terça-feira, 1 de setembro de 2015

Farcume - Festival Internacional de Curtas-Metragens de Faro 2015: os vencedores

.
Ficção
1º: Willa, de Isabelle Bertolone, Helena Hufnagel, Tina Kringer e Benedikt Weber (Alemanha)
2º: With Thy Spirit, de Karim Rahbani (Líbano)
3º: Braxploitation, de Edem Ortegal (Brasil)
Menção Honrosa: Alekto, de Thomas Kaufmann (Suíça), Bestas, de Rui Neto e Joana Nicolau (Portugal), Mahi va Man, de Babak Habibifar (Irão) e Wut, de Sérgio Maltas (Alemanha)
.
Documentário
1º: Alegria: A Humanitarian Expedition, de Christoph Van Toggenburg (Suíça)
2º: Waiting for the Train, de Panay Simon (França)
3º: O Anjo das Mil Pedras, de Keivan Majidi (Curdistão)
Menção Honrosa: Pucara, Hacedores de Ceramica, de Carlos García Cornejo (Perú) e Poop on Poverty, de Vijay Jodha (África do Sul)
.
Animação
1º: Butterfly Hunter, de Min-Yu Chen (Taiwan)
2º: Castilho y el Armado, de Pedro Harres (Brasil)
3º: Song Bird's Shop, de Anatoliy Lavrenishyn (Ucrânia)
Menção Honrosa: Cuerdas, de Pedro Solis García (Espanha) e Deja-Moo, de Stefan Muller (Alemanha)
.
Videoclip
1º: Fotos de lo que Fuimos, de Francisco J. Morales (Espanha)
2º: Melancholic Park, de Kai Waker (Rússia)
3º: João Lum - Atmosfera, de Sonat Duyar (Portugal)
Menção Honrosa: Tribruto - O Amanhã de Ontem, de Rafael Correia (Portugal)
.
Prémio do Público: Casitas, de Javier Marco (Espanha)
.
Prémio "Curtíssima": The Toboggan, de Richard B. Pierre (Canadá)
.

Sem comentários:

Publicar um comentário