sexta-feira, 27 de novembro de 2009

The Visitor (2007)

O Visitante de Thomas McCarthy é além de um bom filme sobre as emoções e as relações humanas, uma excelente ponte de lançamento (finalmente) do grande actor que é Richard Jenkins.
Um filme simples e brilhantemente elaborado deu vida a um dos melhores filmes de 2008 e que deu ao próprio Richard Jenkins uma nomeação ao Oscar de Melhor Actor no papel de um professor que não vê um significado na sua vida até que se deixa abordar, inicialmente por obrigação, por dois estranhos que ocupam a sua casa. São estes estranhos, imigrantes um deles ilegal no país, que dão um novo significado à sua vida através de pequenos elos de ligação que se iniciam a formar entre si e, mais tarde, com a prisão de um deles e com o travar conhecimento com a mãe deste que este desgastado professor reencontra o amor. Um amor que não poderá ter mas que o fez de novo sentir. Sentir proximidade com outras pessoas... estabelecer ligações... elos...contactos... conversas. Fê-lo de novo encontrar um significado para a sua vida sem rumo.
Jenkins tem um muito bom desempenho reconhecido com nomeações aos mais variados prémios incluindo o Oscar como referi. Não penso que o merecesse ganhar no entanto a nomeção foi extremamente justa e merecida.
Tenho ainda a destacar os três outros actores secundários que deram vida ao seu próprio papel neste filme que é de uma sensibilidade invulgar para um filme dos Estados Unidos. E são eles Hiam Abbas reputada actriz Palestiniana, Haaz Sleiman e Danai Jekesai Gurira. Os dois últimos que interpretam o casl "invasor" do apartamento de Jenkins e Hiam Abbas que interpreta o papel da mãe de Haaz Sleiman. Papéis simples e sentidos que possuem uma sensibilidade extrema e tocante.
Resta-me aqui ainda deixar uma menção à sentida banda sonora que mistura tons sonoridades mais íntimas juntamente aos ritmos urbanos de uma Nova York do século XXI que é da autoria do já Oscarizado Jan A.P. Kaczmarek.
Muito bom filme e este sim vale sem dúvida "perder" o tempo a apreciar na sua globalidade.


"Prof. Walter Vale: We are not helpless children!"

8 / 10

CinEuphoria Prémios'09 VOTAR AQUI

Sem comentários:

Publicar um comentário