quinta-feira, 2 de maio de 2013

Yellow Darkness (2013)

.
Yellow Darkness de David Zimmermann é uma visualmente rica curta-metragem que nos dá um olhar "interno" sobre o mundo do desporto.
Com imagens que nos remetem para uma jovem atleta de alta competição que luta por ser a melhor na sua área, esta curta-metragem cedo nos apresenta uma outra faceta da mesma atleta mais negra e tenebrosa do que aquilo que se poderia esperar.
Se por um lado temos uma faceta de trabalho, de empenho e dedicação que tem como resultado as vitórias inerentes a uma desportista, é também certo que temos o lado mais negro e obscuro como resultado destes grandes sacrifícios que é tantas vezes esquecido. Assim, se por um lado temos uma atleta triunfante que seria facilmente classificada como um novo exemplo de heroína, é também certo que este factor tem o seu reverso e, como tal, desenvolve também a sua "gémea má" que se apresenta quando o mundo brilhante e de sucesso parece estar momentaneamente "encerrado".
Com uma sentida interpretação de Lea Banasch que encarna por um lado a dedicação de uma profissional da sua área e por outro uma verdadeira descida ao inferno e à loucura, esta curta-metragem tem ainda na sua perspectiva artística um dos seus aspectos mais fortes graças à uma magnífica fotografia de Leif Thomas que consegue recriar um ambiente perfeito nas duas atmosferas em que encontramos a "nossa" atleta. Este é um trabalho forte e ousado que sem dramatismos existenciais exacerbados consegue dar uma interessante, e desconhecida, perspectiva da vida de uma atleta de alta competição.
.
.
8 / 10
.

Sem comentários:

Publicar um comentário