terça-feira, 12 de maio de 2015

GOW (2014)

.
GOW de Manuel Munguia é uma curta-metragem espanhola de ficção exibida na Secção Cantábria da sexta edição do Piélagos en Corto - Festival Internacional de Cortometrajes de Ficción que decorreu até ao passado dia 9 de Maio em Espanha.
Durante uma entrevista John Houseman recebe um jovem - GOW - que demonstra ter um discurso coerente e impressionante. Depois de rejeitados todos os candidatos que se tinham apresentado, Houseman decide contratar aquele jovem que afirma ter uma grande experiência artística graças aos seus pais e pela Irlanda onde chegou a dirigir um teatro.
Para lá da evidente qualidade da direcção de fotografia de Sergio Martinez, aquilo que mais se destaca na curta-metragem de Manuel Munguia é a sua qualidade narrativa que graças ao argumento do próprio realizador nos leva inicialmente numa viagem a uma bizarra entrevista na Broadway dos anos 20 do século passado onde estranhamos não só os comportamentos do entrevistador como principalmente do entrevistado que demonstra uma estranha confiança não só sobre aquele ser o "seu" posto de trabalho ideal como ele ser a única pessoa capaz de o desempenhar.
Com duas seguras e inspiradas interpretações de Peter Shimmin e Andrew Russell enquanto John Houseman e (George) Orson Welles, GOW demonstra uma estranha semelhança com os dias presentes onde as entrevistas de trabalho mais parecem pequenos grandes demónios que precisam ser superados com um excesso de confiança que a poucos assiste. GOW consegue ainda captar não só uma certa incerteza e insegurança da época que pretende retratar bem como o espírito e a essência de dois "monstros" da Sétima Arte cuja essência ainda hoje permanece como uma referência para os amantes da mesma.
.
8 / 10
.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário