quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Pajas (2014)

.
Pajas de David Mora é uma curta-metragem espanhola de comédia que se centra na interacção entre dois amigos de longa data enquanto assistem a alguma pornografia na internet.
Depois de alguma conversa banal sobre o que vêem e aquilo que já experimentaram os dois amigos (David Mora e Javier Zapata) resolvem recordar os velhos tempos e masturbarem-se enquanto assistem a um filme... mas um deles olha para algo mais que sempre desejou em segredo.
O argumento de David Mora centra a sua principal mensagem nos pequenos silêncios existentes entre dois amigos que podem esconder paixões, desejos e sentimentos que se encontram reprimidos durante anos. Sentimentos vividos em silêncio e partilhados apenas em pequenas ocasiões em que a sexualidade expressa era desviada para situações externas àquelas que viviam, ou até mesmo partilhavam à sua própria maneira e que, mesmo sendo sentidos por ambos o receio da rejeição e da não aceitação sempre impediram de ser confirmados.
Divertida na forma como a mensagem é transmitida ao espectador que de forma ligeira, natural e não vulgarmente explícita apesar de perceptível, Pajas consegue ao mesmo tempo esconder a sensibilidade de um amor sentido mas não vivido que culmina sem que esse mesmo espectador o confirme. Pajas transmite assim a ideia de que existem certos momentos que devem ser, acima de tudo, privados e as interpretações quer de David Mora como de Javier Zapata acabam por consegui-lo fazer, não sem antes se assumirem como transmissoras de uma comédia quase juvenil.
.

.
8 / 10
.

Sem comentários:

Publicar um comentário