terça-feira, 23 de setembro de 2014

Frei Luís de Sousa (2014)

.
Frei Luís de Sousa do Colectivo Silly Season é uma curta-metragem portuguesa de ficção a concurso na secção competitiva de Curtas-Metragens da décima-oitava edição do QueerLisboa - Festival Internacional de Cinema Queer a decorrer no Cinema São Jorge.
Esta curta-metragem é a recriação da história homónima de Almeida Garrett que tem a particularidade de nos apresentar todo o conto não através de um conjunto de elaborados cenários mas sim através das expressões dos actores tendo ao mesmo tempo a narração de toda a história a acompanhar.
Se este conto é uma história intemporal e capaz de dinamizar qualquer cinéfilo mais atento e disponível para a mesma, é igualmente verdade que o breve vislumbre que temos do guarda-roupa aqui utilizado, da autoria de Os Burgueses, dá um toque de modernidade à curta-metragem e despoleta uma curiosidade em que este pudesse ter mais "tempo de antena". No entanto, Frei Luís de Sousa mantém-se quase única e exclusivamente numa narração desenfreada - e repetida - da obra tal como a conhecemos e num ritmo acelerado que nos dá uma leve impressão de que ou nós, ou a referida narração, estamos numa breve trip de ácidos e a ler um texto como se fosse missão chegar ao final sem qualquer expressividade dramática.
Este ritmo fast-forward com que a história dramática é contada é de tal forma sem nexo que a certa altura o espectador é forçado a pensar que está de facto a alucinar tornando todo o projecto - e filme - numa experiência risível e perfeitamente hilariantes desejando apenas que o final chegue para rapidamente tudo se esquecer, tendo de seguida dado origem a um Q&A tão silencioso que se escutavam as moscas a percorrer a sala.
Ainda com boa parte da competição de curtas-metragens por ver é seguro dizer que Frei Luís de Sousa é assumidamente a mais fraca - não frágil - de todas pois tem implícito um potencial que não explora e um detalhe técnico - o guarda-roupa - que poderia ser um dos pontos fortes de todo o filme mas que aqui é apenas "sugerido" e nunca absolutamente confirmado.
.
.
1 / 10
.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário