sexta-feira, 22 de julho de 2016

Command Action (2015)

.
Command Action de JP Miranda Maria é uma curta-metragem brasileira de ficção presente na secção competitiva da primeira sessão do Shortcutz Rio de Janeiro eque fez parte da selecção do Festival Internacional de Cinema de Cannes em 2015.
Encontramo-nos num mercado. Tudo se vende... Tudo se compra. Os comportamentos assumem-se como os de mais um dia de luta e árduo trabalho. Um jovem rapaz observa todas as interacções entre vendedores e clientes e conta o seu dinheiro. Mas de repente ele vê-se a braços com o sobrinho... ainda bebé.
O argumento da autoria de Fernanda Tosini tem a si subjacente um certo vislumbre a um meio desprivilegiado onde as carências económicas e principalmente as afectivas se misturam e confundem deixando para trás todos aqueles que esperam e desejam algo mais que, na prática, nunca chega. Perdido no meio desta confusão social está um jovem que, dentro das suas possibilidades (será dinheiro para um brinquedo... será para compras para a casa...) deseja com fervor algo que nunca teve e que possivelmente nunca poderá ter... ou poderá? No meio de tantos produtos alimentares e das inúmeras histórias pessoas que escuta das dificuldades alheias e dos sonhos não concretizados dos demais, ele apenas tem olhos para a pequena banca de brinquedos que o seduz e o deixam fantasiar com uma pequena e melhor esperança. O pequeno robot que compra (pensamos) poderá ser a última réstia de esperança de alguém que aos poucos parece dissipar-se num espaço grande demais para os seus - também grandes - sonhos e que o fazem desaparecer dentro do seu próprio silêncio.
Com um sentimento de revolta silenciosa e de desejo de algo maior - e melhor - que parece não chegar, Command Action é, afinal, a imagem de um mundo potencialmente marginal e sem grandes perspectivas onde, no entanto, os sonhos são maiores do que a própria vida.
.
7 / 10
.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário