quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Bob Dylan vence Nobel da Literatura

.
O Comité Nobel decidiu hoje atribuir o Prémio Nobel da Literatura a Bob Dylan pelas suas "sugestivas letras e hinos alternativamente políticos e fantasmagóricos" entre os quais se destacam "Blowin 'in the Wind", "Forever Young", "Like a Rolling Stone", "Sad-Eyed Lady of the Lowlands", "Rainy Day Women #12 & 35", ou "The Times They Are a-Changin”.
Apesar de ser autor de um livro de poemas, de uma colecção de escritos e gravuras bem como de um livro de memórias intitulado Chronicles: Volume One, Bob Dylan foi galardoado principalmente pelas suas composições musicais tornando-se, portanto, no primeiro músico a ser galardoado com este troféu tendo-se destacado enquanto músico e compositor em vários géneros incluindo o Rock and Roll e o Country.
A carreira de Dylan passou também pelo cinema onde enquanto actor participou em Pat Garrett & Billy the Kid (1973), de Sam Peckinpah, Renaldo and Clara (1978), realizado pelo próprio, Hearts of Fire (1987), de Richard Marquand, Catchfire (1990), de Dennis Hopper, Paradise Cove (1999), de Robert Clapsadle e Masked and Anonymous (2003), de Larry Charles.
Os seus temas musicais participaram ainda em diversas séries televisivas e obras cinematográficas como Deliverance (1972), de John Boorman, Coming Home (1978), de Hal Ashby, The Outsiders (1983), de Francis Ford Coppola, Porky's Revenge (1985), de James Komack, Good Morning, Vietnam (1987), de Barry Levinson, 1969 (1988), de Ernest Thompson, Heartbreak Hotel (1988), de Chris Columbus, Born on the Fourth of July (1989, de Oliver Stone, Bird on a Wire (1990), de John Badham, Days of Thunder (1990), de Tony Scott, Truly Madly Deeply (1990), de Anthony Minghella, Fried Green Tomatoes (1991), de Jon Avnet, Radio Flyer (1992), de Richard Donner e David M. Evans, Sneakers (1992), de Phil Alden Robinson, In the Name of the Father (1993), de Jim Sheridan, Forrest Gump (1994), de Robert Zemeckis, Natural Born Killers (1994), de Oliver Stone, Jerry Maguire (1996), de Cameron Crowe, American Beauty (1999), de Sam Mendes, The Hurricane (1999), de Norman Jewison, Girl, Interrupted (1999), de James Mangold, Wonder Boys (2000), de Curtis Hanson - aqui vencedor do Oscar e Globo de Ouro de Melhor Canção Original por "Things Have Changed" -, Monster's Ball (2001), de Marc Forster, Vanilla Sky (2001), de Cameron Crowe, Ali (2001), de Michael Mann, Mr. & Mrs. Smith (2005), de Doug Liman, Brokeback Mountain (2005), de Ang Lee, Walk the Line (2005), de James Mangold, North Country (2005), de Niki Caro, Away We Go (2009), de Sam Mendes, 10 Years (2011), de Jamie Linden, Selma (2014), de Ava DuVernay entre outros.
Para além do Oscar e do Globo de Ouro ganhos com Wonder Boys em 2001, Bob Dylan foi ainda nomeado a um BAFTA em 1974 por Pat Garrett & Billy the Kid para Melhor Música Original, a nove Grammy's tendo vencido em 2006 por No Direction Home: Bob Dylan (2005), de Martin Scorsese e é ainda vencedor do Prémio Príncipe das Astúrias em 2007 na categoria de Artes.
.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário