sábado, 4 de setembro de 2010

The Wolfman (2010)


O Lobisomem de Joe Johnston com Benicio Del Toro, Anthony Hopkins, Emily Blunt e Hugo Weaving fez renascer, se bem que não de forma brilhante, este género de filme já há algum tempo esquecido.
A premissa é já bem conhecida. Encontramo-nos numa pequena vila perdida no interior de Inglaterra onde morrem ou desaparecem misteriosamente alguns dos seus habitantes. Não se sabe se às mãos de algum marginal ou se afinal é alguma fera escondida pela florestas circundantes.
Inicialmente pouco vislumbramos a verdadeira fera que anda a mutilar os corpos das vítimas inocentes, mas quando de facto o vemos há que ser realista em afirmar que existe aqui um muito bem conseguido trabalho de caracterização. Mas também era impossível ser de outra forma se considerarmos que por detrás do mesmo está Rick Baker vencedor de seis Oscars nesta categoria.
O filme, que até entretém, não preza por dar grande destaque ao peso dos actores que tem. Se podemos considerar que as interpretações são de certa forma coerentes são, ao mesmo tempo, pouco inspiradas e medianas ao ponto de não nos colocarem na situação de pensarmos que estamos a assistir a um filme que supostamente deveria ser de terror.
Assim a única coisa que temos de facto assegurada são um ou dois "sustos" devido a sermos apanhados de surpresa para o que nos vai aparecendo pela frente, mas não um verdadeiro susto provocadas por um conjunto de sequências tensas ou mais sombrias.
Dito isto, e além da caracterização, há que deixar uma referência positiva ao magnífico trabalho de guarda-roupa elaborado por Milena Canonero e claro a todo o ambiente vitoriano criado pois está também muito positivo.
Dito isto, será de esperar que na próxima cerimónia dos Oscars em 2011 tenhamos este filme nomeado respectivamente para Caracterização, Guarda-Roupa e Direcção Artística como apostas seguras e depois possivelmente uma nomeação na categoria de Som ou de Efeitos Sonoros. Além disso, este filme não irá navegar para mares mais elevados.
.
.
7 / 10
.

Sem comentários:

Publicar um comentário