sábado, 4 de outubro de 2014

Sur le Chemin de l'École (2013)

.
No Caminho para a Escola de Pascal Plisson foi o segundo documentário presente nesta décima-quinta edição da Festa do Cinema Francês a decorrer actualmente no Cinema São Jorge, em Lisboa e o vencedor da última edição do César de Melhor Documentário da Academia Francesa de Cinema.
Este documentário narra as histórias de quatro crainças que, em diferentes partes do mundo, têm um longo percurso a fazer para poderem frequentar uma escola. No entanto, é a sua vontade de saber e de conhecimento apoiada pelos seus pais que os impele a efectuar uma viagem que, em diversos momentos, está repleta de perigos.
No Quénia conhecemos Jackson de 11 anos de idade que tem de atravessar quinze quilómetros pela savana com a sua jovem irmã, numa viagem onde precisa evitar todos os animais selvagens afim de chegar à sua escola. Por sua vez nas montanhas do Atlas em Marrocos, Zahira de doze anos efectua uma viagem de quatro horas para chegar ao seu colégio interno enquanto que na Argentina, Carlos de 11 anos atravessa a Patagónia a cavalo durante dezoito quilómetros com a sua jovem irmã que sonha poder um dia comandar o cavalo em que viajam.
Finalmente somos transportados até à Índia onde conhecemos Samuel, de 13 anos de idade, que é levado de cadeira de rodas para a escola pelos seus dois irmãos mais novos atravessando caminhos quase impossíveis.
Mas é também destes impossíveis de que trata Sur le Chemin de l'École. Num espaço geográfico agreste e onde se encontram isolados de tudo aquilo que poderá ser um pensamento de um mundo dito "civilizado", existe na consciência não só destes jovens como principalmente dos seus pais a necessidade e a percepção de que é essencial terem acesso a uma educação que os forme para um futuro melhor e, em alguns destes casos, até mesmo para um futuro diferente que os retire do meio onde até então têm vivido.
Por vezes com algum humor e sempre com uma imagem presente sobre as reais dificuldades deste conjunto de jovens, o espectador deslumbra-se com as imensas paisagens naturais dos diversos pontos do globo para onde é levado como, ao mesmo tempo, reflecte sobre as tristes realidades que tanto se diferenciam do seu próprio meio onde tudo é tão fácil - e facilitado - fazendo até esquecer aquilo que cada um de nós assume como sendo um seu "problema". Problemas ditos "ocidentais" que para estes jovens são inexistentes ao contrário das sentidas reflexões e sacrifícios que atravessam nas suas viagens pelos imensos desertos no caminho para a escola onde não só a sua segurança física está em jogo como também todo o esforço tentado para uma vida melhor... ou pelo menos diferente.
Não escondo a minha particular preferência pela emotiva história do jovem Samuel que depende não só do apoio dos seus irmãos mais novos que o transportam diariamente para a escola como também da sua própria resistência às imensas adversidades que atravessa sempre com o apoio da família que percebendo as limitações do meio e do seu jovem filho insistem para que este continue a prosseguir os seus sonhos e desejos.
Sur le Chemin de l'École é assim um documentário não só multicultural e que foge às constantes investidas do género centradas em escolas suburbanas onde todos têm tudo menos a vontade de prosseguir isentos de objectivos, alicerçando assim a crítica feroz aos mesmos demonstrando que só se dá real valor a algo quando não está ao fácil alcance das nossas mãos.
.
.
"Samuel: Nascemos sem nada e partimos sem nada."
.
8 / 10
.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário