quinta-feira, 6 de junho de 2019

O American Film Institute homenageia...

.
O AFI - American Film Institute anunciou há algumas semanas que o homenageado da sua quadragésima-sétima edição seria o actor norte-americano vencedor de dois Oscars... Denzel Washington.
.
.
Denzel Washington (Mount Vernon, NY, 1954) começou o seu percurso cinematográfico em Coriolanus (1979), de Wilford Leach que fora lançado directamente para vídeo e no qual contracenara com Morgan Freeman tendo sido Carbon Copy (1981), de Michael Schultz a sua primeira obra estreada directamente no grande ecrã. A Soldier's Story (1984), de Norman Jewsion foi a obra que se seguira e que daria início a um conjunto de colaborações cinematográficas com alguns dos mais representativos nomes da Sétima Arte como Sidney Lumet que o viria a dirigir em Power (1986).
Cry Freedom (1987), de Richard Attenborough granjear-lhe-ia a sua primeira nomeação a Oscar enquanto Actor Secundário ao qual se seguiriam For Queen & Country (1988), de Martin Stellman, The Mighty Queen (1989), de Carl Schenkel e finalmente Glory (1989), de Edward Zwick que lhe conferiria o seu primeiro Oscar na categoria de Melhor Actor Secundário do ano.
A década de '90 iniciava com Heart Condition (1990), de James D. Parriott no qual contracenara com Bob Hoskins, Mo' Better Blues (1990), de Spike Lee - o qual viria a marcar o seu percurso de forma determinante -, Mississippi Massala (1991), de Mira Nair, Ricochet (1991), de Russell Mulcahy, Malcolm X (1992), de Spike Lee para o qual recolheria a sua primeira nomeação enquanto Melhor Actor Protagonista nos Oscars, Much Ado About Nothing (1993), de Kenneth Branagh, Philadelphia (1993), de Jonathan Demme - no qual contracenaria com Tom Hanks -, The Pelican Brief (1993), de Alan J. Pakula - no qual tinha como co-protagonista a actriz Julia Roberts -, Crimson Tide (1995), de Tony Scott, Virtuosity (1995), de Brett Leonard, Devil in a Blue Dress (1995), de Carl Franklin, Courage Under Fire (1996), de Edward Zwick, The Preacher's Wife (1996), de Penny Marshall, Fallen (1998), de Gregory Hoblit, He Got Game (1998), novamente de Spike Lee, The Siege (1998), de Edward Zwick, The Bone Collector (1999), de Phillip Noyce, The Hurricane (1999), de Norman Jewison, que lhe proporcionaria a sua quarta nomeação ao Oscar e a segunda enquanto Melhor Actor.
Remember the Titans (2000), de Boaz Yakin iniciaria o novo milénio ao qual se seguiriam Training Day (2001), de Antoine Fuqua que lhe valeu o Oscar de Melhor Actor Protagonista convertendo-o no segundo actor afro-americano depois de Sidney Poitier a recebê-lo, John Q (2002), de Nick Cassavetes, Antwone Fisher (2002), realizado pelo próprio actor, Out of Time (2003), de Carl Franklin, Man on Fire (2004), de Tony Scott, The Manchurian Candidate (2004), de Jonathan Demme, Inside Man (2006), de Spike Lee, Deja Vu (2006), de Tony Scott, American Gangster (2007), de Ridley Scott, The Great Debaters (2007), do próprio Washington e The Taking of Pelham 123 (2009), de Tony Scott.
Já na década de '10 Denzel Washington viria a participar em The Book of Eli (2010), de Albert Hughes e Allen Hughes, Unstoppable (2010), de Tony Scott, Safe House (2012), de Daniel Espinosa, Flight (2012), de Robert Zemeckis - pelo qual viria a receber uma nova nomeação a Oscar de Melhor Actor -, 2 Guns (2013), de Baltasar Kormákur, The Equalizer (2014), de Antoine Fuqua, The Magnificent Seven (2016), de Antoine Fuqua, Fences (2016), também de Denzel Washington e que lhe valeria mais uma nomeação ao Oscar de Melhor Actor e uma de Melhor Filme, Roman J. Israel, Esq. (2017), de Dan Gilroy e com este mais uma nomeação a Melhor Actor e The Equalizer 2 (2018), de Antoine Fuqua tendo, neste momento, por estrear Macbeth, de Joel Coen.
Washington teve ainda nove nomeações aos Globos de Ouro da Hollywood Foreign Press Association tendo recebido dois por The Hurricane e Glory bem como o Cecil B. DeMille Award pelo conjunto da carreira, duas nomeações aos Emmy, dois Urso de Prata do Festival Internacional de Cinema de Berlim e um Screen Actors Guild Award pelo seu desempenho em Fences que o próprio dirigiu.
Denzel Washington irá receber o troféu entregue anualmente pelo American Film Institute numa cerimónia que se realiza hoje no Dolby Theatre em Los Angeles.
.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário