quarta-feira, 20 de julho de 2011

Porky's (1981)

.
Porky's de Bob Clark é provavelmente o maior e mais divertido filme "liceal" que alguma vez foi feito. Muito distante no tempo desse sucesso mais recente que é a saga American Pie, este é literalmente o filme onde tudo, sem excepção, foi feito.
A história típica deste género de filmes que gira em torno de adolescentes em viragem para a idade adulta e que muito prolíferos foram na década de 80 centra-se no despertar sexual de um grupo de adolescentes que em nome da "primeira" (ou enésiam) vez fazem o maior número de aventuras que giram entre esquemas manhosos ou partidas aos amigos mais "pintas".
Num misto de piadas hardcore bem camufladas e sempre, sempre, em tom de comédia temos mais de uma hora e meia de puras e genuínas gargalhadas enquanto assistimos a situações mais elaboradas do que a anterior.
Os próprios personagens tornaram-se símbolos do género. Quem não se lembra de Pee Wee, do carismático director que não sabe lidar com as inúmeras aventuras dos seus estudantes e de Beulah, a célebre e malévola (nesta fase) professora de ginástica que tudo faz por apanhar em flagrante e expulsar tão incómodos alunos. Todos eles marcaram uma época e o mais curioso é que são personagens que, dentro do género de filme referido, se tornaram símbolos que ninguém consegue esquecer.
Curioso é ainda verificarmos lá no meio uma actriz que há altura era ainda uma jovem quase desconhecida de seu nome Kim Cattrall que tem uma apetência muito particular para visitar os balneários masculinos e... bom, fica para verem.
Temos uma comédia sólida, enérgica, bem humorada e que ainda tem mais duas partes sem que nenhuma delas perca a energia e a boa disposição desta inicial e com uma particularidade bem interessante que é o facto de tanto nesta como no segundo filme os temais raciais serem uma constante tornando-se nos (poucos) momentos mais sérios desta saga.
Para todos aqueles que se consideram amantes de filmes de comédia e que até gostam de ver aqueles que são passados em liceus este é, de longe, aquele que se deve ter como referência pela sua enorme qualidade e boa disposição.
.
.
8 / 10
.

Sem comentários:

Publicar um comentário