quarta-feira, 13 de maio de 2015

Programme Libre (2012)

.
Programme Libre de Vianney Etossé é uma curta-metragem francesa de ficção presente na Secção Internacional da sexta edição do Piélagos en Corto - Festival Internacional de Cortometrajes de Ficción que decorreu até ao passado dia 9 e Maio na Cantábria, em Espanha.
Gauthier (Florent Amodio) é um jovem que dedica a sua vida à patinagem artística que exercita com paixão. No entanto, como adolescente que é, Gauthier divide ainda a sua vida aos amigos que lhe trazem novas melodias musicais, a um pai presente que espera vê-lo no seu lugar, um treinador exigente que não espera mais do que o melhor da sua parte e uma história de amor com Maïa (Marie Béraud).
No seu de pressões vindas de todas as partes, como irá Gauthier encontrar o seu próprio espaço e aquilo que realmente o motiva?
Etossé, aqui a exercer também as funções de argumentista, define toda uma narrativa que facilmente poderemos associar como um "coming of age" onde todos os caminhos apontam para decisões rápidas que este jovem adolescente tem de tomar para a sua vida. Decisões essas que irão afirmá-lo enquanto indivíduo e profissional na sua área desportiva que está agora num ponto de viragem. Ao desafiar as regras pode condenar-se a uma vida afastada do estrelato mas, ao mesmo tempo, segui-las pode condenar a sua individualidade e cunho pessoal numa área que é fundamentalmente artística e que apela à empatia do público para o seu sucesso. O rumo a tomar só ele pode decidir tendo, no entanto, a certeza de que alguém ficará pelo caminho... será ele?!
Mas este argumento vai um pouco mais longe e obriga o espectador a questionar-se sobre os caminhos do sucesso na medida em que cedo é pedido aos filhos que sejam os melhores dos melhores, a tal "elite" - independentemente da sua área - que se destaca pela excelência na execução daquilo que fazem mas, ao mesmo tempo, não se estará a esquecer aquilo que realmente os motiva a darem brilho ao que fazem? Não será a pressão a mordaça que os faz repelir aquilo de que tanto gostam? Até que ponto estará um pai a querer que o filho seja mais do que aquilo que está disposto a dar e, como tal, condená-lo ao fracasso pela pressão?
Fundamentalmente Programme Libre é uma curta-metragem despretenciosa que pretende que o espectador vislumbre um pouco não só da adolescência dos nossos dias como principalmente dos vários tipos de pressão que um jovem despotista pode sentir na sua vida obrigando-o assim a esquecer rapidamente aquilo que o caracteriza... a juventude. Ainda assim, esta curta-metragem não esquece o seu lado "espectáculo" permitindo que o espectador se sinta descontraído ao assistir a uma história séria criando assim poucas defesas e uma empatia natural para que o sucesso de "Gauthier" seja consumado.
Um destaque ainda pela positiva à fresca e espontânea interpretação do jovem Florent Amodio que não deixa o filme - ou a história - cair nos lugares comuns de um argumento cuja acção se desenrola nos meandros do mundo desportivo.
.
.
8 / 10
.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário