sexta-feira, 21 de março de 2014

7ª edição da Festa do Cinema Italiano

.
Sob o tema da Família Italiana - La Famiglia, a Festa do Cinema Italiano está de volta a Lisboa para aquela que será a sua sétima edição entre os dias 10 e 18 de Abril no Cinema São Jorge e também na Cinemateca Portuguesa.
Como manda a tradição, a Festa percorrerá depois o país seguindo para as cidades de Coimbra, de 21 a 23 de Abril, no Teatro Académico Gil Vicente, no Porto, de 24 a 27 de Abril, na Casa das Artes, no Funchal, de 8 a 11 de Maio, no Teatro Municipal Baltazar Dias e finalmente em Loulé, de 16 a 18 de Maio, no Cine-Teatro Louletano.
As várias secções da Festa incluem algumas das mais recentes e emblemáticas obras do cinema italiano do último ano bem como a respectiva retrospectiva desta vez a Mario Bava "autor emblemático da história do Cinema Italiano e internacional, em ocasião do centenário do seu nascimento", tal como noticiado pela organização.
O filme da Sessão de Abertura da Festa será Viva la Libertà, de Roberto Andò, filme vencedor de dois David da Academia Italiana de Cinema, Argumento e Actor Secundário para Valerio Mastandrea, e conta ainda com a interpretação protagonista de Toni Servillo e Valeria Bruni Tedeschi. Já o filme da Sessão de Encerramento será Il Capitale Umano, de Paolo Virzi e que conta com as interpretações de Fabrizio Bentivoglio, Valeria Golino, Valeria Bruni Tedeschi, Luigi Lo Cascio e Fabrizio Gifuni, ambos inseridos na Secção Panorama. Secção esta que incluirá algumas obras escolhidas pela qualidade e pela originalidade artística tais como Anni Felici, de Daniele Luchetti, La Sedia della Felicità, de Carlo Mazzacurati, L’Intrepido, de Gianni Amelio, Smetto Quando Voglio, de Sydney Sibilia e Via Castellana Bandiera, de Emma Dante.
A Secção Competitiva que contará com a actriz Rita Blanco, o cantor Camané e a antiga directora da Cinemateca Portuguesa Maria João Seixas como jurados, irá seleccionar qual a longa-metragem receptora do Prémio Canais TVCine de entre L’Arbitro, de Paolo Zucca, La Mafia Uccide Solo d’Estate, de Pif (Pierfrancesco Diliberto), La Mia Classe, de Daniele Gaglianone, La Prima Neve, de Andrea Segre (vencedor da edição de 2013 com o filme Io Sono Li), Salvo, de Fabio Grassadonia e Antonio Piazza, The Special Need, de Carlo Zoratti e Zoran, il Mio Nipote Scemo, de Matteo Oleotto.
Para a Secção Focus, a Festa do Cinema Italiano quis dar atenção a dois dos mais internacionalmente significativos festivais italianos de cinema, nomeadamente o Giffoni Film Festival que irá apresentar as curtas-metragens de animação Lo Smontabull, de Manlio Castagna e Gianvincenzo Nastasi, The Ghost of Canterville, de Manlio Castagna e Ale'Ooh - La Vittoria Più Bella, de Luca Apolito e ainda o Le Giornate del Cinema Muto di Pordenone que irá trazer o filme Too Much Johnson, de Orson Welles.
A já referida homenagem a Mario Bava será inserida na Secção Amarcord onde será exibidos as suas obras La Maschera del Demonio (1960), I Tre Volti della Paura (1963), Sei Donne per l'Assassino (1964), Terrore nello Spazio (1965), Diabolik (1967), Reazione a Catena (1971), La Ragazza che Sapeva Troppo (1963), Cani Arrabbiati (1977) e La Venere d'Ille (1980).
Com a Secção Altre Visione, a Festa do Cinema Italiano pretende dar a conhecer um conjunto de trabalhos dedicados a autores que se destacam pela audácia da sua abordagem estética e ao desenvolvimento de uma poética singular, pelo que este ano os filmes presentes serão Materia Oscura, de Massimo d'Anolfi e Martina Parenti, Noi non Siamo come James Bond, de Mario Balsamo e Oltre il Guado, de Lorenzo Bianchini.
Finalmente a Festa do Cinema Italiano regressa ainda com a Secção Il Corto, onde serão exibidas as curtas-metragens 37º 4S, de Adriano Valerio, Animo Resistente, de Simone Massi, Homo Homini Bisone, de Emanuele Simonelli e Astutillo Smeriglia, La Prima Legge Di Newton, de Piero Messina, Preti Ep.1 Genesi, de Astutillo Smeriglia, Transumanza, de Salvatore Mereu e Zinì e Amì, de Pierluca di Pasquale, algumas delas pré-selecionadas aos David.
As Secções Paralelas à Festa do Cinema Italiano são já tão aguardadas como as próprias sessões de cinema. Na já tradicional noite do Cine-jantar, a Festa do Cinema Italiano propõe o visionamento de um clássico: L'Ultimo Tango a Parigi (O Último Tango em Paris), de Bernardo Bertolucci com Maria Schneider e Marlon Brando numa interpretação que lhe garantiu uma nomeação a Oscar de Melhor Actor. E na Secção Ascolta, teremos a exibição de Indebito, de Andrea Segre (uma presença nesta edição), sendo que o encerramento da Festa irá decorrer no Musicbox a 18 de Abril.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário