourich, Un Amor
Diego Trenas, Una Noche con Adela
.
Melhor Música Original
Natasha Arizu, El Maestro que Prometió el Mar
Arnau Bataller, La Paradoja de Antares
Alfonso de Vilallonga, Robot Dreams
Andrea Motis, Saben Aquell
Michael Giacchino, La Sociedad de la Nieve
.
Melhor Canção Original
"Eco", por Xoel López, Amigos Hasta la Muerte
"El Amor de Andrea", por Álvaro B. Baglietto, David García, Guille Galván, Jorge González, Juan Pedro Martin "Pucho", Juanma Latorre e Valeria Castro, El Amor de Andrea
"Chinas", por Marina Herlop, Chinas
"La Gallinita", por Fernando Moresi Haberman e Sergio Bertran, La Imatge Permanent
"Yo Solo Quiero Amor", por Rigoberta Bandini, Te Estoy Amando Locamente
.
Melhor Som
Eva Valiño, Koldo Corella e Xanti Salvador, 20.000 Especies de Abejas
Tamara Arévalo, Fabiola Ordoyo e Yasmina Praderas, Campeonex
Iván Marín, Juan Ferro e Candela Palencia, Cerrar los Ojos
Xavi Mas, Eduardo Castro e Yasmina Praderas, Saben Aquell
Jorge Adrados, Oriol Tarragó e Marc Orts, La Sociedad de la Nieve
.
Melhor Direcção Artística
Izaskun Urkijo, 20.000 Especies de Abejas
Curru Garabal, Cerrar los Ojos
Carlos Conti, La Contadora de Peliculas
Marc Pou, Saben Aquell
Alain Bainée, La Sociedad de la Nieve
.
Melhor Guarda-Roupa
Nerea Torrijos, 20.000 Especies de Abejas
Mercè Paloma, La Contadora de Peliculas
María Armengol, El Maestro que Prometió el Mar
Lala Huete, Saben Aquell
Júlio Suárez, La Sociedad de la Nieve
.
Melhor Maquilhagem e Cabelos
Ainhoa Eskisabel e Jone Gabarain, 20.000 Especies de Abejas
Caitlin Acheson, Benjamin Pérez e Nacho Díaz, Saben Aquell
Ana López-Puigcerver, Belén López-Puigcerver e Montsé Ribé, La Sociedad de la Nieve
Eli Adánez e Juan Begara, La Ternura
Sarai Rodríguez, Noé Montes e Óscar del Monte, Valle de Sombras
.
Melhores Efeitos Especiais
Mariano García Marty, Jon Serrano, David Heras, Fran Belda e Indira Martín, 20.000 Especies de Abejas
Eneritz Zapiain e Iñaki Gil "Ketxu", La Ermita
Pau Costa, Félix Bergés e Laura Pedro, La Sociedad de la Nieve
Mariano García Marty, Jon Serrano, Juan Ventura e Amparo Martínez, Tin & Tina
Raúl Romanillos e Miriam Piquer, Valle de Sombras
.

Os vencedores serão conhecidos numa cerimónia a realizar na Fería de Valladolid no próximo dia 10 de Fevereiro em Valladolid.
.
.

European Film Awards 2023: os primeiros vencedores

.
A Academia Europeia de Cinema divulgou esta manhã os primeiros vencedores da 36ª edição dos European Film Awards, os seus troféus anuais entregues às melhores produções cinematográficas europeias do último ano.
Entre estes primeiros vencedores encontramos alguns dos nomeados ao European Film Award de Melhor Filme como, por exemplo, Anatonie d'Une Chute, de Justine Triet e The Zone of Interest, de Jonathan Glazer.
São os vencedores:
.
Montagem: Laurent Sénéchal, Anatomie d'Une Chute
.
Fotografia: Rasmus Videbaek, Bastarden
.
Música Original: Markus Binder, Club Zero
.
Som: Johnnie Burn e Tarn Willers, The Zone of Interest
.
Design de Produção: Emita Frigato, La Chimera
.
Guarda-Roupa: Kicki Ilander, Bastarden
.
Maquilhagem e Cabelos: Ana López-Puigcerver, Belén López-Puigcerver, David Martí e Montse Ribé, La Sociedad de la Nieve
.
Efeitos Visuais: Félix Bergés e Laura Pedro, La Sociedad de la Nieve
.
Os demais vencedores dos European Film Awards serão conhecidos no próximo dia 9 de Dezembro durante a cerimónia a decorrer no Arena de Berlin.
.
.

terça-feira, 28 de novembro de 2023

Gotham Awards 2023: os vencedores

.
Passages, de Ira Sachs foi a longa-metragem escolhida como o Melhor Filme do ano nos Gotham Awards cuja cerimónia decorreu esta noite no Cipriani Wall Street, em Nova York. No entanto, a obra mais premiada foi a francesa Anatomie d'Une Chute, de Justine Triet ao arrecadar os troféus de Filme Internacional e Argumento.
São os vencedores:
.
Filme; Passages, de Ira Sachs
.
Documentário: Les Filles d'Olfa, de Kaouther Ben Hania
.
Filme Internacional: Anatomie d'une Chute, de Justine Triet (França)
.
Realização Revelação: A. V. Rockwell, A Thousand and One
.
Interpretação Protagonista: Lily Gladstone, The Unknown Country
.
Interpretação Secundária: Charles Melton, May December
.
Argumento: Justine Triet e Arthur Harari, Anatomie d'une Chute
.

segunda-feira, 27 de novembro de 2023

Frances Sternhagen


.
1930 - 2023
.

sábado, 25 de novembro de 2023

Planos Film Festival 2023: os vencedores

.
Le'ehov Otkha Ani Lo Hayevert, de Yotam Knispel de Israel foi a grande vencedora da sétima edição do Planos Film Festival que decorreu no Cine-Teatro Paraíso, em Tomar - e ao qual tive a honra e o prazer de fazer parte do júri pelo terceiro ano consecutivo - desde o passado dia 22 de Novembro. The Boat, de Luke Morgan foi também vencedor em três categorias incluindo o Prémio do Público.
São os vencedores:
.
Curta-Metragem Internacional: Le'ehov Otkha Ani Lo Hayevert, de Yotam Knispel (Israel)
Curta-Metragem Nacional: Aplauso, de Guilherme Daniel
Prémio do Público: The Boat, de Luke Morgan (Irlanda/Nepal)
.
Realização: Yotam Knispel, Le'ehov Otkha Ani Lo Hayevert
.
Actor: Kuni Tomita, Tu Tijera en mi Oreja
Menção Honrosa: Kai Bosse, TwoMuch?!
.
Actriz: Hanna Azoulay-Hasfari, Le'ehov Otkha Ani Lo Hayevert
Menção Honrosa: Mary Anisi, Fin
.
Argumento: Luke Morgan, The Boat
.
Montagem: Jakub Podmanický, Rituály
Menção Honrosa: Javier López Soria, Todo Va Bien
.
Fotografia: Rafaela Gomes, O Abafador e Wen Yifan, Lin XingZhi Qian
.
Música Original: Jake Morgan, The Boat
.
Som: Qi Liu, Yu Bu Zhong Ri
Menção Honrosa: Miguel Coelho e Miguel Martins, Aplauso
.
Direcção Artística: João Pedro Frazão, Maria José Maria
.

sexta-feira, 24 de novembro de 2023

Nobody (2023)

.
Nobody de Marcela Jacobina (Portugal) seleccionada para competição na sétima edição do Planos Film Festival a decorrer no Cine-Teatro Paraíso, em Tomar revela a história da personagem que dá nome a este filme curto interpretado por Marcela Jacobina, uma jovem que centra a sua existência numa dinâmica online com homens aos quais cobra pela sua companhia.
Filmado num cenário que agora nos é familiar de período pandémico (e pós-pandémico) onde, mais do que nunca, as relações oscilaram muito para uma vertente virtual - relações essas que vão das de amizade às sociais e principalmente profissionais -, este Nobody sobre "Nobody", uma jovem mulher que revela o seu latente anonimato e desapego para qualquer tipo de interacções sociais e que apenas interage (ou tenta) com o mundo através das múltiplas e breves ocasiões diárias em que contacta com homens que encara como a sua fonte de rendimento e que a procuram pela sensualidade que deposita na sua persona inspirada em anime japonesa.
Desligada a câmara, pergunta-se ela e nós espectadores, o que existe? Muito pouco ou nada. Uma mão cheio de correspondência por abrir, uma mãe que lhe liga insistentemente e à qual não responde e uma casa que é o completo oposto daquilo que encena para o seu público. Desarrumação, pouco brio e uma  aparente realidade de desapego e motivação para o que a rodeia e que não consiga fazer parte daquele imaginário que dá cor à sua ilusão. E é no meio deste isolamento, que calculamos ser auto-imposto, que se desenrola a sua realidade ou, melhor dizendo, a falta dela. Percebemos que não tem qualquer vontade de interacção social mas, ainda assim, mantém estas relações programadas e furtuitas para a sua subsistência. Existe apenas num limite dessa sobrevivência que, na realidade, passa despercebida a todos menos a um cliente habitual (Carloto Cotta) que insiste estar disponível para lhe dar atenção seja quando for. Mas que ela nega e do qual se afasta concentrando-se, quem sabe, no seu apego por esta solidão que, ao mesmo tempo, parecer querer despedir.
"Nobody" é assim, uma mulher fora do tempo mas reflexo do mesmo em que vive. Está no mundo sem estar. Existe sem existir. Ninguém a conhece ou sabe verdadeiramente quem é. Poderá alguém dar pela sua falta algum dia? Saberá alguém que ela é uma realidade ou apenas um boneco criado e que em qualquer momento poderá desaparecer? É no meio destes dilemas que vive (ou existe?!) e para os quais parece não ter qualquer tipo de resposta ou solução.
Ainda que esta curta-metragem consiga fazer um curioso e interessante retrato das realidades deste século já com mais de vinte anos de existência reflectindo sobre as relações que hoje existem ou como se desenvolvem as dinâmicas entre pares, falta a Nobody um maior desenvolvimento no seu argumento que nos permita pensar mais sobre esta jovem mulher para lá daquilo que faz como modo de sobreviver. Foi pensado o seu isolamento e subsistência através destes encontros ocasionais online ou foi o seu objectivo revelar a sua (in)existência como uma realidade desejada? Existe Nobody para lá desta dinâmica ou não é ela mais do que o seu próprio nick define... ninguém?! É a falta desta exploração de personagem que seria interessante e dinamizaria mais esta curta-metragem que acaba por se resumir à breve revelação de uma vida que não o chega a ser mesmo quando um daqueles com quem interage parece querer saber mais do que aquilo que a sua caracterização esconde. Conseguirá ela alguma vez querer exactamente o mesmo?
.
6 /10
.

.

Todo va Bien (2023)

.
Todo va Bien de Adrián Ordóñez (Espanha) é uma das curtas-metragens em competição no Planos Film Festival que revela a história de Rachid (Hassan el Boujaddaini), um jovem imigrante em Espanha que procura o sonho de uma vida melhor. No entanto, quando parece ter a vida encaminhada com um novo trabalho e uma rapariga da sua idade que aparenta gostar dele, a sociedade parece insistir não no seu potencial mas sim nas suas origens.
As primeiras imagens desta curta-metragem com um belíssimo argumento de Sergio Rubio inserem o espectador no imaginário de uma vida de emigração que, compreende de imediato, pertencer a uma realidade dura e cheia de elementos que colocam o protagonista numa vida marginal ou, pelo menos, vivida nas margens daquilo que ele desejara. "Rachid" é um jovem saído de Marrocos para procurar uma vida melhor. Muitos são os seus desejos de poder ajudar uma família que ficara para trás e para a qual se sujeita a uma realidade inimaginada que é agora a sua. Vive no seio das desconfianças de todos aqueles com quem se cruza e os únicos amigos que parece conseguir ter são aqueles que, tal como ele, têm uma realidade similar. O espaço em que vive parece oriundo de um qualquer cenário de detenção... um quarto partilhado com tantas outras pessoas que se sujeitam a realidades precárias porque são estas as únicas que conseguem manter com alguma dignidade (pouca)... ou estão numa camarata comum ou na rua pois não há rendimentos para mais. O dinheiro escasseia... o trabalho não surge de nenhuma parte e, claro, a formação que tem não lhe permite ambicionar um pouco mais mas, no entanto, os requisitos exigidos não páram de ser mais e mais...
As dificuldades de "Rachid" são imediatamente compreendidas. Deseja um trabalho... mas precisa de um par de sapatos para aparentar algum brio e ainda que estes não sejam uma exigência, a realidade é que é subtilmente compreendido que poderão "ajudar" à sua realidade e, ao mesmo tempo que o espectador acaba por ir conhecendo esta personagem existe também algum misto de desconfiança para com as suas atitudes ou comportamentos. Estará ele assim num aperto tão grande ou será que esconde algo mais? No seio da desconfiança despertada por um argumento que nem sempre é claro - aí reside um dos seus pontos mais fortes -, o espectador crê e empatiza com o mesmo quando compreende que "Rachid" é o receptáculo de todo um conjunto de sonhos e desejos por cumprir quer sejam eles profissionais, pessoais, familiares ou até mesmo sentimentais quando descobre e sente interesse por uma rapariga do bairro.
Dois são os momentos que mais me impressionaram nos destinos desta personagem e que, de certa forma, acabam por revelar o seu interior ou os seus propósitos... O primeiro que se relaciona directamente com os sapatos que "Rachid" deixa para trás depois de dormir num vão de escada... não só é um momento marcante naquilo que poderá ser os destinos desta personagem forçada a abandonar os seus bens mais pessoais para trás agora que aparenta ter a sua vida "encaminhada" dentro da perda a que está habituado nesta Espanha que escolheu como sua nova casa como nos remete enquanto espectadores para as trágicas histórias de emigração que a tanto estamos habituados e que compreendemos como sendo toda uma história de perda consecutiva e sem limites. No passado mais ou menos próximo tal como agora "Rachid" tem o seu destino marcado por todo um conjunto de perdas que não aparentam ter um final. Finalmente, o momento final no qual telefona à sua mãe revelando que a sua vida se encaminha e que se encontra feliz quando as lágrimas insistem em cair num silêncio perturbante. A mentira piedosa que se conta para não afligir aquela que mais o ama e que lhe deseja todas as felicidades do mundo encerra esta história que não se adivinha feliz - pelo menos não nos deixa disso indícios - e o longo plano com que o realizador nos presenteia assim o faz adivinhar.
Decididamente uma das melhores curtas da edição deste ano do Planos Film Festival com uma sempre presente e pertinente história enriquecida por uma interpretação fortemente contida na expressão de emoções que, no entanto, conseguimos todos identificar do jovem actor Hassan el Boujaddaini que nos entrega diversos momentos onde o sentimento ou sensação chave é aquela de uma perda constante.
.
8 / 10
.
.

quinta-feira, 23 de novembro de 2023

Premios Feroz 2024: os nomeados

.
Foram hoje revelados os nomeados à XII edição dos Premios Feroz entregues anualmente pela imprensa espanhola às melhores produções cinematográficas do país estreadas ao longo do último ano. 20.000 Especies de Abejas, de Estibaliz Urresola Solaguren, Cerrar los Ojos, de Víctor Erice (o filme mais nomeado do ano ao reunir nove nomeações), La Sociedad de la Nieve, de Juan Antonio Bayona, Un Amor, de Isabel Coixet e Upon Entry, de Alejandro Rojas e Juan Sebastián Vasquez são os filmes nomeados na categoria de Drama enquanto que Bajo Terapia, de Gerardo Herrero, Las Chicas Están Bien, de Itsaso Arana, Mamacruz, de Patricia Ortega, Robot Dreams, de Pablo Berger e Te Estoy Amando Locamente, Alejandro Marín são as obras seleccionadas na categoria de Comédia do ano. Já nas categorias de Televisão é a série La Mesías que domina as nomeações ao recolher um total de onde indicações.
São os nomeados:
.
Cinema
Melhor Filme - Drama
20.000 Especies de Abejas, Lara Izaguirre e Valérie Delpierre (prods.)
Cerrar los Ojos, Cristina Zumárraga, Pablo E. Bossi, Víctor Erice e José Alba (prods.)
La Sociedad de la Nieve, Belén Atienza, Sandra Hermida e Juan Antonio Bayona (prods.)
Un Amor, Marisa Fernández Armenteros e Sandra Hermida (prods.)
Upon Entry, Carles Torras, Carlos Juárez, Xosé Zapata e Sergio Adriâ (prods.)
.
Melhor Filme - Comédia
Bajo Terapia, Gerardo Herrero e Mariela Besuievsky (prods.)
Las Chicas Están Bien, Jonás Trueba e Javier Lafuente (prods.)
Mamacruz, Olmo Figueredo González-Quevedo, Carlos Rosado Sibón e José Alba (prods.)
Robot Dreams, Ibon Cormenzana, Ignasi Estapé, Sandra Tapia e Ángel Durández (prods.)
Te Estoy Amando Locamente, Aintza Serra, Paloma Molina, Sergi Casamitjana e Antonio Asensio (prods.)
.
Melhor Realização
Estibaliz Urresola Solaguren, 20.000 Especies de Abejas
Víctor Erice, Cerrar los Ojos
Elena Martín Gimeno, Creatura
Juan Antonio Bayona, La Sociedad de la Nieve
Isabel Coixet, Un Amor
.
Melhor Actor Protagonista
Alberto Ammann, Upon Entry
Enric Auquer, El Maestro que Prometió el Mar
Hovik Keuchkerian, Un Amor
Manolo Solo, Cerrar los Ojos
David Verdaguer, Saben Aquell
.
Melhor Actriz Protagonista
Malena Alterio, Que Nadie Duerma
Laia Costa, Un Amor
Kiti Mánver, Mamacruz
María Vázquez, Matria
Carolina Yuste, Saben Aquell
.
Melhor Actor Secundário
Luis Bermejo, Un Amor
José Coronado, Cerrar los Ojos
La Dani, Te Estoy Amando Locamente
Oriol Pla, Creatura
Hugo Silva, Un Amor
.
Melhor Actriz Secundária
Ane Gabarain, 20.000 Especies de Abejas
Luisa Gavasa, El Maestro que Prometió el Mar
Patrícia López Arnaiz, 20.000 Especies de Abejas
Aitana Sánchez-Gijón, Que Nadie Duerma
Ana Torrent, Cerrar los Ojos
.
Melhor Argumento
Estibaliz Urresola Solaguren, 20.000 Especies de Abejas
Isabel Coixet e Laura Ferrero, Un Amor
Víctor Erice e Michel Gaztambide, Cerrar los Ojos
Elena Martín Gimeno e Clara Roquet, Creatura
Juan Sebastián Vázquez e Alejandro Rojas, Upon Entry
.
Melhor Música Original
Federico Jusid, Cerrar los Ojos
Zeltia Montes, Que Nadie Duerma
Alfonso de Villalonga, Robot Dreams
Michael Giacchino, La Sociedad de la Nieve
Nico Casal, Te Estoy Amando Locamente
.
Melhor Cartaz
Cristina Hernández Bernardo, 20.000 Especies de Abejas
Sergio Rozas e Manolo Pavón, Cerrar los Ojos
Alejandro Llamas Sánchez, O Corno
Iñaki Villuendas e José Haro, Hermana Muerte
José Luís Ágreda, Robot Dreams
.
Melhor Trailer
Liviu Neagoe, 20.000 Especies de Abejas
Elena Gutiérrez, Cerrar los Ojos
Miguel Ángel Sanantonio, Saben Aquell
Harry Eaton, La Sociedad de la Nieve
Mikel Garmilla, Te Estoy Amando Locamente
.
Televisão
Melhor Série - Drama
El Cuerpo en Llamas
El Hijo Zurdo
La Mesías
Rapa
Selftape

.
Melhor Série - Comédia
Cites Barcelona
Esto No es Suecia
El Otro Lado
Poquita Fe

.
Melhor Actor Protagonista
Javier Cámara, Rapa
Roger Casamajor, La Mesías
Raúl Cimas, Poquita Fe
Patrick Criado, Las Noches de Tefía
Quim Gutiérrez, El Cuerpo en Llamas
.
Melhor Actriz Protagonista
Úrsula Corberó, El Cuerpo en Llamas
Lola Dueñas, La Mesías
Macarena García, La Mesías
Esperanza Pedreño, Poquita Fe
Ana Rujas, La Mesías
.
Melhor Actor Secundário
Andreu Buenafuente, El Otro Lado
Chani Martín, Poquita Fe
Albert Pla, La Mesías
Biel Rossell Pelfort, La Mesías
José Manuel Poga, El Cuerpo en Llamas
.
Melhor Actriz Secundária
Amaia, La Mesías
Irene Balmes, La Mesías
Tamara Casellas, El Hijo Zurdo
Julia de Castro, Poquita Fe
Carmen Machi, La Mesías
.
Melhor Argumento
Laura Sarmiento, Eduard Solá, Carlos López e José Luís Martin, El Cuerpo en Llamas
Rafael Cobos, El Hijo Surdo
Javier Calvo, Javier Ambrossi, Nacho Vigalondo e Carmen Jiménez, La Mesías
Berto Romero, Rafel Barceló e Enric Pardo, El Otro Lado
Pepón Montero e Juan Maidagán, Poquita Fe
.
Os vencedores serão conhecidos numa cerimónia a realizar no próximo dia 26 de Janeiro, em Madrid.
.
.