quarta-feira, 20 de março de 2013

Girlfriend in a Coma (2012)

.
Girlfriend in a Coma de Annalisa Piras é um dos documentários choque do momento pois faz uma crua e dura análise aos problemas económicos de uma Itália do século XXI bem como, numa comparação dura com a qual todos se poderão facilmente identificar, a todo o Ocidente e à Europa muito em particular, na época em que a mesma se encontra numa profunda crise económica.
Com o constante acompanhamento de Bill Emmott, reputado jornalista britânico que como o próprio afirma, "segue Itália desde jovem idade", vamos entrando pelos meandros dos corredores políticos e sociais do país, de forma a entendermos um pouco daquilo que tem sido a corrupção generalizada no mesmo. Desde a uma corrupção moral que atinge e afecta directamente a política e a economia do país, encontramos diversos factores que impedem a sociedade de florescer, ainda que os meios, os recursos e a vontade de muitos se encontre sempre presente.
Dividido em três segmentos muito concretos sendo eles a Mala Italia e a Buona Italia, este documentário analisa no primeiro todos os podres que têm ocupado a vida política, social e económica do país e a forma como estes afectam directamente a sua população primeiramente através de uma incredulidade face à decadência do país e de seguida pela forma como certos lobbies se instalaram no mesmo e são por eles governados sem hipótese de serem transformados, num sistema em que certas mafias se instalaram nos lugares de topo da governação e como consequência conseguiram controlar todo o país ou aqueles que legitimados com o poder do voto lá chegaram, sempre numa estreita relação com os anos da governação Berlusconi.
O segudo segmento deste documentário dá-nos a conhecer todo o potencial humano e criativo que o país não só emanou no passado como muito concretamente nos dias de hoje, e algumas das fórmulas e soluções que, num sistema verdadeiramente livre e justo podem apresentar para a prosperidade comum. No final, temos um terceiro mas revelador segmento intitulado Ignavia (preguiça) que nos revela como o país se encontra num misterioso e perigoso patamar, um purgatório no fundo, que empurra drasticamente o país para um beco sem saída onde ou se pegam rapidamente nas soluções ou existirá um embate frontal da sociedade num nível de violência e caos como oposição à actual apatia.
Interessante, cru e muito revelador do estado de uma das maiores economias europeias, este documentário faz um frio relato não só de Itália mas, (in)felizmente de tantos outros países e da forma como estes são governados. Arrisco dizer que deveria ser uma peça obrigatória de ver por muitos países, nomeadamente o nosso.
.
.
8 / 10
.

Sem comentários:

Publicar um comentário