terça-feira, 30 de setembro de 2014

European Film Awards - European Achievement in World Cinema 2014

.
Depois de em 2012 ter reconhecido o contributo de Helen Mirren e de em 2013 a honra ter recaído sobre Pedro Almodóvar, a Academia Europeia de Cinema revelou que em 2014 o homenageado com o troféu European Achievement in World Cinema será o realizador britânico Steve McQueen.
Depois de uma carreira iniciada na  realização de curtas-metragens mudas e a preto-e-branco entre as quais se destacam Bear (1993), Deadpan (1997) e Drumroll (1998) e que se prolongou até 2007, McQueen ganhou uma projecção internacional com a sua longa-metragem Hunger (2008) na qual relata o cativeiro de Bobby Sands, activista republicano irlandês interpretado por Michael Fassbender, e com a qual venceu o European Discovery of the Year e fora ainda nomeado para o EFA de Melhor Realizador.
A sua segunda longa-metragem Shame (2011), na qual volta a ter como actor principal Fassbender, McQueen entrega-nos um relato sobre a dependência extrema e o cativeiro que dela surge tendo o realizador e o actor sido novamente nomeados para os EFA e ainda conferindo dois prémios da Academia para a Melhor Montagem e Melhor Fotografia.
12 Years a Slave (2013), a terceira longa-metragem de McQueen - novamente com Fassbender - fez um impressionante e bem sucedido percurso não só em festivais de cinema como pela crítica e público tendo recebido três Oscars - incluindo o de Melhor Filme que lhe conferiu o seu primeiro Oscar - e dois BAFTA - Filme e Actor para Chiwetel Ejiofor - sendo que, no entanto, não consta nos pré-seleccionados aos EFA a realizar no próximo dia 13 de Dezembro em Riga, na Letónia, num percurso que o torna num dos nomes mais actuais e fortes do cinema europeu e num digno reconhecido vencedor desta distinção da Academia Europeia de Cinema.
.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário