sábado, 12 de outubro de 2013

Gambozinos (2013)

.
Gambozinos de João Nicolau foi a curta-metragem escolhida para encerrar o primeiro dia da Competição Nacional desta quarta edição do Córtex - Festival de Curtas-Metragens de Sintra que se encontra a decorrer no Centro Cultural Olga de Cadaval, e que se constitui como um dos mais fortes filmes curtos deste último ano.
Numa colónia de férias um rapaz (Tomás Franco) encontra-se num ponto de viragem da sua ainda jovem existência. Se por um lado nutre uma paixoneta por uma das raparigas que também por lá se encontra, por outro ela quase ignora a sua existência até ao dia de uma inegável prova de amor. Ao mesmo tempo ele tenta sobreviver entre os seus pares e resistir aos mais velhos residentes da colónia de férias que atormentam todos os mais novos e aparentemente indefesos.
Mas terá ele alguém que o ajuda a defender-se?
João Nicolau saiu do Festival Internacional de Cinema de Cannes com o Prémio Illy para Melhor Curta-Metragem nesta história, que também escreve, sobre um grupo de crianças que têm como único objectivo divertir-se num espaço onde é suposto serem... crianças. A inocência está inerente a cada um deles mas, no entanto, as trapaças são o normal da sua jovem idade. Estas crianças espelham aquilo que, em tempos, todos nós fomos... inocentes e inconscientes de um mundo que estava para vir, e que apenas prentendem (pretendíamos) conquistar com as nossas aventuras mais ou menos imaginadas e onde os perigos eram praticamente inexistentes, ou até mesmo por nós desconhecidos, sendo este apenas representado pela constante permanência de uma enorme tarântula que se passeia pela relva, ganhando um maior destaque com a aproximação dos pré-adolescentes que tentam, pela violência e marginalidade, impôr-se pela sua força.
Com uma direcção de fotografia de Mário Castanheira que capta a essência das luzes e das cores de uma época estival e uma original composição musical de Mariana Ricardo, Gambozinos conquista-nos por reter na sua curta duração uma atmosfera ligeira e bem humorada que nos faz recordar os nossos próprios tempos de juventude onde tudo era perfeito e possível.
.

.
9 / 10
.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário