quinta-feira, 23 de setembro de 2010

(500) Days of Summer (2009)

.
500 Dias com Summer de Marc Webb é uma muito apelativa comédia dramática que tem nos seus principais papéis, e a dar vida a todo o filme, os actores Joseph Gordon-Levitt e Zooey Deschanel.
Esta história conta-nos como Tom (Gordon-Levitt) se apaixona por Summer (Deschanel). Dois colegas de trabalho que após alguns encontros sociais casuais começam a desenvolver uma atracção mútua que primeiro passa pela amizade e depois pela relação física e sentimental.
Bom... há que frisar que ele sim apaixona-se... mas ela nem por isso. Não acredita no amor nem que por ele se deva guiar uma relação pois pode terminar a qualquer momento. Por isso, enquanto Tom se apaixona e não vê mais nada nem ninguém além de Summer, ela apenas vive o momento e aproveita aquilo que vai tendo pois, tal como diz a vida real acabará por se "intrometer" no "amor".
Esquecendo os demais actores secundários que, apesar de importantes para fazer ligação com certos momentos do filme não desempenham nenhum papel que roube a atenção dos principais, estes sim têm de ser alvo de uma referência.
Todos nós, ou pelo menos a grande maioria, conhece Joseph Gordon-Levitt desde os bem fadados tempos da magnífica série televisiva Terceiro Calhau a Contar do Sol e sabemos o quanto a sua personagem Tommy (curiosa coincidência) nos fazia rir com o seu recalcamento por ser mais velho e ter ficado com o corpo mais jovem... E todos percebemos o quanta graça e talento tinha já na altura este jovem actor. Não é de surpreender que anos depois, corridos muitos e muitos filmes, que ele apareça e nos surpreenda num magnífico e superior papel como este, pelo qual foi inclusivé nomeado ao Globo de Ouro de Melhor Actor em Comédia este ano. O seu papel como Tom é fresco, revelador de quanto alguém pode amar outra pessoa mesmo que esta aparente ou apresente defeitos e comportamentos que poderiam fazer qualquer um desistir e fugir a sete pés. Conseguimos apreciar a sua paixão e a sua dedicação e por breves, se calhar breves demais, momentos torcemos para que Summer perceba e lhe dê a oportunidade devida.
Quanto a Deschanel confesso que não conheço muito do seu trabalho à excepção de O Acontecimento que não será propriamente uma enorme referência ao seu talento considerando que é um mediano filme de suspense. No entanto posso seguramente afirmar que este seu papel como Summer Finn é sem a menor das dúvidas um excelente trabalho de composição de uma personagem. Seca, fria, distante e a maior parte do tempo descrente e insensível, Deschanel compõe numa só personagem aquilo que muitos de nós são normalmente no que diz respeito aos sentimentos... distantes. Talvez por isso mesmo se consiga em diversas situações colocar na sua pele e perceber quenem tudo, de facto, são mares de rosas.
Aquilo que aqui temos não é uma tradicional história de amor em que depois de inúmeras aventuras e desventuras o par romântico termina junto nem tão pouco vive feliz para sempre... Pelo menos não um com o outro. Temos um filme que nos apresenta os melhores momentos da vida em que parece que uma relação vai funcionar... e depois temos os outros onde a realidade nos bate realmente à porta e nos acorda para que se consiga perceber que afinal nem tudo é cor-de-rosa.
Deixo também um destaque para a excelente banda-sonora do filme e muito em particular para um tema que considero simplesmente divinal. E aqui fica a sua reprodução para aqueles que tiverem paciência e coragem de chegar até aqui neste comentário.
.
.
Antes de passar ao trailer fica o apelo para aqueles que quiserem, em ver este filme. Foge àquilo que tradicionalmente vemos nas comédias românticos ou nas comédias sobre o amor e sobre as relações e, por isso mesmo, ao ser inovador, consegue surpreender pela positiva e tornar-se num dos filmes mais interessantes do ano.
E... mais interessante fica, claro, quando aparece em cena.... Autumn... que é como quem diz... depois do Verão vem sempre o Outono...
.
.
"Tom: People don't realize this, but loneliness is underrated."
.
8 / 10
.

Sem comentários:

Publicar um comentário