sábado, 27 de setembro de 2014

Imóvel (2014)

.
Imóvel de Sérgio Galvão Roxo é uma curta-metragem experimental portuguesa que foi exibida nesta décima-oitava edição do QueerLisboa - Festival Internacional de Cinema Queer que decorre no Cinema São Jorge, em Lisboa.
Em aproximadamente sete minutos, Imóvel - de expressões, emoções e de acção vs. reacção - oferece-nos uma belíssima direcção de fotografia que, no entanto, não é devidamente acompanhada por um argumento à sua altura.
O espectador acompanha o corpo - sempre masculino - e a constante necessidade de uma procura e consequente posse que sem ser acompanhada se confirma aquando da interacção (imóvel) da mesma. Os corpos tendem a aproximar-se mas de forma (in)voluntária tocam-se sem que, no entanto, se denote qualquer satisfação, prazer ou contentamento. Imóvel - o corpo - limita-se a ser uma presença sem uma reacção... algo estático e sem movimento.
Ainda que em Imóvel se tente abordar a tal constante procura do "outro" sem que para isso se faça grande esforço - vale sempre mais ser encontrado do que encontrar alguém -, esta curta-metragem peca por não explorar a dinâmica - ou até mesmo a falta dela - da personagem dele (Pedro Velho), limitando-se a um circular de imagens que comprovam a falta de movimento - um minuto bastaria - mas uma que espera ser "encontrada".
Como referi, ainda que a direcção de fotografia seja muito boa - até em demasia para o geral deste filme curto - a mesma não chega para denotar uma positividade transcendente num filme que se leva demasiadamente a "sério"... sem o ser.
.

.
2 / 10
.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário