domingo, 22 de janeiro de 2017

LUX - Personalidade Feminina do Ano 2017: Cinema

.
A revista Lux divulgou, uma vez mais, as personalidades femininas do ano em diversas categorias das Artes, Política e Serviço Social e, entre elas, aquelas que se destacaram na categoria de Cinema. Foram elas:
.
.
A primeira das nomeadas é a actriz Joana Pais de Brito que já havia marcado presença no cinema no formato da curta-metragem, estreou-se em 2016 com a sua primeira longa-metragem A Mãe é que Sabe, de Nuno Rocha.
.
.
A segunda das nomeadas é a realizador Leonor Teles que depois de uma auspiciosa estreia por detrás das câmaras em 2012 com Rhoma Acans ganhou no início de 2016 o Urso de Ouro de Melhor Curta-Metragem com a sua mais recente obra Balada de um Batráquio.
.
.
Finalmente a terceira e última das nomeadas é a actriz Victória Guerra que iniciou ano de 2016 com um dos maiores sucessos cinematográficos do ano, a longa-metragem de António-Pedro Vasconcelos Amor Impossível que lhe garantiram o Sophia da Academia Portuguesa de Cinema de Melhor Actriz, tendo ainda sido presença em Refrigerantes e Canções de Amor, de Luís Galvão Teles e À Jamais, de Benoît Jacquot tendo programados para o próximo ano Wilde Wedding, de Damian Harris onde irá contracenar com John Malkovich, Patrick Stewart e Glenn Close e ainda Aparição, de Fernando Vendrell.
.
A vencedora será conhecida no próximo dia 10 de Fevereiro aquando da publicação online da revista Lux da respectiva semana.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário