terça-feira, 21 de março de 2017

A Vossa Terra (2016)

.
A Vossa Terra de João Mário Grilo é uma curta-metragem documental portuguesa nomeada ao Sophia da Academia Portuguesa de Cinema na respectiva categoria, e um filme-homenagem ao arquitecto Gonçalo Ribeiro Telles numa revisita aos seus escritos e obra no Portugal da segunda metade do século XX.
Responsável, entre outros, pelos Jardins da Fundação Calouste Gulbenkian, Ribeiro Telles é um dos arquitectos mais influentes do panorama paisagístico português sendo responsável por uma vasta obra que faz parte não só da referida paisagem nacional como também do quotidiano do cidadão que usufruem diariamente dos espaços por si criados. Assim, e como forma de um guia com recurso aos seus documentos, A Vossa Terra é como que uma viagem pela obra de Ribeiro Telles através de conversas e imagens de arquivo que ilustram o homem através da sua obra.
Subdividido em vários segmentos é, por exemplo, na sua Segunda Paisagem intitulada "A Segunda Natureza" que, por exemplo, reflecte sobre o belo e o Homem enquanto um todo e apregoa os valores de biodiversidade que caracterizam o seu pensamento enquanto homem profissional que tenta estabelecer uma relação harmoniosa e sustentável entre o indivíduo e o seu meio estabelecendo ainda a importância desta harmonia para evitar o descalabro ambiental. Assim, é ao dar um sentido humano ao meio inserindo nele uma casa, que o mesmo se valoriza e harmoniza evitando a ruptura - ou o desordenamento - entre ambos.
Com esta harmonia - defende Ribeiro Telles - é criado um paraíso, ou seja, o espaço onde a Natureza (como primordial e principal do e no meio) é o elemento privilegiado, sendo aqui dado como exemplo os já mencionados Jardins da Fundação Calouste Gulbenkian determinantes para o espaço, para a cidade de Lisboa e para a própria fundação, tidos como uma referência e local de lazer para a população da cidade.
Finalmente, de destacar em A Vossa Terra - numa alusão tanto ao planeta como à cidade e ao meio ambiente património de toda uma Humanidade - a Quarta Paisagem ou "Corredores da Vida" onde a visão de Ribeiro Tellesestá direccionada para a harmonização do espaço verde com a cidade (Lisboa) evitando que este se mantenha apenas nas chamadas "áreas verdes" (enquanto reservas naturais) fazendo com que, portanto, este "verde" seja harmoniosamente descentralizado por toda a cidade evitando assim a limitação ao espaço considerado "natural" para o mesmo. Desta forma, o espectador é levado para uma viagem dentro da própria cidade de Lisboa a espaços pensados para manter a relação da cidade com a Natureza proporcionando os chamados "corredores verdes" que ligação os mesmos (Lisboa e a Natureza) ao outro elemento fundamental da vida da capital, ou seja, o Tejo não esquecendo os Jardins de Campolide e Quinta José Pinto bem como a óbvia e indispensável referência ao Parque Natural de Monsanto.
Desta forma, A Vossa Terra é assim a tentativa de alcançar a harmonia entre o espaço rural - pelo verde - e o urbano - pela cidade - demonstrando ao público não só a sua importância enquanto um modo de melhor o nível de vida da cidade e dos seus cidadãos e reflectir sobre a obra do arquitecto Ribeiro Telles não só na capital mas também por outros locais como a Figueira da Foz ou Coruche também mencionados neste documentário.
Da relação do Homem com a Natureza à harmonização dos espaços pela manutenção do "verde" como um elemento fundamental e natural dos mesmos e não apenas como um apêndice secundário, A Vossa Terra é assim um filme que oscila entre a narração e a materialização (ou visualização) dos factos ou acontecimentos onde se exercita a reflexão não só sobre o meio ambiente mas principalmente sobre a obra de uma vida - de Ribeiro Telles - dedicada à quebra da dicotomia Homem versus Natureza.
.
6 / 10
.

Sem comentários:

Publicar um comentário