quinta-feira, 14 de novembro de 2013

European Union Film Festival Ottawa 2013: participação portuguesa

.
De 14 de Novembro a 1 de Dezembro decorre em Ottawa, no Canadá, a 28ª edição do Festival de Cinema da União Europeia com participações de 27 países europeus.
O Cônsul de Bordéus, de Francisco Manso e João Correa filme nomeada a diversos prémios Sophia da Academia Portuguesa de Cinema incluindo para Vítor Norte como Melhor Actor, é a participação que representará Portugal no certame. O Cônsul de Bordéus é uma história ficcionada baseada em factos reais que envolveram a participação do cônsul português naquela cidade francesa, na emissão de vistos de entrada em Portugal aquando da invasão alemã do país. O filme que conta ainda com a participação de Leonor Seixas, Carlos Paulo, Laura Soveral, São José Correia e Manuel de Blas junta-se assim a uma forte representação europeia no Canadá. Fazem dela parte os seguintes filmes:
.
Alcan Highway, de Aleksi Salmenperä (Finlândia)
Äta Sova Dö, de Gabriela Pichler (Suécia)
Bajarí: Barcelona, de Eva Vila Purtí (Espanha)
O Cônsul de Bordéus, de Francisco Mando e João Correa (Portugal)
Dinner with my Sisters, de Michael Hapeshis (Chipre)
Doudege Wénkel, de Christophe Wagner (Luxemburgo)
Elavad Pildid, de Hardi Volmer (Estónia)
Les Géants, de Bouli Lanners (Bélgica)
Grand Central, de Rebecca Zlotowski (França)
Izlet, de Nejc Gazvoda (Eslovénia)
Jackie, de Antoinette Beumer (Holanda)
Kuma, de Umut Dag (Áustria)
Love.net, de Ilian Djevelekov (Bulgária)
Matrimoni e Altri Disastri, de Nina di Majo (Itália)
Mój Rower, de Piotr Trzaskalski (Polónia)
Natural Grace: Irish Music and Martin Hayes, de Art Ó Briain (Irlanda)
Nócni Brodovi, de Igor Mirkovic (Croácia)
The Other Dream Team, de Marius A. Markevicius (Lituânia)
Prilis Mladá Noc, de Olmo Omerzu (República Checa)
Sapnu Komanda 1935, de Aigars Grauba (Letónia)
Schuld sind Immer die Anderen, de Lars-Gunner Lotz (Alemanha)
Sunt o Baba Comunista, de Stere Gulea (Roménia)
Superclásico, de Ole Christian Madsen (Dinamarca)
O Theos Agapaei to Haviari, de Yannis Smaragdis (Grécia)
Up There, de Zam Salim (Reino Unido)
A Vizsga, de Péter Bergendy (Hungria)
Zázrak, de Juraj Lehotský (Eslováquia)
.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário