terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Green Street Hooligans (2005)

.
Rebeldes do Bairro de Lexi Alexander é uma interessante história sobre a importância da nobreza e do orgulho que cada um sente em si próprio.
Matt (Elijah Wood) é um estudante de Harvard injustamente acusado e expulso após ter sido encontrada droga no seu quarto que pertencia ao seu colega filho de um importante homem de negócios.
Desiludido com tudo e com vontade de fugir, Matt dirige-se para Londres onde vive a sua irmã Shannon (Claire Forlani) para poder passar por lá algum tempo.
É em Londres que Matt conhece Pete (Charlie Hunnam), cunhado de Shannon e um respeitado hooligan, com quem inicialmente tem uma relação mais tensa e desinteressada mas que pela força das circunstâncias em que se vão vendo envolvidos se tornam amigos e entre quem se desenvolve uma relação de respeito mútuo.
E é esta a principal mensagem do filme. O respeito aliado à necessidade urgente de, em sociedade, haver orgulho próprio e de como tanto um como outro são indispensáveis entre si para a sobrevivência nas diversas "selvas urbanas".
Gostei deste filme por não ser mais uma entre tantas histórias em que parece que apenas impera a violência sem qualquer tipo de justificação. Não é a violência gratuita aquela a que assistimos aqui mas sim a violência como uma forma de sobreviver aos diversos desafios que aparecem. Quase ao estilo de morrer ou ser morto aqui o recurso ao uso da força mais não é do que uma forma de afirmação e de sobrevivência face aos diversos grupos de hooligans que vão surgindo não só nos jogos de futebol como também os que aparecem durante a vida dita "social" que têm fora dos campos.
Não é então o uso da força apenas pela força mas sim o seu recurso como forma de (sobre)viver com dignidade face a todos aqueles com quem convivem diariamente, e especialmente com a cabeça erguida por se terem afirmado como individuos defendendo sempre a sua imagem e a sua posição.
Por vezes violento por vezes dramático este filme, que quase passou despercebido por Portugal, é um interessante relato repleto de acção sobre a necessidade de defendermos posições pessoais e principalmente o bom nome que carregamos.
As interpretações maioritariamente secundárias são boas e bem conseguidas. As protagonistas a cargo de Elijah Wood e de Charlie Hunnan são francamente arrebatadoras.
Hunnan, que era para mim praticamente um desconhecido, tem aqui a interpretação forte. É ele que é basicamente a alma do filme. A sua postura ao substituir o seu irmão como líder do "clã" e se tornar num tipo duro capaz de enfrentar tudo e todos é de longe o motor que faz avançar o filme.
Quanto a Elijah Wood tem neste filme uma sólida e forte interpretação de um indivíduo que é inicialmente incapaz de se defender ou de proteger a sua imagem e bom nome mas que, com o tempo e convivência com alguém habituado a fazê-lo, consegue também ele saber impôr-se perante as adversidades. Wood começa então a dar sinais de poder fazer algo que o transporte além da saga Senhor dos Anéis, e continuar com a sua sólida carreira enquanto um jovem e bom actor.
Filme digno de registo e de ser visto e que aposto não irá deixar nenhum dos espectadores indiferente à sua qualidade.
..
.
"Steve Dunham: There comes a time when the best reputation you can have is with your family."
.
8 / 10
.

Sem comentários:

Publicar um comentário